Gente & Comportamento

Memórias do exílio, príncipe no camarim e rolê em Bruxelas: HT segue os passos de Caetano Veloso e Gilberto Gil durante turnê na Europa

Três shows da turnê “Dois amigos, um século de música” já foram em Bruxelas, Holanda e Inglaterra. Enquanto eles não sobem ao palco novamente, vamos ao supra sumo desse começo!

Publicado em 03/07/2015 | Por Lucas Rezende

Quando os militares tomaram de assalto o comando do Brasil, uma série de artistas usou da melodia para criticar e mostrar toda insatisfação contra a tirania que assolava cidadãos de bem. Era o movimento Tropicalista, um rompimento na cultura brasileira onde a música era arma contra os abusos oriundos dos quartéis. Quem se arriscou a criticar a Ditadura, ou foi preso, ou morto, ou teve de se exilar. O último caso coube a Gilberto Gil e Caetano Veloso, que juntos, passaram a morar no bairro londrino de Chelsea. Lugar que a dupla tropicalista voltou a visitar décadas depois, aproveitando a passagem pela Inglaterra com a turnê “Dois amigos, um século de música” que estão fazendo juntos. Esse foi apenas um dos momentos desse saracoteio pelo globo que HT está acompanhando. Tudo começou no dia 25 de junho, em Amsterdã, na Holanda. E é da terra onde (quase) tudo é livre que começamos a levantar o melhor. Aos fatos!

O primeiro show aconteceu na Concertgebouw, uma das maiores salas de concerto do planeta. A turnê foi inclusa durante o a décima edição do “Viva Brasil”, um evento holandês – apesar do nome – que leva atrações tupiniquins aos Países Baixos entre os meses de junho e julho. Gil e Caetano cantaram um setlist que deve se repetir durante todas as apresentações – salvo pequenas mudanças dependendo do público. Eles abrem com “Back in Bahia”, “Coração vagabundo”, “Tropicália” e “Marginália 2”, e também partem para momentos solo com canções como “É luxo só”, de Ary Barroso, “ É de manhã”, “Sampa”, “Terra”, “Nine out of ten” e “Odeio você”.

Na estreia, Gil falou ao jornal “O Globo” da importância da sala para abrir a turnê. “Eu gosto de tocar em ‘concerthaus’. São lugares interessantes porque foram concebidos para orquestras numa época em que não havia amplificação elétrica. Havia certo esmero dos projetistas, dos arquitetos, e havia a cultura da época, né? Todos eram impregnados da dimensão sinfônica, em geral são casas com muito boa acústica, era para isso, era para tocar sem amplificação, para quartetos de cordas… Então só dois violões aguentam muito bem, é perfeito para o formato”, disse.

Na Praça Rembrandt em day off

Na Praça Rembrandt em day off

Leia também: Só dá Caetano Veloso! Ele responde Roger Waters, chama o governo israelense de arrogante e ainda dá bronca na própria equipe

Na sequência, no dia 29, seguiram para Bruxelas. Lá, repetiram a dose, e contaram com uma visita – a primeira de muitas – especialíssima e cheia do garbo e elegância. O Príncipe Laurent, irmão do rei da Bélgica, Philippe Léopold Louis Marie, fez questão de ir ao camarim de Caetano Veloso para dar um abraço no músico. A apresentação aconteceu no Forest National, uma arena multiuso badalada no país. Depois, partiram para Londres, onde cantaram no dia 01 deste mês.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na terra da rainha Elizabeth, Caetano e Gil gravaram o programa “Black Cab Sessions” – onde músicos cantam e dão entrevista no banco de trás de um carro – e não poderiam ter escolhido música melhor para fazer um dueto: “London, London”. Eles aproveitaram o dia de folga também para voltar a Redesdale Street, onde moraram de 1969 a 1971, quando foram exilados pela ditadura militar. A BBC Brasil aproveitou para fazer uma reportagem sobre as memórias do exílio dos dois. O show, no Hammersmith Apollo foi o primeiro que saiu da curva do repertório. Os ingleses ganharam duas canções a mais: “Three little birds”, de Bob Marley, e “London, London”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A turnê agora segue para a França, Dinamarca, Itália e muitos outros países até agosto. A gente lista tudo logo abaixo.

03/7 – Vienne/França – http://bit.ly/1Kyf4KY
06/7 – Paris/França – http://bit.ly/1Fm7r5I
08/7 – Copenhague/Dinamarca –http://bit.ly/1FPgcIV
10/7 – Chieri/Itália – http://bit.ly/1ctLnim
11/7 – Milão/Itália – http://bit.ly/1I57bMT
13/7 – Barcelona/Espanha – http://bit.ly/1dH0kz8
15/7 – Montreux/Suíça – http://bit.ly/1FPhwvx
17/7 – Perugia/Itália – http://bit.ly/1FPhzaw
19/7 – Codroipo/Itália – http://bit.ly/1K4B6ad
21/7 – Madri/Espanha – http://bit.ly/1Fm903z
23/7 – Monte Carlo/Mônaco –http://bit.ly/1d9xCWX
24/7 – Marselha/França – http://bit.ly/1JerOcu
28/7 – Tel Aviv/Israel – EM BREVE
31/7 – Lisboa/Portugal – http://bit.ly/1Jk315k
01/8 – Marciac/França – http://bit.ly/1HH95Az

A arte da turnê é assinada pelo amigo da dupla, o diretor Giovanni Bianco

A arte da turnê é assinada pelo amigo da dupla, o diretor Giovanni Bianco

Confira abaixo o set list completo da turnê:

01 Back in Bahia
02 Coração Vagabundo
03 Tropicalia
04 Marginalia II
05 É Luxo Só
06 É De Manha
07 Sampa
08 Terra
09 Nine Out of Ten
10 Odeio Voce
11Tonada de Luna Ilena
12 Eu Vim da Bahia
13 Super Homem
14 Come Prima
15 Esoterico
16 Tres Palavras
17 Drao
18 Se Eu Quiser Falar Com Deus
19 Expresso 2222
20 Toda Menina
21 Sao Joao Xango
22 Avisa Lá
23 Andar com Fé
24 Filhos de Gandhi
25 Não tenho medo da morte
Bis
Desde Que o Samba é Samba

(Créditos: Divulgação)

Pesquisas relacionadas