Moda & Beleza

SENAI CETIQT e Castanhal – alunos participam de concurso e produzem moda sustentável a partir da juta

Coordenadora de marketing da Castanhal, Célia Pinho se mostra muito entusiasmada com o projeto. "Estamos felizes e honrados em poder contribuir com a transformação e inovação possibilitados por um modelo de ensino e aprendizagem hands on, provando que a juta pode ser uma das principais matérias-primas para a moda contemporânea e futura", pontua

Publicado em 19/09/2019 | Por Heloisa Tolipan

Mentes repletas de ideias a partir de um mergulho profundo em processos produtivos circulares e relações de consumo mais conscientes na cadeia produtiva da moda, gerando impacto positivo para o meio ambiente. É esta a realidade que estamos observando nos jovens que participam do concurso de moda sustentável que o SENAI CETIQT está realizando em parceria com a Castanhal Companhia Têxtil, a maior processadora de fibras de juta das Américas.

Os alunos do SENAI CETIQT selecionados para o Concurso de Moda Sustentável Juta Castanhal 2019 estão trabalhando em duplas – compostas por um integrante com conhecimentos em Estilismo ou Design de Moda e outro em Modelagem do Vestuário -, na criação e desenvolvimento de dois looks completos + acessórios, utilizando a juta como matéria-prima principal dos protótipos que sintetizarão uma abordagem autoral, repleta de identidade e que retrate a tríade: sustentabilidade + diversidade + representatividade.

Com a orientação de coaches, os jovens partem para a execução do processo de criação com o aprimoramento técnico de suas habilidades. O apoio técnico será dado pelos consultores do Instituto SENAI de Tecnologia Têxtil e de Confecção durante o período de desenvolvimento dos produtos.

O SENAI CETIQT implementa medidas que direcionam os alunos a reconhecer a instituição como uma aliada, um instrumento singular para o impulsionamento de suas potencialidades. Os programas são exclusivos, os laboratórios de última geração e o reconhecimento é de uma instituição indutora da moda no Brasil. Vale ressaltar que a conectividade entre as áreas de Educação, Tecnologia e Inovação é o diferencial do Centro de Tecnologia da Indústria Química e Têxtil – SENAI CETIQT, que oferece serviços transversais que o consagram como um dos maiores centros latino-americanos de produção de conhecimento aplicado à cadeia produtiva dos setores Químico, Têxtil e de Confecção.

É extremamente importante estarmos atentos ao meio ambiente, que influencia, inclusive, as exportações das produções do setor têxtil e toda a cadeia produtiva. É necessário estar a par das novidades tecnológicas e sustentáveis, pois só assim é possível fomentar o crescimento contínuo e maturação das empresas para torná-las mais responsivas assim como os experientes profissionais inseridos nesse mercado de trabalho.

Os looks serão desenvolvidos pelos alunos fazendo o uso da matéria-prima juta produzida e cedida pela empresa Castanhal, de aviamentos da empresa HAK e da lavanderia CILAVE, que auxiliará no beneficiamento das peças prontas e/ou do tecido antes das peças serem produzidas. O período de desenvolvimento das coleções começou no dia 9 de setembro de 2019 e segue até 25 de outubro. O próximo passo será a apresentação das coleções em um desfile no Fashion Lab do SENAI CETIQT no dia 7 de novembro.

O espaço é destinado à experimentação de produtos e serviços no segmento têxtil e confecção, baseado nos conceitos de laboratório aberto e de maker spaces. A ideia é disseminar a tecnologia inovadora e sustentável nos processos relacionados ao desenvolvimento de produto, modelagem, fabricação aditiva e experiência de consumo. Um espaço aberto e colaborativo para a realização de experimentos que utilizem tecnologias inovadoras destinadas à indústria da moda.

No dia do desfile, uma comissão avaliadora irá julgar as coleções apresentadas a partir da viabilidade comercial dos looks desenvolvidos; adequação da Proposta Autoral de Projeto de Moda Sustentável elaborado pelo aluno ao que de fato foi apresentado; criatividade das peças apresentadas; qualidade do acabamento e da costura das peças e caimento da modelagem desenvolvida ao corpo. Serão conhecidos os vencedores do primeiro, segundo e terceiro lugares.

