Gente & Comportamento

Mais dois livros, adaptações de peças teatrais e outra Bienal: os planos da escritora Thalita Rebouças para 2015

O Site HT bateu um papo com a it-autora, que falou sobre as dificuldades que enfrentou no início da carreira, sobre seus livros lançados em Portugal e os planos para esse ano

Publicado em 25/05/2015 | Por Junior de Paula

(Foto: Márcio Carvalho)

(Foto: Márcio Carvalho)

* Com Isabella Pavão

Ela é jornalista de formação, mas sua carreira decolou mesmo quando resolveu escrever livros. É carioca, portelense e tricolor. E se autodenomina “uma autora fofa”. Sabe de quem a gente está falando? É do fenômeno literário infanto-juvenil Thalita RebouçasCom 18 livros lançados no Brasil e seis em Portugal pela Editora Presença, a it-autora falou com o Site HT e contou um pouco dos planos para 2015, já que, para ela, o ano promete: vem aí a publicação de mais duas obras, mais adaptações de suas histórias para o teatro e a Bienal, que foi onde a sua carreira deslanchou há 14 anos.

“O começo da minha trajetória é uma história de bagunça e perucas em bienais e livrarias. Fui convidada pela minha primeira editora a passar uma tarde na Bienal do Livro de 2001, autografando o meu ‘Traição Entre Amigas’. E eu fui. Durante 20 minutos vi passar na frente da minha mesinha um monte de gente, mas ninguém me dava bola. Percebi logo que se eu ficasse ali sentada esperando meus queridos futuros leitores eles simplesmente não viriam. Se eu quisesse vender livros teria que inventar uma forma de chamar a atenção, de aparecer, de me destacar. E rápido. Comecei a bater palmas, a fazer polichinelo, a brincar com quem passava na frente do estande e a anunciar em altos brados, como um vendedor empolgado com seu produto. Logo juntou gente ao meu redor, rindo e escutando, e o livro passou a vender como água no deserto. Não parei de autografar um só segundo. Ao fim da tarde, a editora me convidou para voltar dois outros dias. Voltei e a vendagem foi excelente”, relembra Thalita.

Depois de ‘Traição’ ir para a sua segunda edição, ela percebeu que era hora de se dedicar por inteiro à escrita e à divulgação do que fazia. Depois de muito esforço e muita abordagem engraçada com o público, em março de 2003, Thalita assinou com a Editora Rocco para lançar seu terceiro produto, ‘Tudo por um Pop Star’, que virou best-seller. Em seguida, veio ‘Fala Sério Mãe’, que foi parar na lista dos mais vendidos da revista “Época” e do “Jornal O Globo”, e que também é considerado por muitos a sua obra mais conhecida.

Depois disso, vieram os outros 15 livros, cada um fazendo mais sucesso que o antecessor. Mas a moça não para por aí. Ela já estrelou a campanha Mulher 360, do canal Discovery Home & Health, foi jurada do quadro “Soletrando”, apresentado no “Caldeirão do Huck”, e ainda conseguiu tempo para fazer o roteiro de um dos quadrinhos da “Luluzinha Teen e sua Turma”. Além disso, ela mantem, no seu canal do YouTube, o quadro “Culinária Atolada”, no qual ela chama algumas celebs do mundo teen para cozinhar com ela, e ainda divulga a campanha “Ler é Bacana”, que a própria criou, para incentivar a leitura aos adolescentes.

11261509_945409218856553_5674355252872101432_n

(Foto: Jefferson Segenreich)

Em 2012, seu livro ‘Tudo por um Pop Star’ virou peça de teatro. Com direção de Pedro Vasconcellos e roteiro de Gustavo Reiz, a peça rodou o Brasil por mais de um ano, revelando talentos como as atrizes Thati Lopes, Thais Belchior e a já estrela do Disney Channel, Jullie. E a experiência foi tão boa que mais dois livro da Thalita vão aos palcos. “’Fala sério, mãe’ e ‘Era uma vez minha primeira vez’ são os próximos da fila. Espero que role logo, já estou aqui na torcida” disse a autora.

O ano de 2015, aliás, tem tudo para ser o ano dela. Em setembro, vem aí mais um capítulo da saga Fala Sério, o ‘Fala Sério, Irmão’, que foi escrito com a ajuda dos fãs: “Achei que nunca fosse fazer esse livro porque não tenho ideia de como é ter um irmão. Mas todo mundo me pede o livro há tanto tempo que resolvi arriscar. Eu conversei com várias pessoas que têm irmãos, e decidi expandir o pedido aos fãs, que têm histórias de brigas, ciúme, cumplicidade e humor ótimas também. Elas vão servir de ponto de partida para o que vou criar e vai ser um livro divertido, porque gosto é de fazer rir”.

No mês de setembro, o livro vai ser lançado na Bienal, junto com de outro, ‘Um Ano Inesquecível’, que Thalita escreveu em conjunto com as autoras Paula Pimenta, Bruna Vieira e Babi Dewet, todas muito conhecidas do público jovem. “Eu acho que a Bienal vai ser muita ralação, mas vai ser uma ralação que eu nem acho que é trabalho, para mim é pura diversão”. Com o costume de deixar uma “bitoca estalada” em cada livro que autografa, a gente só pode imaginar quantos batons Thalita já gastou, já que são mais de 1 milhão e meio de exemplars vendidos no país. Então, Thalita, pode se preparar e renovar o estoque de maquiagem, porque o sucesso está garantido!

Pesquisas relacionadas