Gente & Comportamento

“A Seleção Brasileira atingiu o seu objetivo mais rápido do que se esperava. Acho que vamos chegar bem na Copa do Mundo”, afirmou Zico, em papo exclusivo com o site HT

Em passagem pelo Rock in Rio, o craque comentou sobre o legado invisível das Olimpíadas de 2016

Publicado em 27/09/2017 | Por Ana Clara Xavier

Zico participou da Arena XP no Rock in Rio (Foto: IHATEFLASH)

Uma das novidades do Rock in Rio este ano foi abrir espaço para o mundo dos Games, Cosplay e esportes on-lines através da existência da Arena XP. O sucesso do local se deu pela presença de nomes ilustres destes universos e realidades similares como, por exemplo, a participação de um dos maiores jogadores de futebol, Zico. O craque foi convidado para participar do festival com o dever de comentar, pela primeira vez, um jogo de futebol on-line. O campeonato trouxe um dos maiores profissionais do game, o brasileiro Kemylson Kelson, contra dois amadores, um escolhido pela produção do evento e outro pelo próprio Zico. “Fiquei impressionado com a habilidade destes garotos de toque, passe e calcanhar. Nunca tinha assistido a um jogo deste nível, eles tão de parabéns. É óbvio que eles se esforçam muito para isto. Os games são muito legais e representam outra oportunidade de vivenciar o esporte. É preciso ter tática de jogo, conhecer os adversários, treinar para se aperfeiçoar, tudo o que acontece na vida real é preciso ter em mente quando se está jogando. Temos que acompanhar para nos adaptar a este novo mundo”, afirmou o ídolo da seleção. Ele recebeu, inclusive, o convite para aprender a jogar pelo computador, mas afirmou que não conseguiria aprender.

Zico esteve ao vivo no SportTV que cobriu o evento (Foto: IHATEFLASH)

Foi a primeira vez que Zico pisou no festival de música e afirmou só ter ido por causa do convite para participar como comentarista. Apesar de não ser grande fã do evento, ele não escondeu a importância do mesmo e afirmou que adoraria ter visto o show do Jota Quest. “Este evento mostra a importância do Rio de Janeiro, da presença e participação do carioca e do brasileiro. Ações como esta são muito importantes para a cidade e ficamos felizes que aconteçam aqui. Diferentemente de tragédias como esta que ocorreu na Rocinha, lamentável esta violência para todos nós”, lamentou o craque. A atuação do ídolo como comentarista aconteceu na última sexta-feira, o mesmo dia em que a Cidade Maravilhosa estava em pânico devido aos inúmeros tiroteios que ocorreram nas favelas do município.

Para o craque, foi importante a ligação que o Rock in Rio estabeleceu com o esporte, nesta edição. Afinal, o festival aconteceu no mesmo lugar onde as Olimpíadas foram sediadas há um ano. Zico fez um paralelo com o evento passado e lamentou a corrupção e falta de utilização dos estádios construídos. “Não tive a oportunidade de vir aqui no ano passado. Em termos de jogos, para a população foi ótimo vivenciar aquilo, mas o problemático foi o que está por trás disso tudo. Tomara que tudo seja esclarecido porque é muito triste para todos nós vermos uma situação como esta já que a população deu o que foi preciso, os atletas ganharam o que podiam, mas nos bastidores nos entristecemos com tudo o que ocorreu”, criticou o futebolista.

O legado das Olimpíadas de 2016 foi um dos temas mais usados para defender o fato do Brasil ser a sede dos jogos. O governo havia prometido que o Parque Olímpico seria reutilizado para várias novas atividades o que, até agora, não foi cumprido. “O que está acontecendo aqui me lembra muito a Grécia. Quando estive lá, era lamentável ver tantas instalações maravilhosas estarem paradas, sem uso ou participação do estado. A gente não esperava que isto fosse acontecer com o Brasil, porque se falou tanto que o legado das Olimpíadas seria importantíssimo e agora não sabemos onde isto foi parar. É muito triste ver lugares como estes vazios. Tomara que alguma alma abençoada faça reaparecer as mentes brilhantes que governam o nosso país para que eles assim possam ajudar o esporte. É muito triste saber que um dos primeiros cortes será no esporte. Em alguns lugares, o Brasil só é conhecido por causa de ídolos do futebol. Por isso deveria ser o ramo de exemplo para a juventude como disciplina, vitórias e ícones. E estou falando de todas as modalidades, porque são coisas que trazem orgulho ao país”, lamentou Zico sobre a situação do esporte no país.

Zico afirmou que a seleção está pronta para a copa do mundo (Foto: IHATEFLASH)

Apesar da falta de investimento, o ex-jogador parabenizou a Seleção Brasileira atual pelo ótimo desempenho nos jogos de classificação para a Copa do Mundo. Tecnicamente, o ídolo enxerga os jogadores como grandes talentos e acredita que temos grandes chances de sair muito bem na Copa do Mundo de 2018, principalmente, depois do famoso sete a um contra a Alemanha no evento sediado no Brasil. “A Seleção Brasileira já atingiu o seu objetivo, mais rápido do que se esperava, devido à chegada do Tite. Estou muito feliz por isso. Acho que vamos chegar bem na Copa do Mundo. Tecnicamente, os melhores que temos estão fora do Brasil, o que é uma pena”, apontou o craque. Para Zico, não há dúvidas que a seleção continua tendo um grande destaque dentro dela. “O Neymar continua sendo o nosso melhor jogador. Ele está disputando entre os melhores, acho que já deveria ter ganhado há alguns anos. No entanto, acho difícil alguém superar o desempenho de Cristiano Ronaldo, este ano. Mas Neymar está no caminho certo para conseguir nos próximos anos”, garantiu o especialista.

De passa de bola e talento em campo Zico entende muito bem. O ídolo fez uma previsão dos melhores desempenhos nos jogos de classificação que com certeza enfrentaremos nos jogos da Copa. “A maior decepção está sendo a Seleção Argentina pela qualidade dos jogadores e, mesmo assim, está passando por dificuldades e correndo o risco de não se classificar. Acho que Uruguai tem grandes possibilidades para estar na Copa. Está uma briga muito boa nestas últimas rodadas”, afirmou.

Pesquisas relacionadas