Moda & Beleza

Chiara Gadaleta abre o Vitória Moda com palestra sobre nova era fashion: “Estamos exatamente aonde deveríamos estar. O futuro é agora”

A ex-modelo e empresária italiana radicada no Brasil rodou o mundo para “entender” a roupa e reforça o potencial criativo do artesanato brasileiro

Publicado em 05/07/2016 | Por Heloisa Tolipan

*Com Marcos Eduardo Altoé
Olhar a moda de uma maneira local, viceral, brasileira. É o que prega Chiara Gadaleta Klajmic, palestrante convidada para a abertura do Vitória Moda Ano 9 que ocorreu na noite desta segunda-feira, dia 4, com a presença de representantes do poder públicos e entidades voltadas para o mercado do varejo, além de profissionais e estudantes. Uma iniciativa do Sistema Findes em parceria com o Sesi/Senai e correalizada pelo Sebrae, a semana de moda capixaba ocorre entre os dias 5 e 7 de julho, no Centro de Convenções de Vitória. O tema da palestra foi “A nova era da moda: unindo regionalidade, criatividade e sustentabilidade”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O evento, que nesta edição registra um recorde de marcas na passarela, veio para ressaltar o que o Espírito Santo possui de mais precioso, suas raízes étnicas, recursos naturais, arte e cultura – assuntos esses relacionados ao que defende, pois, Chiara. Criadora do Ecoera, uma plataforma multidisciplinar de disseminação das práticas sustentáveis nos mercados de moda e beleza, a ex-modelo e empresária revela que estamos finalmente entendendo o recado. “O projeto Ecoera nasceu de uma necessidade de olhar a moda de outra forma há oito anos atrás. Era um chamado”. Com a virada dos anos 2000, tudo se democratizou e o “zeitgeist” se perdeu. “Perdemos a conexão com o nosso tempo, por conta do grande pot-pourri de estilos”. Ela analisa, pois, que hoje estamos exatamente onde deveríamos estar.

Gadaleta explicou que, no Brasil, somos muito jovens, rápidos e ativos, e que em poucos anos a plataforma conseguiu a adesão de muitas entidades. “Desenvolvemos trabalhos em muitas regiões do Brasil, o que nos permitiu diagnosticar o artesanato local. Identificamos assim as necessidades de uma indústria que se encontrava desconectada, extremamente poluente e impactante. Depois de oito anos, o futuro é agora”.

INTELIGÊNCIA SOCIAL E AMBIENTAL

Hoje se fala muito do ‘Glocal’, o chamado movimento “pensar global para agir local”. De acordo com a empresária, o Brasil é praticamente o único país do mundo a apresentar um potencial deste tamanho. “ Temos 8 biomas distintos com uma natureza pulsante que, acredito eu, conseguirá vestir uma nação. Temos uma cadeia produtiva local muito grande, mas o Brasil ainda precisa criar uma agenda que contemple este esforço”.

O ‘Glocal’ surgiu na Califórnia, um dos maiores e mais progressistas estados norte-americanos, e que, segundo Chiara Gadaleta, é um bom exemplo de como adotar novas medidas sustentáveis. “Os americanos apoiam quase que patrioticamente as cadeias locais de produção. Tudo é cultivado e comercializado por produtores locais, e as pessoas valorizam esse status como um diferencial forte”, completa. Entretanto, ela revela que o caso do Brasil é singular, já que o país por sua vez é visto no exterior como uma potência com trabalho regional sofisticadíssimo. “A nossa marca lá fora é muito forte, e ainda mais forte é o que temos a oferecer”.

MÚSICA E MODA

As últimas horas antecedentes à abertura dos desfiles da catwalk no Centro de Convenções da cité tiveram uma apresentação emocionante da Camerata do SESI regida pelo maestro Leonardo David e com o cantor Amaro Lima interpretando três músicas sucessos entre os capixabas. Foi bonito de se ver e sentir.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Pesquisas relacionadas

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,