Moda & Beleza

#Pílulas: sandália Nina da Arezzo surge em versão flat, Wanderley Nunes migra para NY e marca mineira Plural chega a SP!

Tem ainda as parcerias de artistas com a moda, como Geová Rodrigues e a a.camisa, de Paula Martins, Mary Zaide com Smael e a linha infantil da C&A em colaboração com a Fábula e a Bento. Vem ler!

Publicado em 10/09/2018 | Por Junior de Paula

A beleza de um hit

Este slideshow necessita de JavaScript.

A sandália Nina, um best-seller da Arezzo, chega às lojas em uma nova versão: a flat! Ideal para as mulheres que gostam de ser tudo um pouco, misturando estilo elegante, moderna, fashion, prática, básica e marcante. A sapatilha, que já está disponível em todas as lojas da marca no Brasil, vem em versão couro ou camurça, com salto rasteiro e bico fino. Com abertura atrás, a Nina Flat tem a desejada tira que contorna o tornozelo e fecha com um laço na parte da frente. A coleção pode ser encontrada em várias cores, para compor o look do jeito que você quiser.

Minas em São Paulo

Este slideshow necessita de JavaScript.

A Plural, marca mineira destaque do line-up de desfiles do Minas Trend desde 2012, e uma das mais representativas dentro do mercado mineiro de moda, inaugura sua primeira loja em São Paulo. As peças da Plural são reconhecidas pela atemporalidade e, principalmente, conforto, que valoriza o vestir. “São Paulo sempre foi a cidade com a maior aceitação do nosso produto e foi um passo pensado com muita cautela. Estamos muito felizes com esta nova fase da marca e muito ansiosos para ocupar a nova casa”, afirma Gláucia Fróes, diretora de estilo da Plural. Multiuso, a loja mantem a tradição da marca ao aliar moda e design, promovendo exposições periódicas de artistas de diversos segmentos das artes visuais. A primeira exposição, comemorativa a abertura do espaço, foca o trabalho em fotografia e objetos escultóricos de João Diniz, renomado arquiteto mineiro e colaborador assíduo em várias coleções da Plural com seus desenhos transformados em estampas. A exposição chama-se “Alinhamentos – João Diniz – Fotografias / Esculturas / Objetos”.

Tesouras para exportação

O hairstylist Wanderley Nunes tem feito a cabeça da turma fashionista da Big Apple, já que, durante cinco dias, ele estará trabalhando em 15 desfiles que apresentam as coleções para o Outono Inverno 2019 durante a Semana de Moda de Nova York. Wanderley Nunes vai assinar a beleza de 15 desfiles de lançamento de coleções de novos talentos e marcas de moda conhecidas no mercado americano como Jurjis Javis, Annette Chan, Minan Wong, Victor Gonzales, Adolfo Sanches, além de um grupo de estilistas da Malasia com Adli Afandi, P’Lo (designer: Nancy Julok), Adamaya, Touch of Songket, Raeesa, Hafilda Prestige, Alame, Mak Cun, Fiziwoo e V Hijrah. “Para mim, é muito prazeroso estar em Nova York, gastar poucos dólares e fazer o que mais gosto: cabelos. Vou levar um pouco do que sei para as passarelas internacionais, sempre respeitando o trabalho desses estilistas”, revela. “Me sinto privilegiado de estar no meio de tantas pessoas de bom gosto e aprender mais sobre o que é tendência. Quero aproveitar cada momento e compartilhar imagens do backstage. Além disso, vou curtir a cidade, cozinhar e ir a bons restaurantes. Esse será mais um capítulo importante da minha vida”, acrescenta.

A arte da parceria

Este slideshow necessita de JavaScript.

O fim de semana em Nova York foi de muita moda, já que está rolando por lá mais uma edição da NYFW. E, por conta disso, foi apresentada uma nova edição da pop-art da a.camisa, marca de camisaria da curadora de conteúdo de moda e estilo Paula Martins, que aterrissou em Nova York para lançar uma collab com o artista Geová Rodrigues, no rooftop do hotel Arlo no Soho. Com um DNA contemporâneo, a linha de camisas premium recebe a intervenção artística do estilista do East Village, percursor da moda sustentável. As peças atemporais foram customizadas com exclusividade pelo brasileiro, radicado há mais de duas décadas nos Estados Unidos, ganhando marcas do seu estilo excêntrico.  “Desde o seu início a a.camisa tem buscado na sua trajetória se aliar a parceiros que têm uma preocupação com a estética, mas também um manifesto no seu trabalho”, explica Paula. Os conhecidos “rostos” de Geová arrematam as criações, que totalizam 12 peças, ao lado de apliques de renda, bordados e retalhos – uma marca registrada do brasileiro.

A moda no grafite

Este slideshow necessita de JavaScript.

Mais um exemplo de moda e arte em perfeita sintonia? A nova coleção da marca Mary Zaide, que leva o nome de sua fundadora e estilista, teve a ideia de lançar a coleção de verão tendo os traços e a cor do artista plástico Smael como pano de fundo. “Sempre fui colecionadora de Art Déco. Com o tempo, o grafite começou a me seduzir  e vi uma ligação entre a manifestação artística urbana e a moda que eu faço. Daí surgiu este casamento e a vontade de trazer a arte para dentro das lojas e da coleção. Quanto ao Smael, eu acompanho o trabalho dele já tem um tempo, pois traduz felicidade e muita cor sou  grande admiradora e consumidora da arte dele”, entrega a empresária que fez questão de ter em todas as lojas um painel com a pintura do artista.

Para os pequenos, com amor

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em parceria com as marcas cariocas Fábula e Bento, a C&A mergulha na atmosfera lúdica das crianças e apresenta coleção especial para o público infantil. Três temas centrais permeiam o lançamento e constroem uma narrativa de fantasia com um leque de produtos repleto de estampas multicoloridas e divertidas. A jornada começa no fundo do mar, na linha voltada para os recém-nascidos, com prints que trazem peixinhos, algas, flores e outros animais que remetem ao universo marítimo, onde prevalecem tons claros de rosa, amarelo, azul verde e laranja. O balneário gradativamente se transforma num cenário bucólico, com vasto jardim florido e diversos tipos de padronagens, revelando um mix de sensações através de seus florais ora delicados e suaves, ora gráficos e modernos, que aparecem em modelos de calças, vestidos e t-shirts para crianças de 1 a 5 anos. Para os pequenos de 6 a 12 anos, a coleção propõe a exploração de uma selva cheia de fantasias e surpresas, retratada a partir de elementos das florestas, como onças, leopardos, flamingos e folhagens.

Pesquisas relacionadas