Gente & Comportamento

Rodrigo Pimentel lança canal no Youtube e diz: “As pessoas precisam saber o que fazer em situação de perigo”

Autor do livro que deu origem ao sucesso “Tropa de Elite”, o ex-capitão do BOPE irá produzir conteúdos relacionados com segurança pública. “Eu tenho absoluta certeza que através dessa plataforma o meu alcance será muito maior”

Publicado em 31/05/2019 | Por Heloisa Tolipan

Rodrigo irá lançar seu canal no YouTube no dia 3 de junho (Foto: Divulgação)

*Por Iron Ferreira

Autor dos livros “Elite da Tropa” e “Elite da Tropa II”, o ex-capitão do BOPE Rodrigo Pimentel ficou nacionalmente conhecido após os best-sellers serem adaptados para o cinema. A história, baseada nos seus anos à frente da tropa, ficou tão famosa que eternizou Wagner Moura pela interpretação fenomenal do Capitão Nascimento. O sucesso foi tão grande que o longa venceu, em 2008, o Urso de Ouro no Festival de Berlim e ainda gerou a sequência “Tropa de Elite 2, o inimigo agora é outro”. Reunindo toda a sua experiência, Rodrigo decidiu se lançar no YouTube com a intenção de dar dicas de segurança pública para a população: “Não existe no Brasil hoje um local onde a gente possa buscar esse tipo de informação de maneira rápida e acessível. As pessoas precisam saber o que fazer em situações de perigo, ainda mais em tempos tão violentos. Foi quando percebi a carência de um conteúdo especializado nesse âmbito que decidi criar esse canal. Arrastão, balas perdidas, assaltos à mão armada, cuidados com as crianças na internet, abusos sexuais serão alguns dos tópicos abordados”.

O projeto, que será lançado no dia 3 de junho, é uma parceria com as produtoras Midia Bridge e Icon. Através de vídeos curtos e explicativos, ele acredita ter um impacto mais efetivo junto à população: “Eu tenho absoluta certeza que através dessa plataforma o meu alcance será muito maior. É extremamente efetivo. Imagina quantas pessoas poderão ser beneficiadas com essas informações? São dicas que podem transformar hábitos e, consequentemente, melhorar a qualidade de vida. O material será pensado a partir de dois pontos principais: dicas de segurança e relatos de policiais no Rio de Janeiro. Com isso, iremos ajudar a melhorar a imagem da Polícia Militar e contribuir com a sociedade”.

O ex-capitão revela ainda que a interação é totalmente bem vinda e ajudará a definir os rumos do seu trabalho: “A ideia é criar uma plataforma de livre conexão com o público. Seremos abertos a comentários e sugestões de temas. É importante dar voz às pessoas de diferentes regiões e classes econômicas. Dessa forma, é possível criar um diálogo mais sincero e mais adaptado para as diferentes realidades existentes no país”.

O ex-capitão do BOPE afirmou que pretende alcançar um bom número de pessoas com seus vídeos (Foto: Divulgação)

O autor também afirmou que todas as cidades do Brasil serão contempladas pelos vídeos: “Embora a meu foco seja o Rio, pretendo abordar questões que se estendam para todo o país. Existem condições comuns entre as principais captais brasileiras que merecem destaque dentro do canal e que podem ser aplicadas em todo o território nacional”.

Além da internet, Rodrigo também continua se dedicando ao ramo literário. No final de 2018, em parceria com Alexandre Gurgel e Maurílio Nunes, ele lançou a obra “Elite da Gestão”. “Através desse livro pude abordar questões da segurança aplicada na administração pública. As pessoas, embarcadas pela onda do ‘Tropa de Elite’, querem saber mais sobre o tema e como isso interfere em suas vidas”, comentou.

Pensa que acabou? Que nada! No cinema também tem novidade. “Irei participar do lançamento de mais um filme em setembro, intitulado ‘Intervenção’. Teremos Marcos Palmeira e Bianca Comparato como protagonistas. Eu gostei muito do resultado final. Os atores são muito bons, fizeram um trabalho espetacular. O personagem da Bianca será icônico. Não é um Capitão Nascimento de saia, mas é tão memorável quanto”, declarou.

“Intervenção” será o próximo projeto cinematográfico em que Rodrigo irá participar (Foto: Divulgação)

Para finalizar, o novo youtuber fez um balanço sobre a atual realidade dos cariocas e as suas perspectivas para o futuro: “Os moradores já não suportam mais a análise de números. As pessoas querem perceber que a situação pode melhorar. Eu não votei no Witzel, votei no Eduardo Paes. Mas precisamos reconhecer que o roubo de carga, um dos maiores problemas do estado atualmente, diminuíram. Apesar da queda desse índice, a sensação que temos ainda é de extrema violência. Se essa melhora persistir por mais algum tempo, acredito que a nossa percepção de perigo seja menos alarmante. A postura da Prefeitura, por outro lado, é desastrosa. Ela deveria exercer o choque de ordem e proibir a venda de produtos em lugares que não sejam destinados ao exercício dessa função. Há mais ou menos um ano, o Crivella autorizou que mais ambulantes exercessem essa atividade, ajudando a escoar a carga roubada pelo tráfico. Isso é vergonhoso! Eu espero que o legado da intervenção militar seja positivo. Eu tenho mais esperança no Estado. Já no município, nem tanto”.

Pesquisas relacionadas