Gente & Comportamento

Taubá: Casal de estudantes cria marca de tábuas de cozinha produzidas com madeira sustentável e óleos naturais

Marcela Bellei e Theo Guarnieri usam troncos de árvores que caíram naturalmente, sobras e madeira de reflorestamento

Publicado em 18/04/2016 | Por Leyda Torquato

taubá

“Queremos que além de um produto prático, seja um produto memorável”, diz Marcela Bellei, uma das criadoras da Taubá

De um dia de arrumação na casa, os estudantes de Design de Produto Marcela Bellei (22) e Theo Guarnieri (21) tiveram uma ideia. Entre os objetos para descartar estavam sobras de madeira de uma mesa de Sucupira, que resolveram manter. O casal, ainda formando a ideia, decidiu comprar pegas de porta para que a tábua pudesse ser agarrada de maneira mais prática, colocando uma de cada lado. Após lixar e passar verniz, perceberam que o produto não era exatamente a melhor opção para uma tábua de corte de cozinha, pois passaria o gosto para qualquer alimento que entrasse em contato com a superfície da madeira.

Passados alguns dias, a ideia amadureceu. “No dia a dia, percebemos que as pessoas estavam usando muito a tábua, de funções como apoiar o copo a cortar alimentos”, conta Marcela, que a partir daí começou um processo de pesquisa com Theo sobre tipos de madeira, como tratar sem interferir no gosto da comida, questões da legalidade das madeireiras e, principalmente, sobre economia circular. No lugar do verniz, óleos 100% naturais, sem aditivos químicos, e reutilização de madeiras como Sucupira, Jatobá, Garapera e a favorita do momento para os dois, Roxinho – assim nasceu a Taubá!

taubá

O tronco de Amendoeira caído na PUC Rio foi transformado em Taubá

Foram criadas três linhas: Linha Preparo, para cozinha (Peroba e Eucalipto), Linha Gourmet, que tem as pegas e podem ser usadas para servir, e a Linha Reuso, para ambas as funções, produzida sempre com árvores caídas – a atual foi de uma Amendoeira que caiu na PUC.

“Aos poucos, conforme as tábuas eram fabricadas, as pessoas mais próximas começaram a perguntar se queríamos móveis velhos que seriam jogados fora, nos avisavam quando troncos de árvores tinham caído, etc. Assim percebemos que muitas das madeiras de lei poderiam ser obtidas de forma sustentável, reduzindo o lixo e diminuindo o custo final do produto”, explica Marcela, que aposta agora na experiência do usuário. “Queremos que além de um produto prático, seja um produto memorável – seja a apresentação, a cor da madeira, o momento em que a pessoa vai utilizar e as memórias que isso trará no futuro”.

E estão conseguindo! No Instagram da marca não faltam elogios nos comentários. O casal de jovens empreendedores, além de vender online, não fica de fora de eventos e feiras de exposição, como a Feira de Novos Empreendedores da PUC Rio, onde estudam, e o Coletivo de Marcas EcoEra: Moda Eco Friendly, que aconteceu no início desse mês no Studio 512. A pegada sustentável está também no cartão de visita da Taubá, feito com papel semente e com tinta de café que pode ser plantado (sim!), fazendo surgir uma flor ou até mesmo um pezinho de hortelã – e a marca também tem ecobag!

 

Veja fotos dos modelos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Pesquisas relacionadas