Gente & Comportamento

Paolla Oliveira lança perfume no Rio e comenta sobre as atividades de sua próxima personagem: uma policial lutadora de MMA

Embora afirme que seja necessário e fundamental o posicionamento pessoal em tempos de crise, a atriz revelou que se sente insegura em manifestar seus pontos de vista. "Eu acho que muitas vezes a informação é tão deturpada que a opinião correta nem fica evidente. Por isso, eu me privo um pouco de declarar minhas visões"

Publicado em 22/11/2016 | Por Julia Pimentel

Feminina e delicada, Paolla Oliveira lançou ontem seus dois primeiros perfumes em parceria com a Jafra, marca de cosméticos norte-americana que está presente em 18 países pelo mundo. Batizados de Touch e Secret, as deliciosas novidades foram apresentadas em um coquetel no Praia Ipanema Hotel. Em entrevista ao HT, a atriz contou que precisou estudar o processo de produção de um perfume para que o resultado fosse um sucesso. “Eu fui descobrindo como funciona e, a partir disso, eu disse as minhas preferências e o que eu mais gostava na minha vida. Depois, com os perfumistas, nós fomos combinando os meus gostos com as questões mais populares e técnicas da produção”, explicou Paolla que fez questão de participar da escolha dos nomes, da embalagem, das cores e de todos os outros detalhes de seus novos perfumes.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Apesar de viver um momento super feminino com o lançamento de suas primeiras fragrâncias, engana-se quem pensa que a carreira artística de Paolla Oliveira segue os mesmos moldes. No elenco de “À Flor da Pele”, a próxima novela das 21h da Globo, a atriz será uma policial lutadora de MMA. Sobre a experiência, Paolla destacou a imersão em novas águas. “Ela é uma mulher com muitas facetas. Então, eu estou passando por muitas atividades diferentes. A relação com a polícia não era tão distante porque eu tenho familiares que trabalham nesta área. Mas a questão da luta está sendo uma novidade e um desafio por ser algo muito novo na nossa cultura. Esse esporte se popularizou há pouco tempo e, por isso, eu tive que ir pesquisar o que nos atraía no MMA. E, estudando o assunto, eu entendi que o que me chama atenção é a técnica dos lutadores. Por mais que os golpes possam parecer meio aleatórios, existe muito treino e observação por trás”, apontou a atriz que já emagreceu cerca de cinco quilos desde o começo da preparação para a trama de Glória Perez que estreia em abril. “A novela começa a exigir muito do ator. São diversos treinos e compromissos e você acaba emagrecendo mesmo que sem querer”, disse.

A atriz está no elenco da pr[oxima novela das 21h da Globo (Foto: AgNews)

A atriz está no elenco da pr[oxima novela das 21h da Globo (Foto: AgNews)

Em relação ao esteriótipo do trabalho policial e da experiência como lutadora de MMA, Paolla Oliveira ressaltou a importância do empoderamento da mulher na sociedade atual. “Eu acho que a mulher pode estar onde ela quiser e ser do jeito que achar melhor. Meu discurso sempre foi esse. Não é porque uma pessoa faz luta e é policial que ela tem que ser menos feminina que outra. A gente não tem gavetas para as atividades e, sim, sensações do que queremos e caminhos para conseguirmos. E é isso o que a minha personagem vai mostrar”, argumentou.

Na trama de Glória Perez, Paolla será uma policial lutadora de MMA (Foto: AgNews)

Na trama de Glória Perez, Paolla será uma policial lutadora de MMA (Foto: AgNews)

Lançamento de perfume, novela nova, treinamento de luta… Ela não para! Fora todas as atividades que já contamos, a atriz também estreia o longa “Mulheres”. Ao lado do ator e amigo Ricardo Pereira, Paolla Oliveira protagoniza o longa que foi gravado em Lisboa. Sobre o trabalho lusitano, a atriz contou que o enredo do filme segue sentido contrário ao da novela “À Flor da Pele”. “Este trabalho é uma comédia super romântica que vai encantar e emocionar muita gente. É um caminho oposto ao tema da novela”, disse a atriz que, apesar do tempo que passou gravando em Portugal, não conseguiu aproveitar a capital do país. “Infelizmente, essa experiência me mostrou muito pouco de Lisboa porque eu só trabalhei. O período que eu fiquei lá foi uma loucura. Mas foi uma vivência maravilhosa”, comemorou.

Em 2017, a atriz também estreia o longa "Mulheres" (Foto: AgNews)

Em 2017, a atriz também estreia o longa “Mulheres” (Foto: AgNews)

Por fim, a atriz comentou sobre o posicionamento de pessoas públicas em tempos de crise. Apesar de reconhecer e destacar como necessária a manifestação de opiniões pessoais em um panorama de dificuldades na política e na sociedade, Paolla confessou que tem receio de como seu ponto de vista será interpretado pelas pessoas. “Eu acho que a gente precisa se posicionar na vida. Mesmo que não nos expressemos para a mídia, é importante que a nossa opinião fique clara para as pessoas. E isso independe de sermos pessoas públicas. A questão pessoal, na minha opinião, está na maneira e na forma com que esse posicionamento é exposto. Eu acho que muitas vezes a informação é tão deturpada que a opinião correta nem fica evidente. Por isso, eu me privo um pouco de declarar minhas visões. Mas eu acho fundamental a manifestação e argumentação porque precisamos abrir nossas mentes, falar sobre esses assuntos e saber o que acontece a nossa volta”, analisou a atriz Paolla Oliveira.

Pesquisas relacionadas