Teatro & Pensata

Tony Awards: Oscar do teatro é marcado por diversidade e discurso, após Massacre em Orlando, de que “o ódio nunca vencerá”

O musical "Hamilton", que conta a história de um dos heróis da independência americana, se saiu como grande vencedor da noite com nove prêmios - de um total de 16 indicações

Publicado em 13/06/2016 | Por Karina Kuperman

*Por Lucas Rezende

A 70ª edição do Tony Awards, premiação do teatro norte-americano, espécie de Oscar da ribalta, foi marcada, na noite deste domingo (12), no Radio City Music Hall, em Nova York, pela mensagem em solidariedade às vítimas do ataque a uma boate gay de Orlando na última noite, quando um atirador – que jurou lealdade ao Estado Islâmico – deixou cerca de 50 mortos. A produção do evento, por meio de comunicado, chegou a dizer, horas antes do começo da cerimônia, que os “corações estão pesados com a inimaginável tragédia que aconteceu” e que “os pensamentos estão com as família e os amigos das vítimas”. Já durante a premiação, o apresentador James Corden discursou: “Em nome de toda a comunidade de teatro e todas as pessoas nesta sala, nossos corações estão com todos aqueles afetados por esta atrocidade”. Corden terminou o ato reiterando que “o teatro é um lugar onde todas as raças, credo, sexualidade e gênero é igual, é abraçado, e é amado” e que “o ódio nunca vencerá”.

james-corden-fez-um-discurso-emocionado-para-a-plateia-da-premiacao-em-nova-york-1465783944643_615x300

James Corden durante discurso (Foto: Reprodução/Reuters)

No mais, a profecia se cumpriu: a grande aposta, o musical “Hamilton”, com o recorde de 16 indicações, se saiu como o grande colecionador de troféus da noite. O espetáculo, que conta a história do malfadado pai fundador dos Estados Unidos, Alexander Hamilton, um dos heróis da independência do país, levou nove prêmios: melhor musical (já dado como certo em todas as bancas de aposta), melhor musical inspirado em livro, melhor trilha sonora original, melhor ator principal de musical com Leslie Odom Jr,  melhor ator coadjuvante de musical com Daveed Diggs, melhor atriz de musical com Renee Elise Goldsberry, melhor figurino, melhor design de iluminação, melhor diretor de musical com Thomas Kail, melhor coreografia e melhores orquestrações. Não à toa que Heather Hitchens, presidente da American Theatre Wing, que coordena a apresentação anual da premiação junto à The Broadway League, disse que “‘Hamilton’ teve um efeito surpreendente nesta temporada”.

ng7019784

(Foto: Reprodução/Reuters)

Charlotte St. Martin, presidente da Broadway League, por sua vez, seu deu bem ao continuar apostando em “Hamilton” mesmo com a saída do criador da peça, Lin-Manuel Miranda, no dia 9 de julho. “A maré alta levanta todos os barcos”, soltou. O bom resultado, no entanto, não foi o necessário para bater a marca de “Os Produtores”, com seu recorde de 12 vitórias em um Tony, no ano de 2001. Mas…para não dizer que não falamos das flores: no ano em que o Oscar foi duramente criticado pelo domínio caucasiano nas indicações, o Tony deu aula no assunto melanina com elencos estrelados de negros. Ah, e s mulheres também bateram recordes: “Eclipsed” é a primeira peça da Broadway com uma diretora, escritora e elenco completamente feminino e, incidentalmente, completamente negro. Já no lado dos musicais, “Waitress” marcou a primeira vez que os quatro cargos-chave de criaçao em um espetáculo — compositor, coreógrafo, libretista e diretor — foram todos exercidos por mulheres.

Daveed Diggs (melhor ator coadjuvante), Cynthia Erivo (melhor atriz), Leslie Odom Jr. (melhor ator) e Renee Elise Goldsberry (melhor atriz coadjuvante) (Foto: Reprodução/Reuters)

Daveed Diggs (melhor ator coadjuvante), Cynthia Erivo (melhor atriz), Leslie Odom Jr. (melhor ator) e Renee Elise Goldsberry (melhor atriz coadjuvante) (Foto: Reprodução/Reuters)

Por lá, famosas como Cate Blanchett, Uzo Aduba, Lupita Nyong’o, Karolina Kurkova, Thalia, Claire Danes, Michelle Williams, Lucy Liu, Saoirse Ronan e outras desfilaram em looks impecáveis. Veja na galeria abaixo:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja os ganhadores (em negrito) do Tony Awards 2016

Melhor peça
“The humans”
“Eclipsed
”
“The father
”
“
King Charles III”

Melhor musical
“Hamilton”
“
Shuffle along, or the making of the musical sensation of 1921 and all that followed
”
“Waitress
”
“Escola de Rock: O musical”
“
Bright star”

Melhor remontagem de peça
“Panorama visto da ponte”, de Arthur Miller
“As bruxas de Salem”, de Arthur Miller
“Blackbird
”
“Long day’s journey into night
“Noises off”

Melhor remontagem de musical
“A cor púrpura”
“Um violinista no telhado”
“
She loves me
”
“Spring awakening”

Melhor diretor em peça
Ivo Van Hove (“Um panamora visto da ponte”)
Rupert Goold (“King Charles III
”)
Jonathan Kent (“Long day’s journey into night
”)
Joe Mantello (“The humans”)
Liesl Tommy (“Eclipsed
”)
Melhor diretor de musical
Thomas Kail (“Hamilton
”)
Michael Arden (“Spring awakening
”)
John Doyle (“A cor púrpura”)
Scott Ellis (“She loves me”)
George C. Wolfe (“Shuffle along, or the making of the musical sensation of 1921 and all that followed”)

