Gente & Comportamento

FESTOLIPAN! No ar em “Verdades Secretas”, Raphael Sander abandona as passarelas e investe na carreira de ator: “É um desafio delicioso de fazer”

Figurinha fácil nos backstages das Semanas de Moda nacionais e internacionais, o ex-modelo conta para HT sobre seu novo rumo profissional, os desafios, quem é seu ator preferido e muito mais

Publicado em 16/06/2015 | Por João Ker

*Com Lucas Rezende

“Verdades Secretas”, o novo folhetim a invadir o horário das 23h da Rede Globo, não tem apenas mostrado os bastidores obscuros do universo da moda com uma fotografia de cinema, mas mostrado também grandes talentos que tiveram sua primeira oportunidade nas telinhas com o folhetim. Muitos desses nomes novos no mercado televisivo vieram do mundo fashion: a protagonista Camilla Queiroz, nossa queridinha Yasmin Brunet e Raphael Sander, ex-modelo e ex-marido de Carol Castro. Ele é, por sinal, o nosso convidado da coluna Festolipan dessa semana.
HT acompanha Raphael não é de hoje. Durante nossas coberturas nos backstages da São Paulo Fashion Week e do saudoso Fashion Rio, o rapaz é figurinha certa em nossas enquetes, sempre mostrando que tem capacidade para ser muito mais do que apenas um rostinho e corpinho bonitos.

Bem cotado entre estilistas como Giorgio Armani, Raphael recentemente falou com HT sobre os novos rumos da carreira, como e por quê escolheu ser ator e até deu sua opinião sobre o mítico book rosa. Abaixo, você lê nossa entrevista exclusiva com o ator estreante, sobre os desafios dessa nova empreitada, suas influências e como a moda não é apenas obscura. Vem com a gente:

Raphael Sander faz sua estreia em novelas com "Verdades Secretas" (Foto: Reprodução)

Raphael Sander faz sua estreia em novelas com “Verdades Secretas” (Foto: Reprodução)

HT: A vida de modelo não é lá muito difícil. Que tipos de dificuldade você já passou como top model?

RS: Acho que a maior dificuldade é ficar longe da família por longos períodos.

HT: “Verdades Secretas” aborda a questão do “book rosa”. Homem também passa por isso? Já ouviu algum caso?

RS: Eu já ouvi muitas histórias, mas nunca vivenciei nada do tipo e nem tenho conhecidos que tenham vivenciado isso. 

HT: A moda é realmente um sub-mundo? Por que?

RS: A moda é um mundo particular e dentro desse mundo existem sub-mundos dos quais alguns são abordados pela novela.

 

Raphael Sander no backstage da São Paulo Fashion Week (Foto: Gabriel Barrera)

Raphael Sander no backstage da São Paulo Fashion Week (Foto: Gabriel Barrera)

HT: Você está muito acostumado à muvuca dos backstages de moda e agora está vendo o ritmo de um set de filmagens. Qual dos dois ambientes tem a maior correria?

RS: Cara, os dois são extremamente corrido! Cada um na sua particularidade é uma loucura total! (Risos)

HT: Seu personagem não costuma usar os meios mais convencionais para subir na vida. Existem muitos caras como o Leo por aí?

RS: Eu não conheço nenhum, mas imagino que sim.

HT: Analisando o que você viu até agora na série e pôde ler no roteiro, acredita que esteja faltando mostrar algo sobre o mundo da moda?

RS: Acredito que não, está bem completo. Eles percorreram todos os caminhos possíveis – e até não possíveis. A gente tenta retratar uma parte mais sombria aqui, né, mas existe uma outra parte também que é iluminada, bem legal e divertida.

Raphael Sander: "stramos a parte obscura da moda para dialogar com a sociedade" Reprodução)

Raphael Sander: “stramos a parte obscura da moda para dialogar com a sociedade” Reprodução)

HT: E qual é a maior vantagem dessa parte iluminada?

RS: É muito bacana você estar envolvido em um projeto como um desfile, por exemplo. É uma experiência incrível de adrenalina. Participar de uma grande coleção de um grande designer é ótimo. Você está ali, com vários companheiros, mas juntos vocês representam o todo. É um espírito de união muito forte.

HT: Então a vida de modelo não é concorrência o tempo todo?

RS: Não não… Como eu disse, a novela retrata essa parte mais sombria, então é sempre importante jogar um pouco de luz para podermos dialogar sobre isso com a sociedade. Além de alertar também os jovens de que existem muitas armadilhos e caminhos a serem seguidos.

HT: Como foi o teste para participar de “Verdades Secretas” e como estão as gravações?

RS: O teste aconteceu em setembro, após uma participação que fiz na série “Dupla Identidade”. Aconteceu em janeiro, recebi o convite pra interpretar o Léo e foi incrível para mim, um presentão de Ano Novo. As gravações estão excelentes, eu adoro o dia a dia no set.

HT: Por que largar a vida de modelo e tentar a de ator? Ainda faz os dois? Como foi a transição?

RS: Eu sempre quis atuar, antes mesmo de modelar, e acho que foi um movimento natural da minha vida. Eu me concentro e estou focado agora na profissão de ator. Eu estou aprendendo muito, mas tem sido maravilhoso. A direção do Mauro Mendonça Filho é sensacional e o elenco também é excelente, eles me ajudam muito. Tive sorte com os meus parceiros de cena e estou aprendendo e ouvindo muito agora.

HT: Qual tem sido o maior desafio de assumir o papel de ator?

RS: Olha, o projeto em si é um desafio. A carreira de ator também é um desafio. Eu não sei se há algo específico, é mais o todo. Mas é um desafio delicioso de fazer.

HT: Qual o ator que você admira?

RS: Sou um grande fã do Tony Ramos, acho um cara fantástico.

HT: Rola aquele papo de “só porque é marido da Carol Castro”? Como encara esse tipo de comentário? Que resposta você daria?

RS: Acho que não, ninguém nunca me falou isso. Mas as pessoas são livres pra formarem sua opinião. Eu encararia numa boa.

 

Pesquisas relacionadas