Moda & Beleza

Osklen, Instituto-E e SENAI CETIQT juntos no Programa de Aceleração de Soluções Sustentáveis para Calçados

Você, integrante de startups, micro ou empresário, precisa acelerar, pois a inscrição está na reta final e será encerrada no dia 10. Serão selecionados oito projetos, que receberão aporte financeiro, além de consultoria durante o desenvolvimento do produto. E atenção: serão admitidos projetos de desenvolvimento dos seguintes produtos, em fase de desenvolvimento ou aprimoramento de MVP (Minimum Viable Product): cadarço; entretela; biqueira; contraforte; palmilha; espuma de estrutura; forro; solado; e adesivo

Publicado em 03/10/2019 | Por Heloisa Tolipan

Quem participou ou leu sobre o 2º Fórum da Indústria da Moda, realizado pelo SENAI CETIQT, mês passado, conferiu a importância de empresários e profissionais do setor têxtil e de confecção estarem unidos a fim de estimular a aproximação e interlocução entre os principais stakeholders da cadeia produtiva brasileira. Além disso, o Fórum propiciou imersão sobre as perspectivas para uma indústria mais sustentável. ‘Hoje é extremamente importante estarmos atentos ao meio ambiente, que influencia, inclusive, as exportações das produções do setor têxtil e toda a cadeia produtiva. É necessário estar a par das novidades tecnológicas e sustentáveis, pois só assim é possível fomentar o crescimento contínuo e maturação das empresas para torná-las mais responsivas”, pontuou o diretor-executivo do SENAI CETIQT, Sergio Motta. Pois bem: até o dia 10 ainda dá tempo de você inscrever sua startup ou empresa no Programa de Aceleração de Soluções Sustentáveis para Calçados, uma iniciativa da Osklen, Instituto-E, SENAI CETIQT e o Instituto SENAI de Tecnologia Têxtil e de Confecção (IST). O programa tem o objetivo de criar condições para o desenvolvimento de produtos e componentes de calçados alinhados aos conceitos do triple bottom line da sustentabilidade – social, econômico e ambiental.

O edital está à disposição desde o mês passado, mas você, integrante de startups e/ou empresário, precisa acelerar, pois a inscrição está na reta final e termina dia 10. Serão selecionados oito projetos, que receberão aporte financeiro, além de consultoria durante o desenvolvimento do produto.

“Para o SENAI CETIQT, é fundamental estimular a criatividade, aliada ao desenvolvimento de iniciativas que trazem soluções ligadas à sustentabilidade e a novos modelos de negócios para o mercado. Essa parceria fortalece não só o setor de moda e confecção do país, como também abre novas possibilidades de produtos sustentáveis”, comemora o gerente do Instituto SENAI de Tecnologia em Têxtil e Confecção do SENAI CETIQT, Fabian Diniz. O SENAI CETIQT é referência em educação, tecnologia e inovação para a indústria têxtil e de confecção. Sua atuação consiste em oferecer serviços transversais que o consagram como um dos maiores centros latino-americanos de produção de conhecimento aplicado à cadeia produtiva desses setores.

O Instituto SENAI de Inovação em Biossintéticos e Fibras foi criado para desenvolver soluções em Química Sustentável, por meio de biotecnologia e novos recursos renováveis, para o estabelecimento de produtos e processos, atendendo assim à demanda de PD&I da indústria química brasileira. Já o Instituto SENAI de Tecnologia Têxtil e de Confecção é focado na prestação de serviços especializados de Metrologia (ensaios para avaliação da conformidade e calibração), Consultoria (moda, produção e qualidade) e Pesquisa Aplicada (criação ou aprimoramento de novos materiais, produtos, processos e sistemas).

E atenção: serão admitidos projetos de desenvolvimento dos seguintes produtos, em fase de desenvolvimento ou aprimoramento de MVP (Minimum Viable Product): cadarço; entretela; biqueira; contraforte; palmilha; espuma de estrutura; forro; solado; e adesivo.

