Gente & Comportamento

Gabi Lopes colhe louros da fama: atriz está em “O Aprendiz” e será filha de Luana Piovani no cinema

A artista e empresária, que está no Rio de Janeiro para participar da segunda edição do evento Rio Creative Conference (Rio2C), e falou com o site HT

Publicado em 26/04/2019 | Por Iron Ferreira

Aos 24 anos, Gabi Lopes é atriz, empreendedora e influenciadora digital, com mais de dois milhões de seguidores em sua conta oficial no Instagram. A artista, que acumula diversos trabalhos e importantes papéis na televisão e no cinema, prova que a pouca idade não é uma barreira. Nascida em São Paulo, ela ficou nacionalmente conhecida em 2015 após integrar o elenco da 22a temporada de “Malhação”, intitulada “Sonhos”. Participou também da segunda temporada da série “Samantha!”, conteúdo original brasileiro produzido pela Netflix. Em agosto desse ano será lançado o longa “A mulher do Meu Marido”, direção de Marcelo Santiago, no qual interpreta a filha da personagem vivida por Luana Piovani. Atualmente, ela está participando do programa “O Aprendiz”, comandado pelo apresentador Roberto Justus, na Band.

Atualmente, a digital influencer possui mais de dois milhões de seguidores (Foto: Divulgação)

Além do lado artístico, Gabi também exercita o seu lado empreendedor. Ela fundou e atua como CEO de cinco diferentes empresas. Entre elas, a produtora de filmes Young Republic Filmes, que tem em seu portfólio nomes e marcas de valor, como Giovanna Antonelli, Larissa Manoela, Manu Gavassi, Neymar Jr., Marisa Orth, Ferrero Rocher, P&G, Aussie, Pantene e Forno de Minas. Passando a semana no Rio de Janeiro para participar da segunda edição do Rio Creative Conference (Rio2C), localizado na Cidade das Artes, na Barra da Tijuca, a atriz deu um tempo no evento para uma conversa exclusiva com o HT. Confira!

Apesar da idade, Gabi é multifacetada (Foto: Divulgação)

HT: Como está sendo participar de “O Aprendiz”? Quais os maiores ensinamentos que o programa lhe trouxe?

Gabi Lopes: De longe, o que eu mais aprendi foi me jogar sem medo nas novas experiências. A ter disponibilidade para encarar os desafios que vierem. É um programa muito diverso que me fez enxergar as coisas por um lado diferente. Eu tive que sair de dentro da caixa, da minha zona de conforto. Precisei tirar várias Gabis de dentro da cartola.

HT: Como foi trabalhar ao lado de Emanuelle Araújo e grande elenco em “Samantha!”, na Netflix?

Gabi Lopes: A Emanuelle é maravilhosa! Já havíamos trabalhado juntas em Malhação. Além disso, foi uma experiência muito gratificante trabalhar com a Netflix em um tipo diferente de set e filmagem. Foi ótimo, é uma experiência única.

HT: Em agosto você irá estrear um filme ao lado de Luana Piovani. Comente um pouco sobre o seu papel na trama.

Gabi Lopes: Eu interpreto a Paula, filha da Luana. Eu descubro que o meu pai trai a minha mãe e acabo contando pra ela. A Paula vira um detetive e começa a investigar essa situação. Ela acaba ligando mais para isso do que a própria mãe. É uma comédia, e ela será a parte séria.

A atriz ficou conhecida por participar de “Malhação: Sonhos” (Foto: Divulgação)

HT: Como foi contracenar com a Luana? Ela é uma boa colega de elenco?

Gabi Lopes: A Luana é uma mãe de verdade. Me ensinou muitas coisas. Foi o meu primeiro papel de destaque no cinema e ela foi bem generosa comigo. Pegou na minha mão e me ajudou em tudo o que eu precisei.

HT: Você administra a sua própria carreira. Quais as vantagens?

Gabi Lopes: O ponto favorável é que não há ninguém melhor do que eu para lutar pelos meus objetivos. Estou à frente dos meus projetos e não tenho tantas limitações quanto outras pessoas que poderiam fazer isso por mim. É a minha garra, o meu olhar. Sou eu lutando por aquilo que eu mais quero.

Além de talentosa, Gabi é CEO de cinco diferentes empresas (Foto: Divulgação)

HT: De que forma você avalia o papel da arte diante da atual realidade política?

Gabi Lopes: A arte esta aqui para ser fomentar relações e opiniões. Ela tem o poder de ajudar as pessoas. Nesse sentido, a política tem deixado muito a desejar para os artistas. Não há muito apoio ou incentivo.

HT: De que forma você acha que a cultura pode estimular transformações sociais?

Gabi Lopes: A cultura transforma as pessoas. Elas não são as mesmas depois de terem assistido um filme ou lido um livro. Ela tem um protagonismo imenso para as transformações de cada indivíduo, por isso deve sempre ser muito valorizada. Experiências culturais promovem transformações sociais.

HT: Como você avalia o crescente movimento de empoderamento feminino na sociedade? Acha que pode melhorar?

Gabi Lopes: O movimento do empoderamento feminino está em ascensão e cada vez mais forte! As mulheres entenderam seu papel no mundo e contribuem para que outras também entendam! Todas juntas e fortes, mas sempre dá para melhorar. O movimento está se tornando cultural. Porém, precisamos nos unir ainda mais para fomentar a força feminina.

HT: Quais os planos para o futuro no âmbito profissional?

Gabi Lopes: Nas artes, o meu objetivo é fazer mais cinema e participar de mais séries. No âmbito empresarial, quero maturar os meus negócios e fazê-los crescer ainda mais.

Para o futuro, ela pensa em investir mais  na carreira de atriz e focar no desenvolvimento de seus empreendimentos (Foto: Divulgação)

Pesquisas relacionadas