Moda & Beleza

Inspiramais 2020_I: Empresas da cadeia produtiva coureiro-calçadista nacional reafirmam compromisso com selo de Origem Sustentável

A certificação de sustentabilidade do setor foi reformulada. A iniciativa conjunta da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couros, Calçados e Artefatos (Assintecal) e Instituto By Brasil (IBB), tem como objetivo otimizar os processos de avaliação, com critérios e princípios reavaliados

Publicado em 28/01/2019 | Por Junior de Paula

O caminho é um só: a sustentabilidade. E isso em todos os aspectos da vida no planeta terra, desde as nossas casas até o processo global das cadeias produtivas em todos os setores. Foi pensando nisso que a Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) e a Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couros, Calçados e Artefatos (Assintecal), criaram o Programa Origem Sustentável, gerido pelo Instituto By Brasil, ainda em 2013, quando as empresas de calçados e seus componentes foram certificadas pelo alinhamento aos quatro pilares avaliados: ambiental, econômico, social e cultural. Mas, nesses seis anos de existência da iniciativa, muitos pontos mudaram no conceito de sustentabilidade, como a assinatura do Pacto Global da ONU e a revisão das normas ambientais e de segurança ocupacional. Por isso, a certificação de sustentabilidade da cadeia coureiro-calçadista nacional, batizada Origem Sustentável, foi reformulada e a apresentação deste reposicionamento do programa foi realizada durante o Inspiramais 2020_I – Único Salão de Design e Inovação de Materiais da América Latina, realizado no Centro de Eventos Pró Magno, em São Paulo, nos dias 15 e 16. O Salão é um verdadeiro amálgama de criatividade e pensa o high tech em total simbiose com a sustentabilidade.

Designers, empresários, profissionais da moda e players das indústrias e varejo de calçados, bolsas, acessórios, vestuário e móveis de Norte a Sul do país e do exterior participaram do evento que reúne inspiração, pesquisa e futuro. E o site HT  acompanhou essa edição histórica do Inspiramais em números de participantes ávidos em conhecer as inovações que abrangem toda a cadeia dos setores de moda, calçadista e moveleiro, apresentando mais de 1.000 materiais para as indústrias brasileiras e de toda a América Latina e que marcou o fortalecimento da certificação de sustentabilidade para a cadeia coureiro-calçadista do Brasil. O Inspiramais é promovido pela Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos (Assintecal), Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB) e Programa de Internacionalização da Indústria Têxtil e de Moda Brasileira (Texbrasil), Brazilian LeatherBy Brasil Components, Machinery and Chemicals e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Sempre em busca de novos caminhos, o próprio Inspiramais propõe enfatizar a importância da relação entre sustentabilidade e tecnologia na moda com uma repaginada na forma de produção a fim de promover a valorização da matéria-prima, marcando um novo ciclo no consumo e venda. “A partir de agora, o Origem Sustentável passa a ter dimensões econômicas, ambientais, sociais e culturais, que deverão ser integradas por meio da Gestão de Sustentabilidade”, explicou o consultor Álvaro Flores, que ficou responsável por apresentar o reposicionamento.

“O consumidor não está só atento aos custos. Ele quer saber de onde vem determinado produto e que as empresas tenham propósitos definidos. Agora, ele sabe que as empresas que assinaram o acordo têm, assim, um compromisso de que toda a cadeia de produção e materiais envolvidos no setor coureiro-calçadista estejam alinhados com a sustentabilidade”, comentou Ilse Guimarães, superintendente da Assintecal. O Programa é voltado para a cadeia coureiro-calçadista e a certificação reconhece as empresas brasileiras que incorporam a sustentabilidade em seus processos seguindo os indicadores do Programa.

A superintendente da Assintecal acrescentou que a sustentabilidade permeou in totum o Inspiramais, “desde a possibilidade do exercício de produtos sustentáveis até o oferecimento de startups voltadas totalmente para a questão da preservação do meio ambiente”. Com a reformulação do Programa de Origem Sustentável, nós teremos o primeiro setor coureiro-calçadista mundial inteiramente certificado – de ponta a ponta – alinhando-se a iniciativas internacionais e oferecendo oportunidades de inserção em novos mercados e maior competitividade.

O reposicionamento do programa, além de otimizar os níveis de certificação e revisar os indicadores, busca maior assertividade. Nesses anos de realização, muitas empresas aderiram ao Selo Origem Sustentável. Segundo Ilse Guimarães, já a partir desse ano será extinta a modalidade de certificação “Branco”, que era relativa à adesão do Programa. A partir do reposicionamento, a empresa já deverá cumprir indicadores e passar por auditoria externa para certificação em todos os níveis, do Bronze ao Diamante. “Com isso, a certificação ganha maior consistência e credibilidade”, afirmou a superintendente da Assintecal.

Agora, a partir da reformulação, somente empresas que atinjam 50% dos indicadores poderão ser certificadas, na categoria inicial, a Bronze. A partir daí, conforme os ajustes nos processos forem sendo realizados de acordo com os conceitos de sustentabilidade, as empresas podem almejar as categorias Prata (75% dos indicadores), Ouro (90%) e Diamante (100%). Por meio desse programa, a Abicalçados, a Assintecal e o Instituto by Brasil (IBB) incentivam empresas da Cadeia Produtiva do Setor Coureiro-Calçadista a ter um maior engajamento em relação ao tema, que resulte na ampliação das oportunidades no mercado interno e de exportação para países que possuem regulamentação orientada à aquisição de produtos sustentáveis. Outro benefício do selo é a garantia de alinhamento da indústria de componentes e de calçados brasileira com padrões de sustentabilidade do mercado internacional.

Atualmente são 143 empresas que aderiram ao Programa Origem Sustentável, sendo 17 de calçados e 126 fabricantes de insumos e componentes para o calçado.

E olha que bacana: a primeira indústria de calçados a receber a certificação integral, ou seja, a de Diamante, foi a Bibi Calçados, de Parobé/RS. Representada pelo presidente Marlim Kohlrausch, em cerimônia no Inspiramais, a empresa recebeu a certificação Diamante. “O mundo está mudando e o consumidor busca, cada vez mais, empresas responsáveis ambiental e socialmente”, destacou o empresário. E mais: também foi assinado um acordo técnico de cooperação entre a Bibi, Arezzo, Piccadilly, Abicalçados e Assintecal com o objetivo de estimular a adoção do certificado por mais indústrias da cadeia, do fornecimento até o produto acabado.

Este slideshow necessita de JavaScript.

As auditorias para acreditação são realizadas pelas ABNT e SGS. Mais informações no site  http://institutobybrasil.org.br/

Pesquisas relacionadas

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,