Gente & Comportamento

Na estreia de sua coluna, Fábio Bibancos faz as devidas apresentações e alerta: “Sorrir com confiança muitas vezes não vem em um passe de mágica”

Cirurgião-dentista especialista em Odontopediatria, Ortodontia e Mestre em Saúde Coletiva, Bibancos escreverá todas as quintas neste espaço

Publicado em 16/06/2016 | Por Lucas Rezende

*Por Fábio Bibancos

Sejam bem-vindos! É com muita honra que estreio neste canal o primeiro de muitos posts que virão pela frente. A ideia é que este seja um espaço aberto para que possamos interagir sobre as novidades no universo da odontologia e as últimas trends para quem busca um sorriso perfeito e saudável (que é o must-have para qualquer um!). Mas não para por aí…

Aqui também será um espaço de reflexão recheado de dicas e cuidados feitos para alertar quem peca nos excessos. Quantas vezes eu já ouvi casos no consultório de quem exagerou no clareamento estético caseiro e veio desesperado buscar uma solução para os dentes porosos, sem vida? Foram muitas, viu?

Fábio Bibancos (Foto: Divulgação)

Fábio Bibancos (Foto: Divulgação)

Por mais que o desejo seja o sorriso igualzinho daquela atriz da novela, às vezes fica muito difícil. Não dá para realizar essa vontade, porque cada pessoa possui um padrão próprio e deve ser respeitado. E outra: ninguém quer ser conhecido como o dono do dente mentex, não é?

Por isso, volta e meia eu sempre digo e repito: para manter a estética do sorriso alinhada à boa higiene oral é preciso adotar uma rotina de cuidados.

Sorrir com confiança muitas vezes não vem em um passe de mágica. Existe um conceito que eu sempre repito e é a chave do sucesso: prevenção. Pode parecer até clichê, mas quando a prevenção aliada à rotina diária é adotada pelo paciente do começo ao fim do tratamento, fica mais fácil dar um up no resultado final ou até mesmo encurtar o período que ele passa na cadeira do dentista.

Leia também – Fábio Bibancos é o dentista fundador da ONG Turma do Bem, que atende mais de 65 mil crianças carentes: “Beleza não é bobagem. Ter os dentes é um direito de todos” 

Eu também divido minha vida profissional entre o Instituto Bibancos e a Organização Social Turma do Bem, na qual sou presidente voluntário. Então, nada mais justo do que trazer para vocês um pouco desse meu trabalho social, que desenvolvo há 14 anos e que tanto me alegra.

São relatos de jovens carentes de 11 a 17 anos que não têm acesso a tratamento odontológico gratuito. Mas são também mulheres vítimas de violência que foram violentadas, perderam seus dentes e perderam a vontade de viver.

O que fazemos é transformar essa realidade estampada na nossa cara com a ajuda de uma rede de 16 mil dentistas, que se desdobram oferecendo atendimento gratuito. Eles se sensibilizam com a causa e acreditam, como eu, que ter dentes é um direito básico de todos.

Veja aqui o vídeo “Frame do Bem”, um dos grandes projetos da ONG

Acredito que essa coluna será um guia semanal de como manter um sorriso estampado no rosto, que além de ser sinônimo de autoestima renovada é um filtro que atrai boas energias.

Então, anota aí na sua agenda: todas as quintas-feiras estarei aqui. Ah, e qualquer dúvida ou sugestão, é só mandar o e-mail para bibancos@tdb.org.br. Um abraço e até lá!

Saiba mais sobre a ONG “Turma do Bem”

*Fábio Bibancos é cirurgião-dentista especialista em Odontopediatria, Ortodontia e Mestre em Saúde Coletiva, formado pela Universidade Estadual Paulista (Unesp). Com consultório em São Paulo e no Rio de Janeiro, Fábio é autor de Um sorriso feliz para seu filho (CLA Editora),  “A Guerra dos Mutans”, “Boca!” e “Sorrisos do Brasil”, além de já ter sido eleito Empreendedor Social 2006 pela Schwab Foundation (ligada ao Fórum Econômico Mundial de Davos) e integrante do Fellow Ashoka (uma rede de empreendedores sociais presente em 65 países). Além de assinar uma coluna semanal neste espaço, está à frente do projeto Turma do Bem, a maior rede de voluntariado especializado do mundo: o dentistas do bem.

Pesquisas relacionadas

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,