Gente & Comportamento

Preta Gil fala sobre desejo de engravidar e preconceito: ‘Todo dia alguém me chama de macaca ou gorda’

Cantora aterrissou no jantar de comemoração pelos 30 anos da Água de Coco e embalou a festa como DJ, ao lado de Renato Thomaz e Gominho

Publicado em 22/11/2015 | Por Bia Medeiros

Ao invés de subir ao palco, a missão de Preta Gil no jantar de comemoração dos 30 anos da Água de Coco, realizado no Colosso Beach Lounge, em Fortaleza, era animar os convidados como DJ, ao lado dos amigos Gominho e Renato Thomaz, diretor de marketing da grife fundada por sua mãe, Liana Thomaz.

Preta Gil a caminho do jantar de 30 anos da Água de Coco(Foto: Reprodução/ Instagram)

Preta Gil a caminho do jantar de 30 anos da Água de Coco(Foto: Reprodução/ Instagram)

A bordo de um vestido de animal print com aplicações de cristais feito especialmente para ela, Preta conversou com HT sobre sua relação com a moda. Com uma quedinha por sapatos e bolsas, a cantora é apaixonada pelo mundo fashion, mas não foi fácil encontrar o seu espaço nele. “A moda é um pouco cruel, especialmente com uma mulher real, com as minhas medidas. Então, foi difícil construir a minha imagem através dela. Tenho uma relação de plenitude com a moda há cerca de três ou quatro anos, porque antes disso era muito difícil”, comentou. “Na minha adolescência era tudo ótimo, mas quando o Francisco nasceu e engordei muito, virou um terror, não existia roupa para mim. A partir daí, eu comecei a perceber como, ao mesmo tempo, a moda não é democrática, ela é seletiva”, afirmou Preta. Atualmente, a cantora veste tamanho 44 e pretende chegar ao manequim 42 até o Carnaval.

“Tenho sorte de ter amigos que trabalham com moda. São estilistas, stylists e podem fazer roupas para mim. Hoje não fico louca para emagrecer como antigamente, quando eu me sentia deprimida ao sair para fazer compras. Voltava para casa achando tudo um horror, o que me levou a fazer dietas, lipoaspiração e tomar remédios, porque não encontrava uma roupa do meu tamanho. Aos poucos, eu fui descobrindo o meu estilo e o que ficava bom em mim”, contou a cantora, que, assim como Thaís Araújo e Maria Júlia Coutinho, sofre ataques preconceituosos nas redes sociais diariamente e conta com uma equipe para ajudá-la na moderação e controle de seus perfis para levar à Justiça, se necessário.

“Esses casos com a Thaís e a Maju são horríveis, mas eu sofro esses ataques todos os dias. Para mim não é novidade nenhuma. Todo dia alguém me chama de macaca, gorda, asquerosa. Não é algo que acontece esporadicamente. É diariamente”, revelou Preta. “Eu evoluí muito até realmente entender que não é pessoal. Infelizmente acontece com qualquer um, mas acredito que eu atraio mais porque dou muita liberdade, tenho Snapchat, Instagram, Twitter. As pessoas veem a minha intimidade. Acho que muitas são tão infelizes com elas mesmas que precisam jogar isso no outro. Acredito que só vão parar com isso quando alguém for preso, para servir como exemplo e verem que não é um crime impune”, defendeu.

Preta animou a festa de 30 anos da Água de Coco como DJ, ao lado de Renato Thomaz e Gominho (Foto: Reprodução/ Instagram)

Preta animou a festa de 30 anos da Água de Coco como DJ, ao lado de Renato Thomaz e Gominho (Foto: Reprodução/ Instagram)

Às vésperas de ser avó, Preta está contando os minutos para a chegada de Sol de Maria, filha de Francisco e Laura Fernandez, que pode nascer a qualquer momento. “A Sol de Maria nem nasceu e já iluminou as nossas vidas. A vantagem de ser avó aos 41 anos é essa sensação de plenitude, de estar viva, de que a vida foi muito generosa comigo e vou poder usufruir muito da presença da minha neta. E ainda posso ser bisavó nesta vida”, comemorou a cantora, que planeja engravidar no próximo ano. “Vou ter  filho daqui a um ano, então a Sol de Maria vai ser mais velha que o tio ou tia que chegar. Francisco vai ter uma filha mais velha que a irmã ou irmão. Essa sensação é muito louca. Ainda não estou grávida, mas está em aberto. Esse bebê vai chegar quando Deus quiser”, disse.

Enquanto a gravidez e o segundo filho não vêm, Preta se prepara para o Carnaval 2016, que, além dos tradicionais Baile da Preta e Bloco da Preta, que desfila no próximo ano na Avenida Presidente Vargas, terá a primeira edição da Feijoada da Preta, no La Isla (antiga Ilha dos Pescadores), 16 shows e uma esticadinha na folia de Salvador. Ufa! Haja fôlego e empolgação!

“Estamos na maior expectativa para o Carnaval. Este ano conquistamos um feito muito legal que foi transferir o bloco da Avenida Rio Branco para a Presidente Vargas, que é bem maior. O bloco cresce a cada ano e a gente tem que se preparar, porque a responsabilidade é muito grande. A agenda de Carnaval é surreal, faço 16 shows em sete dias. Em alguns dias temos três shows! É uma loucura” disse.

Preta Gil comandando a massa do seu Bloco no centro do Rio (Foto: Reprodução)

Preta Gil comandando a massa do seu Bloco, no centro do Rio (Foto: Reprodução)

Além da carreira artística, Preta está investindo pesado no ramo de cosméticos e a cada dia conquista uma fatia maior do mercado. Além dos esmaltes, que já são hit absoluto, e batons by Preta Gil, em pouco tempo chegam ao mercado as linhas de cosméticos, maquiagem e cuidados com o cabelo – esta ainda em fase de desenvolvimento. “Estou em uma pesquisa de matéria-prima para os produtos de cabelo há mais de seis meses. Antes de produzir, eu testo tudo primeiro. Sou a primeira a gongar. Passei dois anos testando esmalte até chegar em uma fórmula que achasse bacana. Montamos uma fábrica em Vila Velha, no Espírito Santo, cresceu e hoje empregamos muita gente. Há pouco tempo, eu descobri meu slogan: ‘Se é bom para mim, é bom para a minha consumidora'”, contou. E HT pode confirmar: os esmaltes de Preta têm cores lindas e não lascam por nada!

Pesquisas relacionadas