Moda & Beleza

SENAI CETIQT tem participação efetiva na Febratex, maior feira de tecnologia para a indústria têxtil das Américas

Com o objetivo de consolidar o conceito da indústria 4.0, o SENAI CETIQT irá apresentar diversas soluções frente aos desafios de desenvolvimento do capital humano junto à indústria têxtil e de confecção por meio de palestras e a disponibilização de uma réplica virtualizada de sua planta piloto de Confecção 4.0

Publicado em 14/08/2018 | Por Junior de Paula

De 21 a 24 de agosto, em Blumenau, Santa Catarina, os maiores players da indústria têxtil das Américas vão estar reunidos por conta da Febratex 2018, a maior feira de tecnologia para a indústria têxtil do continente. E quando se fala em indústria têxtil aliada à tecnologia de ponta, fala-se, claro, no Centro de Tecnologia da Indústria Química e Têxtil (SENAI CETIQT). E, como não poderia deixar de ser, o Centro vai estar presente, mais uma vez, nesta 16ª edição do evento, no qual o foco é reforçar a importância da inovação tecnológica para o setor. Com o objetivo de consolidar esse conceito, o SENAI CETIQT irá apresentar diversas soluções frente aos desafios de desenvolvimento do capital humano junto à indústria têxtil e de confecção. “Ver o SENAI CETIQT presente na maior feira do setor é um privilégio e também algo esperado por todos os participantes. Afinal, a história do setor e a história do SENAI CETIQT se confundem. Posso dizer que compartilhamos o mesmo DNA”, destaca Sergio Motta, diretor-executivo do SENAI CETIQT.

Leia também: Inspiramais – em janeiro, evento da Assintecal apresenta o futuro: a Planta de Confecção 4.0, tecnologia da Abit e SENAI Cetiqt que mapeia as medidas do corpo humano

E de que forma a instituição vai estar por lá? De duas maneiras. A primeira, com palestras, debates e conversas envolvendo os profissionais mais do que gabaritados do SENAI CETIQT durante todo o dia 23 de agosto, dentro do Fórum Febratex de Informações 2018. Alguns exemplos? As palestras: Empoderamento das Equipes Produtivas na Confecção – Cases de Sucesso, com o palestrante Luiz Cláudio de Almeida Leão, consultor técnico do SENAI CETIQT; Como atuar na Moda Circular, com Rosenei Terezinha Zanchett, pesquisadora na área de tendência de moda e comportamento de consumo e consultora em design no Instituto SENAI de Tecnologia Têxtil, Vestuário SENAI/Blumenau; Funcionalização em Têxteis, palestra comandada por Adriano Passos, interlocutor da Rede Química Nacional do SENAI e participante do Comitê Setorial de Química Têxtil (CSQT) na Associação Brasileira da Industria Têxtil e Confecção (Abit); Produtividade e Qualidade na Indústria 4.0, com Jaqueline Juenge Costa, consultora de Empresas no Instituto SENAI de Tecnologia Têxtil; e Vestuário e Design e Indústria 4.0: a confecção do futuro, com Robson Marcus Wanka, gerente de Educação do SENAI CETIQT.

Leia Também: Em busca de um mercado mais inteligente e competitivo, SENAI CETIQT promove MBI em confecção 4.0 para propagar conceito do futuro no setor

Com o maquinário da Indústria 4.0, é possível fazer de moda praia a vestidos de noiva (Foto: Divulgação)

A segunda forma de participação do SENAI CETIQT na Febratex, além da participação no Fórum Febratex de Informações, será com a disponibilização de uma réplica virtualizada de sua planta piloto de Confecção 4.0. Desenvolvida para facilitar a aplicabilidade dos conceitos da Indústria 4.0, a base conceitual da planta considera manufatura customizada e ativada pelo consumidor final, minimização de insumos, redução de custos e tempo de operação por meio de fluxo produtivo conectado em rede. “O projeto da planta tem como principal objetivo apoiar as soluções do SENAI CETIQT para a formação do profissional do futuro. Essa integração de educação a um centro de tecnologia e inovação favorece a conexão entre teoria e prática, o que não se encontra em nenhuma outra instituição. No SENAI CETIQT, a combinação entre ensino superior, escola técnica, institutos de tecnologia e de inovação faz com que ela represente a única instituição no país onde o aluno aprende fazendo. É essa a mensagem que queremos transmitir aos participantes da feira”, explica Motta.

