Moda & Beleza

Zero Grau Inverno 2017 – Direto da feira de calçados e acessórios, Roberta Pletsch, diretora de relacionamento da Merkator, aponta as tendências e fala de novos planos para o setor

Na 6ª edição da feira que ocorreu em Gramado (RS), Roberta destacou o volume de compradores e visitantes que circularam pelo Serra Park. Para ela, a média de 12 mil pessoas que marcaram presença nesta feira dizem muito sobre o futuro do ramo calçadista no Brasil. "Pela movimentação que vimos nos corredores, nós acreditamos que o ano que vem terá uma economia melhor do que tivemos em 2016"

Publicado em 28/11/2016 | Por Heloisa Tolipan

O Verão 2017 ainda nem chegou e a 6ª edição da Zero Grau – Feira de Calçados e Acessórios já antecipou as tendências da próxima temporada Outono-Inverno 2017. No evento, que rolou entre os dias 21 e 23 de novembro no Serra Park, em Gramado, e atraiu mais de 12 mil pessoas, Roberta Pletsch, diretora de relacionamento com mercado da Merkator Feiras e Eventos, empresa que promove a Zero Grau, nos explicou em números a importância da feira para o setor calçadista. “São mais de 300 expositores e cerca de 1.500 marcas apresentando as tendências e a coleção outono-inverno 2017 e também acessórios para o Alto Verão para atender o Brasil de Norte a Sul. Pela movimentação que vimos nos corredores da feira, nós acreditamos que o ano que vem terá uma economia melhor do que tivemos em 2016. Com isso, as pessoas devem consumir mais, incluindo os gastos com calçados e acessórios”, analisou.

Roberta Pletsch, diretora da Merkator, fala sobre as tendências conferidas na Zero Grau (Foto: Gramado (RS) - Henrique Fonseca)

Roberta Pletsch, diretora da Merkator, fala sobre as tendências conferidas na Zero Grau (Foto: Gramado (RS) – Henrique Fonseca)

Leia também: Zero Grau Inverno 2017 – Diretor da Merkator, Frederico Pletsch, nome por trás da Feira de Calçados e Acessórios, em Gramado (RS), adianta as novidades para o setor no país

Leia também: Preview Inverno 2017: fique por dentro do que vai rolar na Zero Grau, a feira de calçados e acessórios de Gramado que representa um dos maiores setores do Brasil 

Insider nas tendências e coleções para a temporada Outono Inverno de 2017, Roberta Pletsch nos contou que acredita que o que está em alta na estação mais quente deva continuar pelos meses mais frios do ano. De acordo com o que reparou entre as 1.500 grifes que expuseram suas criações na Zero Grau – Feira de Calçados e Acessórios, a diretora de relacionamento destacou o predomínio da cor preta nos modelos.

“Pelo que eu estou vendo, os tênis vão continuar muito fortes no inverno. O calçado, que já é tendência e sucesso do verão, deve ser uma aposta contínua para a outra estação. Assim como os okfords e as flatforms com solados tratorados em branco, que devem continuar em alta. Em relação às cores e texturas, eu acredito que o veludo, o metalizado, principalmente o dourado, e o glitter também serão tendência. Sem contar os sapatos em phyton”, destacou.

WERNER – Depois de uma coleção Primavera-Verão 2017 na qual fez uma viagem de releitura das origens da humanidade através dos trabalhos artesanais e rudimentares das primeiras civilizações , passando pelas percepções da natureza e dos seus efeitos idílicos, com uma coleção ressaltando o artesanal, a natureza e o luxo, a Werner, do empresário Werner Júnior, presidente do Sindicato da Indústria de Calçados de Três Coroas, mergulhou no puro luxo do veludo nos escarpins, nas botas de canos baixos ou altíssimos, nos tênis metalizados e no célebre animal print, que nunca sai de moda.

Este slideshow necessita de JavaScript.

CLÁUDIA MARTINEZ –  Conhecida como a “Rainha da Python”, a designer sempre mantém a primazia de suas peças através do couro, seja ele de arraia, tilápia, crocodilo, pirarucu, canela de avestruz ou seu autêntico python. Todos, claro, com as devidas autorizações dos órgãos governamentais e reguladores do meio ambiente. Suas criações para o Inverno 2016 ganharam saltos em acrílico verdadeiro luxo internacional. Os scarpins e mocassins, as botas de cano alto, above the knees e ankle boots poderosas e luxuosas, são em couro, seja ele mestiço, em forma de python do pretinho nada básico aos tons de vermelho. Como já ressaltei aqui diversas vezes, o detalhe artesanal que ela empresta para suas peças é notável tanto nos tons com que reinventa alguns itens, quanto em fivelas, zíperes e tachas cuidadosamente aplicadas nos acessórios.

Este slideshow necessita de JavaScript.

RAFARILLO – A marca de Valter Cintra tem como meta investir em tecnologia de potna para oferecer sapatos luxuosos com design conceitual, linhas exclusivas e perfeição em cada detalhe. “Buscar excelência na produção de calçados masculinos, com o compromisso de oferecer um produto de qualidade, design e sofisticação para atender as necessidades e desejos de um público exigente”, afirma. Segundo o empresário, seus calçados prezam pelo couro de primeira qualidade, tanto que o estande atraiu dezenas de compradores internacionais. Valter criou no local um espaço para costumização de sapatos cujos temas eram inspirados em quadros de pintores renascentistas. Foi um sucesso.

Este slideshow necessita de JavaScript.

