Gente & Comportamento

Leticia Colin lamenta o cenário político atual: “Se o Bolsonaro ganhar, teremos que semear o amor mais ainda. Não vai ser fácil”

No ar em Segundo Sol, a atriz soltou o verbo sobre as eleições deste ano. Além disso, comentou as críticas que sofreu por conta das reviravoltas de sua personagem na novela. “É muito positivo ver como as pessoas se envolvem com os personagens e depois ficam sentidos quando veem algum desvio de caráter”, salientou

Publicado em 22/10/2018 | Por Ana Clara Xavier

Leticia Colin nunca escondeu o seu viés político. Propagando mensagens de amor, sororidade e empoderamento, a atriz da novela das 9, Segundo Sol, sempre deixou claro o seu lado ativista a favor do movimento feminista. Seja em entrevistas ou nas redes sociais, ela se mostra uma pessoa antenada e com posicionamentos fortes. Com a proximidade do segundo turno das eleições, isto não poderia ser diferente. Ela confessou estar acompanhando cada passo dos presidenciáveis e do cenário político que está se desenrolando. “Estamos vivendo momentos difíceis. Diariamente ficamos sabendo de casos próximos de amigos que sofreram com violência e o próprio facismo nas ruas. Isto sempre aconteceu, mas a diferença é que o preconceito está de forma deliberada. É assustador. Vamos ter que viver para entender e aprender com esta experiência. Tenho esperança até o fim, mas parece que o futuro do país já está determinado. Se o Jair Bolsonaro -candidato à presidência pelo PSL- ganhar, teremos que semear o amor mais ainda. Não vai ser fácil”, lamentou. Em entrevista exclusiva ao site HT, ela ainda falou sobre as reviravoltas de Segundo Sol e os seus planos para quando a trama sair do ar.

Leticia Colin lamenta cenário político atual (Foto: Divulgação)

Desde o início da novela, a personagem de Leticia Colin já passou por poucas e boas. De mocinha a integrante da gangue da Laureta, Rosa foi um dos papéis que mais sofreram mudanças ao longo da teledramaturgia. “Novela é um carrossel de emoções. A gente entra sem saber como vai terminar e o que vai acontecer. É muito gostoso fazer por isto. O João Emanuel Carneiro é um cara muito imprevisível. Está sempre propondo ganchos e inversão de dramaturgia, cabe a nós dançarmos conforme a música”, comentou Leticia. No entanto, como todas as mudanças, existem reações positivas e negativas. Neste caso, muitos fãs de Segundo Sol não aprovaram estas diferenças. “É muito positivo ver como as pessoas se envolvem com os personagens e depois ficam sentidos quando veem algum desvio de caráter”, salientou.

Apesar das críticas negativas, a atriz garantiu que as mudanças tiveram uma boa explicação. De acordo com ela, existe um moral por trás desta história que deve ser levada em consideração. “Discutir o que nós somos capazes de fazer pelo dinheiro é algo muito pertinente atualmente. Acredito que este era o ponto que o João Emanuel queria tocar. Serviu exatamente para ilustrar o quanto isto não valia a pena”, sugeriu. Para a atriz, é imprescindível agora que a personagem consiga se reconstruir para terminar a trama de uma forma positiva. “A Rosa errou muito. Mas isto acontece. Nós erramos. É uma personagem muito humana que queria vencer na vida e ganhar dinheiro e, exatamente, por conta desta ambição louca acabou se desconectando dos valores que acredita e de quem ama. Era uma menina que não tinha ainda muitas estruturas e foi parar no meio agressivo da Laureta e Karola. Por mais que acreditasse ser esperta, era muito ingênua. As atitudes dela vêm caminhando para esta positividade”, salientou.

Leticia Colin fala sobre reta final de Segundo Sol (Foto: TV Globo)

Com a novela chegando na reta final, Leticia Colin já está fazendo planos para o futuro. “Quero descansar. Pretendo viajar para o interior de São Paulo para ver a minha família. A minha ideia é passar um tempo com os meus pais. Talvez, eu viaje à Bahia também, fazer algum tipo de retiro”, contou. Além das férias, a atriz está se preparando para o lançamento da série da Globo Cine Holliúdy, que deve ir ao ar no início do ano que vem.

Pesquisas relacionadas