Moda & Beleza

Carimbo gringo! A 25ª edição do SICC, Salão Internacional do Couro e do Calçado ganha (mais) ares internacionais com presença de 200 importadores

A próxima edição - que será a maior da história -, realizada entre os dias 23 e 25 de maio, em Gramado (RS), contará com importadores de 46 países diferentes, com destaque para representantes dos mercados do Japão, Letônia, Israel e Filipinas

Publicado em 17/05/2016 | Por Karina Kuperman

Na última vez que estivemos em Gramado (RS), conversamos com Frederico Pletsch, diretor da Merkator Feiras e Eventos, promotora do Salão Internacional de Couro e do Calçado (SICC) em parceria com os sindicatos das indústrias de calçados de Estância Velha, de Ivoti, de Igrejinha, de Novo Hamburgo, de Parobé, de Sapiranga e de Três Coroas. À época, Frederico não titubeou: “O SICC vai alçar voos e já estamos planejando levar nossa expertise para o exterior. O sucesso do salão é conseguir agregar a moda plural: tanto a da indústria de alta produção como as indústrias de médio e pequeno porte. Conseguimos oferecer ao lojista os mais variados tipos de calçados: masculino, feminino, infantil, esportivo, além de bolsas, cintos. Todos os mais diversos acessórios em um só local”. Os planos de carimbar o passaporte estão amadurecendo cada vez mais e começaram a refletir já na próxima edição. O site HT, quando voltar ao Serra Park, onde será realizado o SICC, no próximo dia 23, poderá notar esse ar de internacionalização pela presença de 200 importadores de 46 países que vão em busca do melhor da indústria brasileira. O projeto, que colocará frente a frente representantes do mercado internacional e a produção nacional já conta com a adesão de 114 expositores que estarão no SICC. Eles representam os mais variados segmentos presentes no salão, com marcas de calçados masculinos, femininos, infantis, esportivos e acessórios.

Leia mais sobre a edição comemorativa dos 25 anos do SICC: Setor calçadista observa linha ascendente de exportação e o SICC, Salão Internacional do Couro e do Calçado, chega para fechar ainda mais negócios.

Importadores garantem vendas de calçados (Foto: Dinarci Borges)

Importadores garantem vendas de calçados

Com bom incentivo para esse intercâmbio financeiro, aliás, estão os números divulgados pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados). Segundo os últimos índices, no mês de abril, os calçadistas exportaram 8,4 milhões de pares por US$ 69 milhões, números superiores tanto em pares (11,7%) quanto em valores (0,8%) em relação ao mesmo mês em 2015. No montante desde o início de 2016 até agora, os exportadores somam 40,26 milhões de pares exportados por US$ 295,83 milhões, resultado 2,7% superior em pares e 4,6% inferior em valores na relação com igual período do ano passado. Ou seja: cenário favorável para exportações, fechando bons negócios para quem vem de fora (representantes dos mercados do Japão, Letônia, Israel e Filipinas estão entre os confirmados), movimento para a economia para quem sobrevive aqui no mercado interno e levando nossos produtos para novos ares, ganhando fama e renome. Por isso parceiros já tradicionais de outra edições como Rússia, Equador, Chile e Arábia Saudita já confirmaram seu retorno à cidade de Gramado. Segundo Frederico Pletsch, “esse também é um momento para que o empresário brasileiro sente junto do importador estrangeiro, troque ideias, solidifique relacionamentos e estabeleça uma agenda de parceira que vai levar a negócios durante e após a feira”.

Frederico Pletsch na coletiva de imprensa da última edição da SICC (Foto: Henrique Fonseca)

Frederico Pletsch na coletiva de imprensa da última edição da SICC (Foto: Henrique Fonseca)

Em discurso semelhante, o presidente do Sindicato das Indústrias de Três Coroas, Werner Junior, também destaca esse passo importante para a 25ª edição, que é a internacionalização da feira. “Nós já temos uma feira que é referência para o mercado nacional, consolidada entre a indústria e o varejo brasileiro. Agora teremos uma grande e qualificada presença de compradores internacionais. Isso eleva o SICC a um patamar de representatividade que vai além do mercado doméstico, tendo relevância também nas exportações”, destaca.

A empresa Pima Group, da África do Sul, vem ao SICC pela primeira vez, assim como a Spark Co. do Japão, que enviará representante para comprar na feira. Mesmo países da América Latina, tradicionais clientes, estão expandindo suas compras no Brasil. A Comercial Zapatera, do Chile, é outra que vem ao evento realizado em Gramado pela primeira vez.

Pletsch, por sua vez, também completa que é essencial, para conseguir esse caráter estrangeiro, fortalecer a própria estrutura e conceito. “As feiras são cruciais para o setor. São aqueles poucos momentos em que todos se olham nos olhos, relações são construídas e consolidadas, e cria-se uma sinergia no ambiente. No cenário de Gramado, oferecemos tudo isso em nosso evento. O Centro de Eventos Serra Park está se aprimorando ano após ano, e hoje conta com pavilhões modernos e totalmente climatizados. Uma das nossas novidades será um espaço exclusivo para estes profissionais, o Espaço Importação, onde poderão trocar informações e intensificar relacionamentos, além das tradicionais visitas de negócios nos estandes”, adianta.

presidente-do-sindicato-das-industrias-de-calcados-de-tres-coroas,-werner-arthur-muller-junior

Werner Junior, presidente do sindicato das indústrias de calçados de Três Coroas (Foto: Henrique Fonseca)

E não só: outro investimento importante é na atração dos principais lojistas do país. A Merkator, promotora e organizadora do SICC, tem garantido aos compradores as passagens aéreas e a estadia durante o período da feira. Tudo para garantir um público qualificado. O reflexo desse movimento são os corredores lotados, e também altas taxas de ocupação da rede hoteleira durante o período do SICC. Ah, e além do Espaço Importação, destaque, nessa 25ª edição, para o espaço Estação3, que tem a praticidade e a comodidade de um shopping, mas estará ainda mais charmosa e diferenciada. Explica-se: os estandes coletivos dos principais polos calçadistas estão mantidos e têm dupla finalidade. A primeira é garantir a presença de empresas de menor porte na feira, enquanto a segunda é apresentar opções de novos fornecedores para o varejo especializado. Estas novidades se associam ao espaço MStore, uma loja inteligente com tecnologias para vender melhor. Motivos, portanto, não faltam para subir a Serra Gaúcha e fazer a roda da economia girar.

As negociações a pleno vapor no SICC (Foto: Henrique Fonseca)

As negociações a pleno vapor no SICC (Foto: Henrique Fonseca)

* A Merkator Feiras e Eventos tem a parceria das seguintes entidades: Sindicato da Indústria de Calçados de Estância Velha, Sindicato da Indústria de Calçados de Ivoti, Sindicato da Indústria de Calçados de Igrejinha, Sindicato da Indústria de Calçados de Novo Hamburgo, Sindicato da Indústria de Calçados de Parobé, Sindicato da Indústria de Calçados de Sapiranga e Sindicato da Indústria de Calçados de Três Coroas.

Pesquisas relacionadas

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,