Teatro & Pensata

Espetáculo infantil apresenta clássicos do samba aos pequenos e transforma o gênero centenário em um personagem de nove anos. Entenda!

O espetáculo "Sambinha" apresenta as canções do estilo musical como parte da vida do personagem. Como explicou Ana Velloso, atriz e produtora da peça, as crianças absorvem de forma mais natural as músicas quando são associadas a uma história narrativa

Publicado em 09/01/2017 | Por Julia Pimentel

Os clássicos do samba costuram o enredo do espetáculo musical “Sambinha“, que iniciou a programação plural de domingo na Arena Banco Original. A peça, pensada para as crianças, mas adorada e aplaudida por toda a família, apresenta aos pequenos o gênero que completou cem anos de história em 2016. Mas não pense que o espetáculo é construído de forma didática para que as crianças aprendam a história do samba. No camarim da Arena, Ana Velloso, autora e idealizadora do projeto, contou que os clássicos do ritmo são apresentados a partir da história do protagonista: o Sambinha.  “Esse não é um espetáculo didático e nem tem o objetivo de ensinar o samba às crianças a partir da história de algum compositor. A nossa proposta é apresentar esses clássicos como se fossem a linha que costura a história de um menino que gosta do gênero”, explicou.

Leia também: Day 1: Arena Banco Original lota Armazém 3 no Boulevard Olímpico com show de Nando Reis e participação de Roberta Campos. Veja o que rolou!

Para isso, Ana adotou uma estratégia que percebeu por experiência própria. A atriz e produtora, que também é mãe, percebeu que as crianças fixam mais as músicas dos desenhos por estarem embaladas por uma história. Ciente disso, Ana Velloso repetiu a estratégia e, no espetáculo, apropria-se de clássicos do samba para contar a vida do protagonista. “Eu comecei a ver que a criança se identifica e reproduz melhor as músicas quando elas fazem parte da história de um personagem, seja no desenho, no filme ou no teatro. Então, por ser uma absorção mais natural, nós preferimos criar uma narrativa a somente apresentar o que é o samba”, disse Ana que acredita que a criança associe a história do personagem à música daquele momento.

Leia também: Day 2: Dando início à programação multicultural Fernanda Abreu recebe Toni Garrido e Fausto Fawcett no palco da Arena Banco Original

Elenco do espetáculo "Sambinha", apresentado neste domingo na Arena Banco Original (Foto: Divulgação)

Elenco do espetáculo “Sambinha”, apresentado neste domingo na Arena Banco Original (Foto: Divulgação)

Na peça, que traz canções de gênios como Cartola, Donga, Moacyr Luz, Toquinho e Vinicius de Moraes, Chico Buarque, Caetano Veloso e muitos outros, Sambinha é um menino da periferia que ama brincadeiras antigas e de rua. Sem muito contato com as novidades modernas, ele gosta de brincar de bola, pipa e, claro, cantar e sambar. Um dia, Sambinha conhece Maria Luisa, filha da patroa de sua tia. Com a mesma idade do protagonista, ambos com nove anos, a menina nunca tinha brincado de bola e só vivia conectada ao universo digital. A partir dessa nova amizade, as crianças passam a descobrir brincadeiras e experiências diferentes. “Por viverem realidades completamente opostas, no primeiro momento, eles se estranham e não interagem. Mas depois, acabam se aproximando para, justamente, trocar experiências e aprendizados”, contou.

Leia também: Day 3: Arena Banco Original antecipa o agito do Carnaval carioca e recebe ensaios dos blocos da Favorita e da Preta com participações de MC Leozinho e Araketu

Para contar essa história, que animou a plateia da Arena Banco Original e fez crianças e adultos cantarem e sambarem ao som dos clássicos do gênero, o elenco de cinco atores e três músicos apresenta 17 canções. E o resultado, de fato, contagia os pequenos. Com quase quatro anos de história do espetáculo “Sambinha”, Ana Velloso nos contou das reações espontâneas das crianças. “Um retorno que nós tivemos que foi muito interessante é que elas vêm para frente do palco dançar durante o espetáculo. Quando percebemos isso, nós passamos a repetir o número final e convidá-las para dançarem com a gente. Aí é uma festa só”, disse Ana que também tem uma caixa de mensagens de crianças que assistiram ao espetáculo nas escolas. “Muitas vezes, depois de nos apresentarmos em colégios, as professoras passam trabalhos sobre o musical e depois nos mandam os desenhos e redações”, contou sem esconder a felicidade.

Com uma trajetória inquestionável de sucesso, engana-se quem pensa que o espetáculo já nasceu com este futuro promissor. Por mas que Ana Velloso já sonhasse com a grandiosidade do “Sambinha”, o musical foi criado para uma temporada de apenas dois meses no Oi Futuro. E lá se vão quatro anos! Como nos disse, a ideia da peça surgiu de uma percepção própria. Depor de se tornar mãe, Ana Velloso percebeu que existia uma lacuna no entretenimento infantil. “Nós começamos a perceber que precisávamos atender também ao público infantil. E como sempre trabalhamos com musicais e curtimos o universo do samba, resolvemos pensar em um projeto para crianças que fosse nessa área”, explicou Ana que não escondeu as dificuldades de manter a peça. “É um desafio muito grande continuar com o espetáculo por todos esses anos. Até porque, nenhuma criança pede para ir ao teatro ver samba. Por isso é tão importante a gente fazer divulgação nas escolas”, completou.

Leia também: Agenda Cultural: Arena Banco Original ocupa Boulevard Olímpico por cinco finais de semana com multientretenimento para todos: os melhores de cada área

Fora essa questão, Ana Velloso ainda ressaltou o fator tecnologia na vida das crianas. Assim como a personagem do musical “Sambinha” não sai de casa e se diverte apenas com os aparelhos tecnológicos, hoje, muitas crianças também aproveitam a infância desta maneira. E, segundo a atriz e produtora, este é mais um fator complicador. “Essa é uma batalha diária para quem faz cultura. O teatro é uma arte diletante. Nós precisamos lutar contra uma série de questões, como as novas mídias, novos dispositivos e até a segurança. Hoje, muitas pessoas não saem de casa para ir ao teatro com medo de se expor, até pela questão da segurança da cidade também”, apontou Ana que atribuiu ao boca-a-boca e ao trabalho da imprensa o sucesso e a permanência do musical no calendário cultural do Rio.

Leia também: Diogo Nogueira faz pocket show disfarçado no Rio depois de andar no VLT pela região central da cidade. Veja o vídeo!

A programação infantil na Arena Banco Original segue até o último fim de semana desta temporada de verão. No próximo fim de semana, Ana Velloso e o elenco do musical “Sambinha” apresentam o espetáculo “Bossa-Novinha“, no domingo, 15, às 15h. No dia 22, a trilogia musical é completada com a peça “Forró miudinho“, às 15h. Além da programação musical para as crianças, a Arena Banco Original também exibe o espetáculo “Leonardo, o pequeno Da Vinci“. A sessão será no domingo, 29, às 15h.

Pesquisas relacionadas