DIVALESI – Inspirada na riqueza e exuberância dos anos 1980, a grife aposta no brilho para os calçados da coleção Inverno 2017. De forma nada discreta e minimalista, a Divalesi apresenta modelos plurais, que vão desde o veludo ao verniz passando pelas traduções mais óbvios de brilho, como o glitter, a pedraria e o metalizado. Em relação às cores, a marca aposta nos tons vinho-borgonha, azul marinho, nude, preto e branco. Especialista e referência no quesito calçados para festas, a Divalesi acrescento o conforto à beleza e tendência fashionista. Para a coleção de inverno, a marca lança peep-toes, scarpins e sandálias desenvolvidas com uma palmilha de biodensidade na parte frontal. Na prática, os modelos da grife vêm com almofadinhas que garantem o conforto para os pés durante todo o dia. Entre os belíssimos modelos da marca, as botas são o destaque desta coleção para a estação mais fria. Desta vez, elas terão shapes mais robustos, com meia pata e salto blocado. Mas como a intenção da Divalesi para o Inverno 2017 é ousar e ser maximalista, a grife aposta em modelos brancos, além das tradicionais cores de couro.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Outro destaque das coleções de Inverno 2017 apontado por Roberta Pletsch e que já está super em alta nas peças de verão é o clima fun. Os patches de bocas, olhos, exclamações e emojis prometem continuar com tudo nos modelos de calçados e acessórios de Inverno, como apontou Roberta. “Esta tendência é outra aposta que eu acredito que continuará muito forte. Eu acho que a moda é muito cíclica, por isso há esse reaproveitamento. Mas, o principal destaque para mim é, de fato, o preto, que vai vir com força total”, ressaltou.

PATRÍCIA MARANHÃO – O lúdico, o luxo de uma marchetaria em acrílico, o fun permeiam a coleção da designer, artista plástica, nascida em Belo Horizonte e residente em Novo Hamburgo-RS. Graduada em pedagogia e artes visuais. Diretora de artes do bureau de marketing PATRICIA MARANHÃO OFFICE DESIGN que desenvolve a marca e produtos (sapatos , bolsas e objetos de decoração) com a assinatura Patrícia Maranhão, ela aposta em acessórios divertidos feitos cuidadosamente em madeira e acrílico em formas inusitadas e criativas. Patrícia acredita na alegria da vida e brinca com cores, dizeres, bonecos, natureza e até com os calçadões de Copacabana e Ipanema. Lindo de viver! “A ideia é difundir nossa crença, que tudo na vida pode ser mais alegre, bonito e divertido. Invista nesta ideia. E deixe as cores fazerem diferença!”, escreveu a artista.

Este slideshow necessita de JavaScript.

SWEET CHIC – A irreverência e o fun são destaques da marca. Por um lado, a doçura e sutileza. Por outro, refinamento e elegância. Com filosofia, acessórios para a mulher contemporânea, “que consegue misturar ousadia e glamour em qualquer ocasião”. Segundo o diretor de Desenvolvimento Comercial, Juliano José Martins, a Sweet Chic tem consumidoras dos grandes centros do país, de Norte a Sul. O mote da coleção é atender a um universo de contrastes, onde se funde o Spice e o Sweet, onde convergem o Urban e o Chic, é o habitat da marca Sweet Chic.

Este slideshow necessita de JavaScript.

KIDY – Destinada ao público infantil, a marca aposta nas tendências do mundo fashion em versões menores para satisfazer os pequenos. A pluralidade de estilos aliada à tecnologia do setor calçadista compõe a combinação alegre e divertida que faz parte da identidade da Kidy. Desta vez, a marca de Birigui, em São Paulo, foi beber das fontes boho chic, grunge e sportwear para a coleção Inverno 2017. Para as meninas, as botas são o destaque da coleção. Em diferentes formatos e estilos, os modelos transitam entre a sofisticação e a casualidade, destacando as tendências de pelos, franjas, metais e strass. Para os meninos, a atmosfera urbana combinada à casualidade e ao conforto necessário para o dia-a-dia caracterizam a coleção masculina da Kidy para o próximo inverno. Misturando o real e o virtual, os jogos de realidade aumentada são a sensação do momento, possibilitando a interação entre objetos gráficos com elementos e cenários reais. Sempre conectada com as principais tendências do momento, a Kidy inova mais uma vez e apresenta o Kidy Dragon’s Game, um super tênis que sintoniza tecnologia e diversão para as crianças.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Com o sucesso inquestionável da Zero Grau – Feira de Calçados e Acessórios, que atende a um dos principais setores econômicos do Brasil, a Merkator decidiu expandir seu profissionalismo. Assim como Frederico Pletsch, o presidente da empresa de produção de eventos já havia adiantado ao HT, Roberta nos contou sobre a novidade do grupo. “Agora, nós também temos a MK Eventos, que é um novo nicho de produções dentro da Merkator. Nós queremos aproveitar a nossa equipe em outros tipos de eventos, principalmente os empresariais, com convenções e congressos. Como nós já temos toda a estrutura, a ideia é aproveitá-la em momentos que nós não estivermos com as nossas feiras. E a gente acredita que essa nova proposta tem tudo para dar certo. Na verdade, já está dando. Nós já temos dois congressos para os próximos dias e outros vários clientes que estão nos procurando por já conhecerem o nosso trabalho”, contou Roberta Pletsch. Nós do HT acreditamos no potencial da MK Eventos e desejamos muito sucesso ao grupo!

Pesquisas relacionadas