Moda & Beleza

Inspiramais – em janeiro, evento da Assintecal apresenta o futuro: a Planta de Confecção 4.0, tecnologia da Abit e SENAI Cetiqt que mapeia as medidas do corpo humano

Com o objetivo de levar a nova tecnologia para ainda mais pessoas, a Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção viaja com parte dos equipamentos para São Paulo para mostrar como funciona o projeto que já está a todo vapor no Rio de Janeiro. "Nós vamos levar o espelho industrial que mapeia o corpo e teremos a possibilidade de confecção no Rio para ser entregue depois", disse presidente da Abit, Fernando Pimentel

Publicado em 12/12/2017 | Por Julia Pimentel

E se a roupa perfeita não fosse mais um sonho? Pois bem, e não é. A Confecção 4.0 já é uma realidade a todo vapor no SENAI Cetiqt do Rio de Janeiro e em janeiro estará no Inspiramais, em São Paulo. Por lá, a instituição de ensino e a Abit (Associação Brasileira de Indústria Têxtil e de Confecção) apresentam para os principais players do setor a tecnologia que permite o mapeamento dos corpos e a confecção de produtos de acordo com as medidas de cada um. Na Planta de Confecção 4.0, no Inspiramais, será possível conhecer melhor as possibilidades da novidade, além de entender como a tecnologia pode ser usada no dia-a-dia do design e na da produção têxtil.

Leia também: De olho no avanço da preocupação ambiental, Inspiramais apresenta o Espaço da Sustentabilidade na edição do Verão 2019 em janeiro: “Precisávamos crescer ainda mais”, destaca curadora Flávia Vanelli

Sendo assim, o Inspiramais fará parte de um processo de divulgação da Abit e do SENAI Cetiqt sobre a novidade que promete – e já está sendo – uma revolução no conceito de fazer e consumir moda no mundo. De acordo com o presidente da Abit, Fernando Pimentel, o evento promovido pela Assintecal, nos dias 16 e 17, em São Paulo, terá mais uma atração entre tantas inspirações sobre o Verão 2019 que serão contadas por lá. “Essa Planta de Confecção 4.0 é um projeto que temos para montar uma pequena fábrica e apresentar o que é essa tecnologia aos empresários, produtores e personagens do setor. Recentemente, nós também fizemos isso em um congresso mundial do setor que ocorreu no Rio de Janeiro. Lá foi possível mapear o corpo para conhecer as medidas para a produção de roupas na máquina”, contou Fernando Pimentel que considerou esta experiência em solo carioca um teste para eventos como o Inspiramais. “Foi uma prova evidente do funcionamento da tecnologia e, agora, vamos levar para São Paulo e dar sequência a este projeto de visibilidade das novas possibilidades desta máquina”, completou.

Fernando Pimentel, presidente da Abit (Foto: Divulgação)

Neste processo, Fernando Pimentel comentou da importância de mostrar a cada vez mais pessoas o real funcionamento da Confecção 4.0. E, como reconheceu, nada mais justo do que ter a vitrine do Inspiramais, que é um dos principais eventos do setor na América Latina, como data marcada na agenda. “A gente quer mostrar os potenciais desta nova tecnologia e levar mais informações para o público que respira moda. Então, ter a oportunidade de uma participação física e efetiva em um evento de destaque como o Inspiramais é, sem dúvida, uma oportunidade incrível”, analisou o presidente da Abit que, em São Paulo, nos dias 16 e 17 de janeiro, terá a Planta de Confecção 4.0 funcionando da mesma maneira que foi no Rio de Janeiro durante o último congresso mundial, em outubro.

Leia também: Em uma transmissão ao vivo pela internet, Walter Rodrigues adianta ideias do Verão 2019 que serão apresentadas no Inspiramais em janeiro

“Nós vamos levar o espelho industrial que mapeia o corpo e teremos a possibilidade de confecção no Rio para ser entregue depois. Uma das características mais interessantes dessa tecnologia é a portabilidade. Essas são unidades compactas, menos poluentes e barulhentas e mais rápidas do mercado de consumo. Esse é o pulo do gato para quem quer trabalhar com customização em um preço compatível e competitivo”, explicou Fernando que ressaltou que, neste processo de divulgação, afirmou que a ideia não é levar a fábrica completa – o que seria inviável – e, sim, o conceito da Confecção 4.0.

Instalações da Planta de Confecção 4.0 no SENAI Cetiqt do Rio de Janeiro (Foto: Divulgação)

Desta forma, o Inspiramais será palco para a demonstração dos avanços tecnológicos do Brasil no setor têxtil. O evento promovido pela Assintecal que, em sua essência, já possui a proposta de ser um antecipador de ideias e apostas, agora agrega mais um ingrediente do futuro à programação do Verão 2019. “O mundo está evoluindo e nós não podemos ficar para trás. E não estamos. O Brasil já avançou bastante, assim como o mundo está crescendo. Um dos principais países neste setor é a Alemanha, que é um dos percursores e já tem entre 9 e 10% de sua produção ligada à confecção 4.0. Mas o Brasil está bem”, garantiu.

Leia também: A ordem é resistir: no último dia de Minas Trend, Walter Rodrigues apresenta as apostas da Assintecal para o Verão 2019 no Conexão Inspiramais. Adiante-se!

No entanto, mesmo com todo este cenário de crescimento e avanços tecnológicos com a Confecção 4.0, Fernando Pimentel destacou que o designer e as tendências de moda continuam sendo elementos fundamentais para a produção da cadeia têxtil. No Inspiramais, isto ficará ainda mais claro com todas as apostas para o Verão 2019 que irão rodear a tecnologia. Mesmo com as inúmeras inspirações da temporada e as infinitas possibilidades da Confecção 4.0, o olhar e o bom-gosto humano tornam-se indispensáveis. “Um não anula o outro. O ser humano está na essência de tudo e a tecnologia não vai acabar com isso. O que está mudando é que os profissionais estão desenvolvendo novas habilidades e precisando se transformar no mercado de trabalho. Mas, nisso tudo, o designer continua sendo fundamental para o desenvolvimento de uma roupa e outras pessoas para diferentes etapas da produção”, apontou o presidente da Abit que acrescentou: “A tecnologia está a serviço e apenas ajuda o design”.

Tecnologia de mapeamento das medidas do corpo humano para a produção de roupas customizadas (Foto: Divulgação)

E é por isso que entidades como a Abit e o SENAI Cetiqt se unem para dinamizar a moda nacional. Enquanto de um lado a associação está em busca de novos ares para o setor, a instituição de ensino quer trazer o futuro para a sala de aula e preparar os jovens para o que está por vir. E, desta dobradinha, todos os players do cenário fashion ganham com as consequências. “A nossa missão fundamental é promover o desenvolvimento da indústria têxtil no Brasil e ajudar as empresas neste processo. E aí, instituições de ensino como o SENAI Cetiqt vêm com a gente para estimular os estudantes a aprender sobre as novas demandas. O resultado é uma união de forças para fazer o país evoluir e avançar”, concluiu Fernando Pimentel, presidente da Abit.

Leia também: Anote na agenda: Assintecal divulga data da próxima edição do Inspiramais que terá participação ainda mais forte do setor de confecção nas apostas para o Verão 2019

Pesquisas relacionadas

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,