Gente & Comportamento

Preta Gil sobre livro que promete lançar em breve: “Estou tocando em muitas feridas pessoais”

Em papo exclusivo com o site HT, a cantora falou sobre a obra, que vai, ainda, originar uma peça, e que deve chegar ao mercado este ano

Publicado em 18/10/2018 | Por Ana Clara Xavier

É difícil encontrar uma pessoa no meio artístico que não seja completamente apaixonada por Preta Gil. Com um carisma de destaque desde menina, a cantora acumulou sucesso por onde passou, arrastando sempre multidões em seus concorridos shows e blocos de carnaval. E não era para menos, afinal, o talento está entranhado em seu DNA já que é filha de um dos maiores expoentes da música brasileira: Gilberto Gil. Apesar de sempre ter sido a rainha dos palcos e de canções dançantes, a nova empreitada da cantora é bem mais intimista do que estamos acostumados. Com previsão de lançamento para este ano, o primeiro livro de Preta fará o público enxergar a artista de outra ótica.

“É um projeto muito delicado, no qual é preciso muito autoconhecimento. Estou tocando em muitas feridas pessoais. Exatamente por isto estou demorando muito para finalizá-lo. Sempre acabo escrevendo mais e mudando algumas coisas. Nunca lancei uma obra destas, então, não estou sabendo lidar. Este é um momento muito bom para escrever e refletir sobre o trabalho”, salientou. Das páginas deste livro sairá um monólogo musical no qual ela irá atuar com direção de seu ex-marido, Otavio Müller. Em entrevista ao site HT, Preta Gil deu um aula sobre sororidade e empatia em tempos complicados de polarização política.

Preta Gil vai lançar livro sobre a sua vida que deve resultar em uma peça teatral (Foto: Alex Santana)

Apesar de mostrar sempre o seu lado mais forte e empoderado, o viés mais calmo e amoroso da cantora fica facilmente ilustrado pela o tamanho da lista de amizades da estrela. De acordo com ela, ser rodeada por tanto carinho é resultando de quem aceita o outro como ele é. “Graças a Deus, tenho muitos amigos ao meu redor que gostam de mim. Prezo e respeito muito o ser humano nas suas individualidades. Aquilo que eu mais admiro é, justamente, a diferença. Religião, corpo e visão não são motivo para me distanciar de ninguém. Ao contrário. Isto vai apenas me instigar a querer conhecer mais o outro podendo, até, a mudar de opinião. Gosto sempre de agregar mais pessoas ao meu círculo de amizade. Adoro conectar e criar pontes. Faço isto desde criança, principalmente, por conta da minha criação”, comentou.

Preta Gil lamenta a cobrança por posicionamentos nas redes sociais (Foto: Divulgação)

E esta empatia realmente veio de berço. A artista cresceu rodeadas de personalidades com posicionamentos diferenciados, além de uma família muito grande. “Todos nós divergimos muito de opiniões, o que é muito rico. Aprendemos dentro de casa a dialogar. É claro que existem conflitos, já que pensamos diferente. A única coisa que contribui para a construção de uma sociedade melhor é este bate-papo”, garantiu. Preta nunca se mostrou uma militante política, diferentemente de seu pai, Gilberto Gil, que sempre expôs a sua opinião. “Não concordo com tudo o que o meu pai pensa, por exemplo. Não apoio certas ideologias políticas que ele abraça, mas isto não faz com que eu sinta raiva dele, algo que acontece muito no mundo on-line. Divergência de opiniões é um prato cheio para o ódio”, afirmou.

Com 44 anos recentemente completados, a artista garantiu estar vivendo o melhor momento de sua vida. “Estou na metade da minha existência e, mesmo assim, ainda me sinto muito jovem. Acho que, na verdade, a juventude está diretamente ligada à cabeça e comportamento”, comentou. De acordo com ela, ainda a veremos durante muitos anos nos palcos e em trios carnavalescos. “Tenho a pretensão de seguir a minha carreira até a velhice. Acho que herdei esta vitalidade do meu pai. Ele me ensinou a amar a vida e a existência. Nós dois escolhemos profissões que são apaixonantes”, garantiu a cantora, que ainda comentou estar orgulhosa do momento atual de superação no qual Gilberto Gil está passando. “Quero continuar amando e conectando cada vez mais. Receber esta troca em forma de carinho é o real sentido da vida. O que mais me deixa feliz neste momento é isto”.

Pesquisas relacionadas