A dupla vencedora do primeiro lugar será contemplada com uma viagem oferecida pela Castanhal para conhecer a fábrica da empresa na cidade de Castanhal, no Pará. Quem conquistar o segundo lugar irá visitar a fábrica da empresa RAK, em Petrópolis. E a dupla em terceiro lugar vai conhecer as técnicas moderníssimas da CILAVE.

A Castanhal Companhia Têxtil tem mais de 50 anos de atividades e apoia mais de 15 mil famílias ribeirinhas que vivem nas margens dos rios Solimões e Amazonas, na região Amazônica. A fibra de juta é 100% sustentável no seu plantio e no seu processamento, contribuindo para a manutenção da Floresta Amazônica enquanto gera renda para milhares de pessoas. Maior processadora de fibra de juta do país, oferece ao mercado uma matéria-prima de qualidade, versátil e totalmente integrada ao bioma amazônico, sem provocar queimadas ou desmatamentos e sem a utilização de agrotóxicos, herbicidas ou fungicidas, com adubação natural feita pelo húmus deixado pelas cheias dos rios amazônicos. Tudo isso confere à Castanhal as certificações de preceito orgânico pela BCS Oko, Fairtrade (comércio sustentável, justo e solidário) e Pesticide Free.

Coordenadora de marketing da Castanhal, Célia Pinho se mostra muito entusiasmada com o projeto. “Estamos felizes e honrados em poder contribuir com a transformação e inovação possibilitados por um modelo de ensino e aprendizagem hands on, provando que a juta pode ser uma das principais matérias-primas para a moda contemporânea e futura”, pontua.

Este slideshow necessita de JavaScript.

As seis duplas de alunos que vão colocar a mão na massa para produzir os looks em sinergia total em sustentabilidade e estão pleiteando a viagem para conhecer o universo sustentável da Castanhal passaram por três etapas. A primeira foi uma imersão no Fashion Lab com a coordenadora de marketing da Castanhal, que ministrou uma palestra sobre a juta. Ela contou como e onde é feita, explicou os benefícios e falou sobre o Concurso Moda Sustentável em parceria com SENAI CETIQT. Os participantes puderam conhecer e tirar dúvidas sobre os tecidos de juta, sobre a linha de vestuários do dia a dia que deveriam idealizar para participar do concurso e viram alguns trabalhos já executados, como roupas e acessórios. No final do encontro, os consultores Charllene Oliveira e Alexandre Bojar realizaram um sorteio de bolsas feita de juta para os participantes.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em seguida, a partir de um edital, foram abertas as inscrições do concurso para os alunos do SENAI CETIQT com mais de 18 anos, regularmente matriculados nos cursos da Graduação em Design – Habilitação Moda; Design – Ênfase em Design de Superfície; Artes – Habilitação Figurino; e Tecnologia em Produção de Vestuário. De Pós-Graduação, alunos de Design de Moda e Gestão e Planejamento em Modelagem – Alfaiataria Industrial e de Nível Técnico em Vestuário.

A Comissão Avaliadora que escolheu as duplas que participam do Concurso de Moda Sustentável Juta Castanhal

A terceira etapa foi a reunião no dia 6 de setembro de uma Comissão Avaliadora composta pela equipe do Instituto SENAI de Tecnologia (IST): Alexandre Bojar, Patrícia Dinis e Roraine Zanetti; Equipe da Gerência de Educação Profissional (GEP) – Bárbara Pocci e Cláudia Mendes e a representante da empresa Castanhal, Célia Pinho, para a escolha das duplas a partir de croquis apresentados pelos alunos inscritos. Os critérios avaliados foram: harmonia entre a inspiração e o tema proposto, coerência da seleção de cores e uso da juta, coerência com a identidade da empresa Castanhal e sua história e adequação do tema escolhido em relação aos croquis.

 

 

Pesquisas relacionadas