Moda & Beleza

Exclusivo! Prestes a apresentar uma nova coleção na SPFW, Jacqueline De Biase, da Salinas, comemora o nascimento do Rio Moda Rio, o evento de moda carioca

A estilista não está confirmada no line-up da urbe maravilha, porque não quer repetir a apresentação que fará em São Paulo: “Mas, eu entrando, estarei com essa linha de pensamento: criar algo de expressão de moda, mas que não seja um desfile”

Publicado em 15/04/2016 | Por Karina Kuperman

São mais de 35 anos no meio e gabarito para falar com propriedade de qualquer assunto que se relacione com moda. Jacqueline De Biase, que comanda a Salinas – marca de beachwear queridinha entre as fashionistas, esteve no evento de lançamento do Rio Moda Rio e, prestes a apresentar sua nova coleção no São Paulo Fashion Week, conversou com HT e destacou a felicidade pelo fato de o Rio de Janeiro, sua casa, ter uma nova semana de moda. “Acho isso importantíssimo para a nossa cidade. Estava faltando. Sou carioca, tenho uma marca de 35 anos e estou sempre querendo participar de todos os movimentos. Fomos parte integrante de diversos desfiles desde 1994. Só saímos daqui para desfilar em São Paulo no ano passado, porque não tinha mais evento na cidade. Mas é muito bom que tenha de novo”, declarou.

jacqueline-de-biase-3005-465x700

Jacqueline de Biase (Foto: Reprodução/Bruno Ryfer)

E ela sabe o que diz: Jacqueline foi um dos nomes de um comitê de moda dentro da Firjan e vem trabalhando intensamente nos dois últimos anos – desde o fim do Fashion Rio -, em um novo evento carioca – e que não competisse com o SPFW. “Sempre quisemos construir algo com um formato diferente, que não tivesse conflito, porque é aquilo: duas semanas de moda falando a mesma coisa, com o mesmo formato, acaba que volta aquela mesma situação de ficar competindo, que não é bom e divide os estilistas. Aqui o formato está de fato sendo construído de maneira diferente. É uma plataforma ampla e eu acho que esse é o caminho. Gostei demais, as pessoas envolvidas são de fato fortes. Eu venho participando das conversas no conselho de moda na Firjan e também com o próprio Carlos Tufvesson e com o Luiz Calainho. O projeto vem, de fato, de encontro a tudo que pensávamos”, analisou ela, que destacou a participação de Gringo Cardia no Rio Moda Rio: “Representa justamente isso: não é um evento para enxergar somente as pessoas de moda. O legal é ser amplo. Tem colaboração de gente das artes, teatro, showbizz, gastronomia. É muito legal reencontrar o Gringo Cardia 15 anos depois. Ele não era do meio de moda e nós fizemos cinco anos de desfiles no passado. Então é incrível saber que ele está no projeto e é uma segurança que de fato é uma visão diferente da moda”, disse.

Presença confirmada na São Paulo Fashion Week, Jacqueline não adiantou muito do desfile, mas explicou porque não é um dos nomes confirmados no line-up do Rio Moda Rio: “O que aconteceu é que estávamos preocupados com questão de calendário no início. Os eventos do Rio e de São Paulo estavam muito próximos, eram todos em abril, mas eu falei: ‘gente, é impossível eu fazer as duas coisas’. Eu já pensava em dois formatos diferentes. O tempo todo eu estou pensando uma nova forma de apresentar, de me expressar, não apenas desfile. Fazendo um desfile em São Paulo, não vou apresentar aqui um igual, sabe? Não faz o menor sentido. E também não faz sentido criar uma nova coleção, nem dividir em duas que uma desfile aqui e outra lá ou criar dois temas. Nada disso faz sentido para mim. Por isso, eu ficava muito querendo saber em que momento seria isso”, contou ela, que foi além: “É a construção de algo novo, né? Então é isso: eu entrando, estarei com essa linha de pensamento: criar algo de expressão de moda, mas não exatamente um desfile”, explicou. Estamos na torcida para vê-la, em breve, também no line-up carioca.

 

Jaqueline de Biase e Lenny Niemeyer (Foto: Divulgação)

Jacqueline de Biase e Lenny Niemeyer estiveram no lançamento do Rio Moda Rio (Foto: Divulgação)

 

Pesquisas relacionadas