Melhor libreto em musical
“
Hamilton” (Lin-Manuel Miranda
)
“Bright star” (Steve Martin)
“Escole de Rock: O musical” (Julian Fellowes)
“
Shuffle along, or the making of the musical sensation of 1921 and all that followed’ (George C. Wolfe)

Melhor trilha original (música e/ou letra)
“Hamilton” (letras e músicas de Lin-Manuel Miranda)
“Bright star” (música de Steve Martin e Edie Brickell; letras de Edie Brickell)
“Escola de Rock: O musical” (música de Andrew Lloyd Webber e letras de Glenn Slater)
“Waitress” (letras e músicas de Sara Bareilles)

Melhor ator em peça
Frank Langella (“The father”)
Gabriel Byrne (Long day’s juourney into night”)
Jeff Daniels (“Blackbird
”)
Tim Pigott-Smith (“King Charles III”)
Mark Strong (“Panorama visto da ponte”)

Melhor atriz em peça
Jessica Lange (“Long day’s journey into night”)
Laurie Metcalf (“Misery
”)
Lupita Nyong’o (“Eclipsed
”)
Sophie Okonedo (“As bruxas de Salem”)
Michelle Williams (“Blackbird”)

Melhor ator em musical

Leslie Odom Jr. (“Hamilton”)
Alex Brightman (“Escola de Rock: O musical”)
Danny Burstein (“Um violinista no telhado
”)
Zachary Levi (“She loves me”)
Lin-Manuel Miranda (“Hamilton”)

Melhor atriz em musical

Cynthia Erivo (“A cor púrpura”)
Laura Benanti (“She loves me”)
Carmen Cusack (“Bright star”)
Jessie Mueller (“Waitress”)
Phillipa Soo (“Hamilton”)

Melhor ator coadjuvante em peça
Reed Birney (“The humans”)
Bill Camp (“As bruxas de Salem”)
David Furr (“Noises off
”)
Richard Goulding (“King Charles III”)
Michael Shannon (“Long day’s journey into night”)

Melhor atriz coadjuvante em peça

Jayne Houdyshell (“The humans
”)
Pascale Armand (“Eclipsed”)
Megan Hilty (“Noises off”)
Andrea Martin (“Noises off
”)
Saycon Sengbloh (“Eclipsed”)

Melhor ator coadjuvante em musical
Daveed Diggs (“Hamilton”)
Brandon Victor Dixon (“Shuffle along, or the making of the musical sensation of 1921 and all that followed
”)
Christopher Fitzgerald (“Waitress
”)
Jonathan Groff (“Hamilton”)
Christopher Jackson (“Hamilton”)
Melhor atriz coadjuvante em musical

Renée Elise Goldsberry (“Hamilton
”)
Danielle Brooks (“A cor púrpura”)
Jane Krakowski (“She loves me
”)
Jennifer Simard (“Disaster!
”)
Adrienne Warren (“Shuffle along, or the making of the musical sensation of 1921 and all that followed”)

Melhor cenário em peça
David Zinn (“The humans”)
Beowulf Boritt (“Thérèse Raquin”)
Christopher Oram (“Hughie”)
Jan Versweyveld (“Um panorama visto da ponte”)
Melhor cenário em musical
David Rockwell (“She loves me”)
Es Devlin & Finn Ross (“Psicopata americano”)
David Korins (“Hamilton
”)
Santo Loquasto (“Shuffle along, or the making of the musical sensation of 1921 and all that followed
”)

Melhor figurino em peça

Clint Ramos (“Eclipsed
”)
Jane Greenwood (“Long day’s journey into night
”)
Michael Krass (“Noises off”)
Tom Scutt (“King Charles III”)

Melhor figurino em musical
Paul Tazewell (“Hamilton”)
Gregg Barnes (“Tuck everlasting”)
Jeff Mahshie (“She loves me
”)
Ann Roth (“Shuffle along, or the making of the musical sensation of 1921 and all that followed
”)

Melhor iluminação em peça
Natasha Katz (“Long day’s journey into night”)
Justin Townsend (“The humans
”)
Jan Versweyveld (“As bruxas de Salem”)
Jan Versweyveld (“Um panorama visto da ponte”)

Melhor iluminação em musical
Howell Binkley (“Hamilton”)
Jules Fisher & Peggy Eisenhauer (“Shuffle along, or the making of the musical sensation of 1921 and all that followed”)
Ben Stanton (“Spring awakening
”)
Justin Townsend (“Psicopata americano”)

Melhor coreografia
Andy Blankenbuehler (“Hamilton”)
Savion Glover (“Shuffle along, or the making of the musical sensation of 1921 and all that followed
”)
Hofesh Shechter (“Um violinista no telhado”)
Randy Skinner (“Dames at sea
”)
Sergio Trujillo (“On your feet! The story of Emilio and Gloria Estefan”)

Melhor arranjo
Alex Lacamoire (“Hamilton”)
August Eriksmoen (“Bright star”)
Larry Hochman (“She loves me”)
Daryl Waters (“Shuffle along, or the making of the musical sensation of 1921 and all that followed”)

— Prêmios fora de competição

Tony Award especial pelo conjunto da obra
Sheldon Harnick
Marshall W. Mason

Tony Award especial
National Endowment for the Arts
Miles Wilkin

Tony Award regional
Papel Mill Playhouse; Millburn, Nova Jersey

Tony Awards Isabelle Steevenson
Brian Stokes Mitchell

Tony pela excelência no teatro
Seth Gelblum
Joan Lader
Sally Ann Parsons

Pesquisas relacionadas