Teatro & Pensata

Baixas em “Cinderella”: Cássia Kis desiste do papel de madrasta má após Ulysses Cruz deixar a direção do espetáculo

Mesmo com as duas baixas, a montagem continua a todo vapor e nomes como Bianca Tadini, Sabrina Korgut e Bruno Narchi seguem ensaiando para a estreia em fevereiro

Publicado em 27/01/2016 | Por Karina Kuperman

Parece que ainda não veremos Cássia Kis estrear em um musical nos palcos. Ela, que faria o papel da madrasta má da Cinderella – como já havíamos adiantado por aqui – na montagem brasileira do clássico de Rodgers & Hammerstein, prevista para fevereiro, desistiu do papel. O motivo? De acordo com a colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de São Paulo, Cássia abriu mão do personagem após o diretor Ulysses Cruz deixar o espetáculo. Aliás, parece que a montagem tem sofrido com equipe, já que, antes de Ulysses, Ernesto Piccolo assinaria a produção.

cinderella1

O nome de Cássia Kis já era divulgado pela produção (Foto: Divulgação)

Ulysses teria saído do espetáculo após a insatisfação em ter de se submeter aos produtores norte-americanos, donos dos direitos do musical que já foi sucesso na Broadway. Ernesto, por sua vez, deixou “Cinderella” em novembro, antes mesmo das audições, e, em suas redes sociais, chegou a criticar a produção. “Não vou mais dirigir Cinderella! Show de incompetência! Não quero isso pra minha vida! Uma produção que acha melhor na seleção final ter uma diretora de elenco a um maestro… É o fim!”, disse, na época.

ulysses

O diretor Ulysses Cruz deixou o espetáculo após insatisfação com questão de direitos autorais (Foto: Reprodução/Folha de S. Paulo)

Na Broadway, o musical do clássico ficou em cartaz por dois anos e teve nove indicações ao Tony Awards, além de três vitórias no Drama Desk Awards. A responsável por viver Ella nos palcos brasileiros é a atriz Bianca Tadini, que desbancou outras 1500 candidatas ao papel. Além dela, nomes como Sabrina Korgut, Bruno Narchi e outros subirão ao palco para contar a clássica história dos contos de fadas.

cinderella2

O elenco ensaiando para a estreia em fevereiro (Foto: Reprodução/Facebook)

A produtora “Fábula Entretenimento”, responsável pela montagem brasileira, ainda não se pronunciou e, procurada por HT, não deu retorno. Ao que parece, “Cinderella” continua com sua estreia marcada para o dia 26 de fevereiro no Teatro Alfa, em São Paulo. A peça é uma das grandes produções aguardadas para 2016 e tem patrocínio da Bradesco Seguros. Ainda há planos para uma temporada no Rio de Janeiro em seguida. Mal podemos esperar.

 

Editado – 28/01/2016 às 13hs

Thiago de Los Reyes, diretor executivo da produtora Ulysses Cruz Arte & Entretenimento, declarou para HT que: “Como já divulgado pela produção do Cinderella tivemos questões relacionadas à agenda e alguns entendimentos sobre a concepção do Espetáculo que inviabilizaram a nossa participação. Tudo foi resolvido em comum acordo entre nós e a produção e desejamos sucesso para o projeto!”

Pesquisas relacionadas