Moda & Beleza

Com Justin Bieber e Lady Gaga na fila A, Hedi Slimane arma desfile com muito rock’n roll na veia e bebendo da fonte de Yves Saint Laurent

No alerta tendência: cintura marcada, comprimento mídi, alfaitaria, calça skinny e botas mil; arrematadas, vez ou outra, com brilho, franjas localizadas e um quê de metalizado

Publicado em 11/02/2016 | Por Lucas Rezende

Esperto. É o mínimo que podemos dizer de Hedi Slimane, atual diretor criativo da Saint Laurent. No desfile de ontem, que aconteceria durante a Semana de Moda Masculina de Paris, mas nos 45 do segundo tempo mudou para a casa de show Hollywood Palladium em Los Angeles, ele tratou de dar um golpe de misericórdia. Explicamos: mexeu e remexeu no baú de Yves Saint Laurent (1936-2008) e tirou de lá apenas o que conversaria muito bem com o que é contemporâneo e cosmopolita. Atitude não muito inovadora, já que bebeu da mesma fonte em 2012, mas que aconteceu em momento propício e de corda bamba – para ele. É que François-Henri Pinault, o presidente do grupo Kering (o mesmo de Gucci, Balenciaga e Stella McCartney), disse que está discutindo e assim ficará até março sobre os rumos de do estilista na grife.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Pois bem. Pelo sim ou pelo não, ele entrou no túnel do tempo e só saiu na década de 70, quando o rock’n roll era o que ditava as profusões noturnas das urbes. Lá, Hedi Slimane usou e abusou da androginia – a tão incensada mistura de gêneros, dando o papo de que no mundo fashion, gênero é só uma pequena questão -. Prova disso foi de que, por mais que a coleção fosse batizada como masculina, modelos mulheres deram seus pivôs com looks tidos como femininos. Vamos às tendências: cintura marcada, comprimento mídi, alfaitaria, calça skinny e boltas mil; arrematadas, vez ou outra, com brilho, franjas localizadas e um quê de metalizado. Sem falar da aura country que a coleção ganhou, imprimindo, junto do ar rock – Hedi ama festivais de música -, uma unidade ao que foi apresentado.

No mais, a fila A do desfile foi de fazer paparazzi ir para a casa sorrindo e repórter de celebridades atolado de serviço. Por lá, Justin Biebier, Lady Gaga, Jane Fonda, Courtney Love, Sam Smith, Lenny Kravitz, Silvester Stallone e Pamela Anderson. Quer mais, babies? Rolou ainda uma after-party com bandas de Los Angeles e Dylan Lee – filho de Pamela Anderson e Tommy Lee – que toca guitarra muito bem, obrigado.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Pesquisas relacionadas