Leia Também: A Revolução da confecção 4.0 do SENAI CETIQT aterrisa no Minas Trend, moor semana da moda criativa do país 

Sergio Motta é o diretor executivo do SENAI Cetiqt e o homem por trás da inovação tecnológica da instituição (Foto: Divulgação)

Sergio Motta é o diretor executivo do SENAI Cetiqt e o homem por trás da inovação tecnológica da instituição (Foto: Divulgação)

Desenvolvida pelo SENAI CETIQT, a Planta de Confecção 4.0 viaja o Brasil apresentando a tecnologia sediada no Rio de Janeiro. A roupa é cortada, costurada e preparada para o envio após ter sido comprada pelo consumidor. “A gente criou uma Planta que tem o objetivo de demostrar os conceitos e tecnologias de uma indústria 4.0, do futuro. O grande diferencial de uma empresa com esta tecnologia para as outras do mercado é a conectividade e integração. Esse comportamento parte do consumidor que, agora, é um agente ativo do desenvolvimento do produto que ele vai usar. Ele interfere no processo produtivo, o que hoje não existe. Ou seja, ele cria a sua peça e aciona a manufatura. Isso faz com que só haja produção se a venda estiver confirmada”, explicou Robson Wanka, gerente de educação do SENAI CETIQT do Rio de Janeiro, em papo recente com o site HT.

Leia também: “União de forças: SENAI CETIQT faz parceria com Abit e apresenta no InspiraMais Planta de Confecção 4.0 que promete revolucionar o consumo e a produção de moda”

Confecção 4.0 é a nova Revolução Industrial (Foto: Divulgação)

Durante os quatro dias de evento, a expectativa é que circulem pelos cinco pavilhões do Parque Vila Germânica uma média de 90 mil pessoas, entre compradores e visitantes, do Brasil e do exterior. Mais de três mil marcas nacionais e internacionais serão expostas na feira, tornando-a, assim, uma geradora de bons e novos negócios, provendo o desenvolvimento e o avanço tecnológico da cadeia produtiva têxtil no mundo. “A Febratex é uma oportunidade única para que os profissionais da cadeia têxtil e da moda possam se atualizar com conteúdo de excelência, apresentado por profissionais de renome”, finaliza o diretor.

Profissionais do setor, compradores e visitantes interessados em participar da feira podem fazer o credenciamento gratuito pelo site http://febratex.fcem.com.br/inscricoes, até 19 de agosto. Após essa data, será cobrado ingresso no valor de R$ 30. As inscrições para as palestras do SENAI CETIQT são gratuitas e o público terá acesso livre à sala até a lotação da mesma.

Confira a programação das palestras do SENAI CETIQT no Fórum Febratex de Informações em 23 de agosto:

Empoderamento das Equipes Produtivas na Confecção – Cases de Sucesso 

Horário: 16h00 às 16h45

Palestrante: Luiz Cláudio de Almeida Leão, consultor técnico do SENAI CETIQT

Resumo: O Empoderamento de Equipes consiste em proporcionar aos colaboradores da cadeia produtiva têxtil informações e ferramentas necessárias para que eles possam assumir responsabilidades, propor soluções inovadoras e atuar com mais independência, melhorando seus resultados e sua motivação.

Como atuar na Moda Circular

Horário: 17h00 às 17h45

Palestrante: Rosenei Terezinha Zanchett, pesquisadora na área de tendência de moda e comportamento de consumo e consultora em design no Instituto SENAI de Tecnologia Têxtil, Vestuário SENAI/Blumenau

Resumo: Impactar os empresários e profissionais da moda que desejam desenvolver, organizar e implementar a sustentabilidade e circularidade da reengenharia de produto a partir da reutilização de resíduos.

Funcionalização em Têxteis

Horário: 18h00 às 18h45

Palestrante: Adriano Passos, interlocutor da Rede Química Nacional do SENAI e participante do Comitê Setorial de Química Têxtil (CSQT) na Associação Brasileira da Industria Têxtil e Confecção (Abit)

Resumo: Por meio das técnicas de funcionalização, busca-se obter produtos que respondam a estímulos externos de natureza mecânica, química, elétrica, térmica, óptica ou magnética. Neste sentido, o mercado de têxteis funcionalizados vem ganhando destaque, principalmente no que tange à obtenção de materiais com as seguintes propriedades: controle de odor, antimicrobiana, proteção contra radiação ultravioleta (UV), autolimpante, hidrofilicidade e hidrofobicidade, liberação de fármacos e cosméticos, entre outras.

Produtividade e Qualidade na Indústria 4.0

Horário: 19h00 às 19h45

Palestrante: Jaqueline Juenge Costa, consultora de Empresas no Instituto SENAI de Tecnologia Têxtil, Vestuário e Design

Resumo: Sua empresa está preparada para os desafios da indústria 4.0? Algumas etapas são necessárias para alcançar o sucesso no mercado atual, como o planejamento, conhecimento da capacidade produtiva, garantia da qualidade nos insumos, serviços e produto, a capacitação, valorização e reconhecimento da equipe. Nesse contexto é essencial incluir a tecnologia e o gerenciamento das informações em tempo real. A qualidade é vista como requisito para competitividade e não mais um diferencial entre concorrentes.

Indústria 4.0: a confecção do futuro

Horário: 20h00 às 20h45

Palestrante: Robson Marcus Wanka, gerente de Educação do SENAI CETIQT

Resumo: Demonstrar como funcionará esta nova indústria, tornando possível visualizar uma operação que está sendo implantada no setor e marcando a integração entre os espaços virtual e físico, as pessoas, os produtos, as máquinas, os softwares, os sistemas produtivos e a cadeia de fornecimento.

 

Pesquisas relacionadas