Gente & Comportamento

Regiane Alves comemora o sucesso de O Tempo Não Para e solta o verbo sobre as eleições: “Não vejo a hora de acabar”

A atriz confessou estar cansada da quantidade de briga e ódio que estas eleições estão incitando. De acordo com ela, é fundamental abraçar o futuro presidente que vencer o segundo turno

Publicado em 24/10/2018 | Por Ana Clara Xavier

Com 40 anos, Regiane Alves está em seu melhor momento. Depois do anúncio da separação com o diretor João Gomez, a atriz está focando no trabalho e comemorando 19 anos de vínculos com a TV Globo. Atualmente, ela está no ar em O Tempo Não Para como a malvada Maria que vem dando o que falar por suas tramas divertidas. “Ela é ótima. Está sempre em cima do muro e é muito ardilosa. Quando a gente acha que ela deve agir de uma forma, acaba fazendo o contrário. É bem interessante. Cada bloco tem uma novidade que surpreende o público e todos nós”, comentou a artista. Em papo exclusivo para o site HT, ela falou sobre a novela e o cenário atual político.

Regiane Alves comemora o sucesso de O Tempo Não Para. Na foto, a atriz posa depois de mudar o visual para viver a sua personagem atual (Foto: Divulgação)

Apesar da novela está dando bons resultados frente ao Ibope, a atriz comentou que a equipe tinha muito receio devido à parte mais surrealista da trama. “À primeira vista, nós ficamos com medo se a ideia do gelo daria certo ou não, mas o público comprou esta ideia. Tudo o que levamos ao lado menos realista acaba dando certo. Acho que o motivo é que as pessoas estão precisando sonhar através da fantasia”, comentou. Atualmente, ela já adiantou que as expectativas são as melhores para o desenrolar da trama. “É gostoso fazer algo que está dando certo”, comemorou.

Apesar do turbilhão político que o Brasil vem passando, Regiane preferiu guardar seu posicionamento. A atriz não costuma falar sobre as eleições nas redes sociais e já adiantou que espera que o segundo turno chegue o mais rápido possível. “Não vejo a hora de acabar. Queria que amanhã já fosse 28 de outubro. Acho que as pessoas estão com muita raiva. Está rolando muita briga. Acho complicado. Tenho 40 anos e durante toda a minha vida nunca vi eleições com tantas questões. Isto é triste, porque estou vendo muito ódio. O amor deveria ser a prioridade. É lamentável ver tantas amizades desfeitas”, confessou.

Exatamente por preferir se ausentar das brigas e discussões sobre o tema, ela acaba sendo cobrada do público por uma posição. Não só ela, como outros integrantes da classe artística estão sendo bombardeados na internet com exigências de uma opinião frente aos candidatos. No entanto, ela comentou que existe um motivo muito plausível que a impede de soltar o verbo. “A gente morre de medo de ser agredido, porque quando colocamos uma opinião nossa somos totalmente julgados. É super difícil se posicionar”, lamentou. De qualquer forma, ela garantiu que já possui um candidato e está apostando “na paz, no amor, no voto e no que é melhor para todos”.

Regiane Alves garantiu estar cansada deste período eleitoral (Foto: Divulgação)

Apesar de limitar as palavras ao falar sobre o assunto, Regiane Alves analisou o cenário político brasileiro. “Estamos em um momento no qual as pessoas querem ir contra o PT e o que ele fez ao nosso país.  No entanto, estão esquecendo de ver quem é o outro candidato que vamos colocar lá. Temos que escolher alguém que nos represente”, afirmou. Mesmo já tendo um candidato, ela acredita que o povo deve abraçar aquele que assumir o cargo de presidente do país. “Não vai adiantar ficar julgando o tempo inteiro. Não tem como bater o pé. Temos que lutar pelo melhor e levar adiante. Não quero viver de impeachments”, garantiu.

Pesquisas relacionadas