Diretor de criação da Osklen e idealizador do Instituto-E, Oskar Metsavaht, que há mais de duas décadas nos brinda com suas coleções executadas a partir de uma moda consciente frisa sobre essa parceria: “Inovação e sustentabilidade sempre estiveram presentes e foram fundamentais na trajetória da Osklen. Então, temos agora a maior satisfação em ampliar seu alcance, incentivando o surgimento de novos talentos e sua inclusão no universo da moda de vanguarda criada no Brasil “. Só para ressaltar, a label é comprometida com a filosofia As Sustainable As Possible, As Soon As Possible, desenvolvendo constantemente formas para melhorar o desempenho de sustentabilidade da marca.

Nina Almeida Braga e Oskar Metsavaht (Foto: Divulgação)

Eu, que vi nascer o Instituto-E e sempre acompanhando Oskar Metsavaht, que arregaçou as mangas, escrevo aqui um pouco sobre a missão da instituição. Conectar e reunir conhecimentos e práticas de diferentes áreas – como de instituições científicas e acadêmicas, de organizações não-governamentais, do setor privado, de instituições supranacionais – para promover um desenvolvimento humano mais sustentável. Construindo pontes e atuando como um hub, os projetos liderados e/ou apoiados pelo Instituto-E são inspirados nos 6 e’s: earth, environment, energy, education, empowerment e economics desenvolvidos e implementados no Brasil e no exterior. Este novo projeto em parceria com a Osklen e SENAI CETIQT vai se juntar aos vanguardistas e-fabrics, que consiste no mapeamento de materiais sustentáveis para serem usados pela indústria têxtil; os projetos Traces e Water Traces – desenvolvidos em parceria com o Ministério do Meio Ambiente da Itália – que analisaram as pegadas de carbono, hídricas e sociais de dez produtos da Osklen; o projeto E-Ayti – implementado em colaboração com Ethical Fashion Initiative – que gera renda para artesãos locais no Haiti através da produção de acessórios projetados pela equipe da Osklen e o projeto Entrelaços, que conecta artesãos brasileiros de comunidades em situação de extrema vulnerabilidade social com designers de marcas de moda para facilitar inclusão social através da geração de renda e do empoderamento e com componentes que possam ser ressignificados.

A diretora-executiva do Instituto-E, Nina Almeida Braga, que dá as palestras mais incríveis sobre o trabalho que vem sendo feito no Brasil e a nível global, em síntese, enfatiza: “Trata-se de uma iniciativa de vanguarda, porque reúne o setor privado, o terceiro setor e uma instituição mista para fomentar P&D em nosso país, habitualmente relegado a segundo plano. Continuamos a acreditar que a solução para o crescimento do Brasil é a adoção de um modelo sustentável de desenvolvimento”.

Como funciona

O processo seletivo será realizado em duas etapas de avaliação. A primeira etapa avaliará o formulário de inscrição, o elevator pitch e os canvas de proposta de valor e modelo de negócio de acordo com critérios como elegibilidade, conforto, respiração, estética, tingimento, resistência, posicionamento de mercado e proposta de valor.

Após seleção das empresas, com limitação a 8 (oito) projetos selecionados, cada participante validará e montará seu plano de ação do projeto junto às equipes do SENAI CETIQT e Instituto-E e monitoramento da equipe da Osklen.

Quem pode participar

Micro e Pequenas Empresas (MPEs) e Startups, incluindo Microempreendores Individuais (MEIs), além de empresas de grande e médio porte, que estejam devidamente cadastradas no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), com suas obrigações fiscais, tributárias e trabalhistas regulares, e pesquisando e desenvolvendo soluções de moda sustentável para calçados, em estágio de validação de MVP e escalonamento de produto, que possam ser alavancadas pelo SENAI CETIQT, Instituto-E e Osklen.

Como se inscrever

Os interessados em participar devem fazer a inscrição exclusivamente pelo link: https://forms.gle/JiyMYPGVZreyL7tN8.

Para obter mais informações sobre a entrega do projeto e as etapas de seleção, acesse o edital do Programa de Aceleração de Soluções Sustentáveis para Calçados pelo link senaicetiqt.com .

 

 

Pesquisas relacionadas