Teatro & Pensata

Jonathan Azevedo estreia monólogo autobiográfico ‘O canto do Sabiá’: “Haverá total interatividade com a plateia”

Ator, cantor e poeta, ele estará no Teatro do Fashion Mall, em São Conrado, a partir de sexta-feira, dia 20. Em entrevista exclusiva ao site HT, Negblack fala de vida, participação no 'Dança dos Famosos', do Domingão do Faustão, a construção de uma biblioteca na Cruzada São Sebastião e a paternidade

Publicado em 19/09/2019 | Por Heloisa Tolipan

*Com Domênica Soares

Na Cruzada São Sebastião e no grupo Nós do Morro, no Vidigal, celeiro de tantos talentos das artes, Jonathan Azevedo sempre era o cara que devorada os textos de Friedrich Nietzsche (1844-1900). Quem o conhece sabe bem que ele foi capaz de imprimir uma identidade de muita representatividade como ator, cantor e filósofo da cultura que também nasce nas ruas. Sim, a voz e a atuação de Negblack ganharam os holofotes e nos enchem de orgulho. E para brindar com a gente toda essa trajetória, ele estreia o monólogo “O canto do Sabiá“, sexta-feira, dia 20, no Teatro Fashion Mall. Sobre o título, nós podemos fazer várias analogias e se você quiser uma delas pode ser a atuação como Sabiá, em “A Força do Querer”, novela de Gloria Perez que foi um divisor de águas, vamos dizer assim, em sua carreira, ou a força mesmo do pássaro que é capaz de cantar até duas horas ininterruptamente.

No palco, Jonathan fará uma autorreflexão profunda de tudo o que já encarou na vida com o objetivo de ter uma grande troca com o público. Na real, ele quer proporcionar através da sua arte uma sinergia de afeto e tornar cada um dos espectadores um confidente. Jonathan sabe bem o que é solidariedade, empatia, verdade nos olhos e ação em prol do próximo. “Eu comecei minha carreira no teatro. Amo o palco”, pontua. E é esse Jonathan que veremos abrindo o coração para contar suas alegrias, dramas, conquistas e desejos. O texto foi escrito por Jonathan em parceria com Ricardo Cruz e direção de Pedro Vasconcelos. “Através da minha história de vida, espero fazer com que as pessoas reflitam ao saírem do teatro. Se eu puder mudar, minimamente, a vida de uma pessoa que esteja ali, eu estarei realizado. Eu quero é sentir a troca com o público. Isso é o que vale nessa vida”, frisa. 

Jonathan Azevedo estreia monólogo sobre sua trajetória de vida (Foto: Elvis Moreira)

Em entrevista exclusiva ao site Heloisa Tolipan, Jonathan conta que está na batalha já faz um tempo. E nós sabemos bem disso. Relembra os tempos do Nós do Morro e as atuações em filmes consagrados como Cidade dos Homens, Meu nome não é Johnny e Última Parada 174. Sempre com uma pegada social muito forte. Na TV, ele foi conquistando espaços maiores dada vez maiores. No ano de 2011 fez parte da novela teen “Malhação” e, em 2017, atuou em “A Força do Querer”, representando o papel do Sabiá, o qual reconhece ter sido uma grande oportunidade. “Tenho uma eterna gratidão pela Glória Perez e Juliana Paes com quem contracenei bastante na novela. Depois disso, sigo aprendendo e buscando meu espaço”.

Eterno admirador de Sabotage, cujo nome de batismo era Mauro Mateus dos Santos (1973-2003), verdadeira lenda do rap, o ‘Maestro do Canão’, Jonathan, nascido na Cruzada São Sebastião, conta que a vida nunca foi fácil, mas que não se coloca nesse lugar de negação. “As dificuldades estão aí para todos, temos que ter foco, estudar, se dedicar e ir atrás dos nossos sonhos”, afirma. No Vidigal, onde mora, todos têm orgulho do irmão que é capaz de interromper compromissos profissionais para fazer uma corrente de solidariedade aos moradores que perderam tudo nas chuvas de fevereiro. A rede social foi o megafone mais eficiente utilizado por ele e amigos atores, que cresceram ali e também integraram o Nós do Morro, como Roberta Rodrigues e Thiago Martins, que através de postagens diárias sobre o caos trazido pela água, mobilizaram voluntários, empresas doadoras e conseguiram chamar atenção do poder público. “Eu vivo no Vidigal. Quando vi tudo acontecendo, não pensei duas vezes. Eu, como ser humano que ama o próximo, precisava ajudar. Foi muito difícil, mas fiz o que estava ao meu alcance. Fizemos uma corrente do bem e, naquele momento, percebi que ainda temos muito amor para compartilhar. Foi gente de todo lugar querendo ajudar”, lembra.

Ele ainda está à frente de um projeto que estamos acompanhando. O da construção da Biblioteca da Cruzada, que contou com apoio da Levi’s que, durante o projeto Geração 501® no Rio de Janeiro, ano passado, reverteu a renda da venda de calças 501® customizadas pelos artistas e designers Tenka Dara, Thomaz Azulay, Patrick Doering, Luana Depp, Isa Maria Rodrigues, Mayra Sallie, Joana Uchôa e Maxwell Alexandre para o projeto da biblioteca. “Enquanto isso, vamos levando sabedoria e amor aos jovens da Cruzada. Sempre que posso, eu estou por lá, junto do meu parceiro Wagner da Silva, do Basquete Cruzada, trocando ideia com os jovens da nossa comunidade”.

“O Canto do Sabiá”: Jonathan vai relembrar episódios de vida como ator, cantor e poeta (Foto: Elvis Moreira)

Atualmente, ele integra o quadro “Dança dos Famosos”, no Domingão do Faustão, na Globo, mostrando que seu talento é múltiplo. Segundo ele, participar do programa está sendo uma experiência incrível. “Vejo meu corpo fazendo movimentos que nem eu imaginaria ser capaz de fazer. Uma doideira. É bem desafiador, mas estou amando”. 

Muito atento e ligado às causas sociais, ele enfatiza a importância que precisar ser dada ao Setembro Amarelo em que assuntos como depressão e suicídio têm sido amplamente discutidos em todo o mundo. Descreve que já viu muitos amigos e conhecidos em situações  difíceis. “ Vivemos num mundo muito corrido, individualista. Muitas vezes, não percebemos o que o outro está passando. Tento estar atento, mas é uma doença silenciosa, ainda mais hoje, nesse mundo tecnológico, onde pessoas se escondem por trás de redes sociais. É preciso mais atenção e compaixão”. O ator divide ainda sua emoção na descoberta recente de sua paternidade e conta que está muito feliz e ansioso pela chegada de seu filho, Matheus Gabriel, fruto da relação com Maria Patricia. Jonathan diz que seu maior desejo é de que ele possa viver em um mundo com mais respeito ao próximo. “Estamos vivendo em um momento complicado. Quero poder passar para meu filho todo afeto que recebi na vida. Meu pai é minha maior referência, junto com minha mãe, claro. Eles são meus anjos e muito do que eles me ensinaram, eu quero passar para meu filho”, garante. 

SERVIÇO

 Teatro Fashion Mall

Estrada da Gávea, 899 – São Conrado, Rio de Janeiro.

Tel: (21) 2111-4444

Temporada: 20/09 à 13/10

Sexta 21h | Sábado 21h | Domingo 20h 

Valor dos Ingressos: R$ 70 inteira | R$ 35 meia-entrada

Ponto de Venda Online: www.sympla.com.br

Classificação: 12 anos

 

 

Pesquisas relacionadas