Gente & Comportamento

Exclusivo! Um papo com a blogueira italiana Chiara Ferragni, que onde toca vira ouro: “Acham que eu sou brasileira e eu adoro”

A blogueira que viu seu nome virar potência e já criou peças com os principais designers do mundo da moda abre seu novo negócio ainda esse ano: “Quero continuar tendo o privilégio de trabalhar com as minhas marcas preferidas que já são minhas parceiras e também sendo o rosto de outras que admiro. No e-commerce serão 50 marcas e todas as criações vão passar por mim, tudo terá meu gosto e será edição limitada e exclusiva nossa”

Publicado em 25/05/2016 | Por Karina Kuperman

“Ame ferozmente (e não se esqueça de parar no caminho para tirar fotos)”. Essa é a frase escolhida pela italiana Chiara Ferragni para se descrever e explica o porquê de ela ser uma potência. Fundadora do famoso blog The Blonde Salad e considerada uma das mais poderosas influencers digitais do mundo – sua criatividade foi apontada pela revista Forbes em uma lista com 30 pessoas menores de 30 anos -, ela começou postando fotos despretensiosas tiradas por um ex-namorado e, lá atrás, já percebeu que aquela fórmula era de sucesso, afinal, suas imagens eram muito visitadas e comentadas. Foi em 2009, passeando por blogs de moda, que Chiara teve a ideia de criar o seu, embora, na Itália, ninguém tivesse algo parecido. Poucas semanas depois, recebeu convites para a semana de moda milanesa em que o assunto eram “blogs de moda” e viu o negócio crescer absurdamente. De lá para cá, já colaborou com Steve Madden em uma coleção de nove calçados, trabalhou com marcas como Christian Dior, Louis Vuitton, Chanel, Tommy Hilfiger e outras; e lançou sua própria grife que cria sapatos com inspirações que vão desde a cultura pop à arte contemporânea, sempre com estética descontraída e tons marcantes.

Chiara Ferragni é fundadora do The Blonde Salad e acumula milhões de seguidores nas redes sociais (Foto: Reprodução)

Chiara Ferragni é fundadora do The Blonde Salad e acumula milhões de seguidores nas redes sociais (Foto: Reprodução)

E é justamente a “Chiara Ferragni Shoes” a fonte de renda maior da it-girl. A marca, que tem desde sneakers a saltos altos elegantes, chama atenção pelas slippers e flats incrementadas, coloridas e cheias de detalhes como desenhos de lábios, batons, cílios, esmaltes e outros elementos do universo feminino. Glitter e veludo também são normais por lá! Apesar disso, Chiara não se considera uma “designer”. Em uma conversa exclusiva, ela nos contou que gosta de trabalhar como blogueira e adiantou as novidades que tem preparado para o mercado fashion. “Eu tenho minha própria coleção de produtos e estamos indo realmente superbem. Quero que a minha linha de sapatos, por exemplo, cresça cada vez mais, mas não tenho a pretensão de virar uma estilista. Quero continuar tendo o privilégio de trabalhar com as minhas marcas preferidas, que já são minhas parceiras e também sendo o rosto de outras que admiro, como a Pantene, por exemplo”, declarou ela, que, em breve, abre seu próprio e-commerce. “Estamos com planos de lançar em setembro, com colaborações dos meus designers favoritos. São 50 marcas e todas as criações vão passar por mim, tudo terá meu gosto e será edição limitada e exclusiva nossa”, adiantou.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Referência quando o assunto é moda, Chiara contou que admira o estilo das brasileiras e confessou: “Às vezes acham que eu sou brasileira e eu adoro. Vocês são maravilhosas e sabem ser sexy, mas sempre de um jeito elegante e sofisticado. Amo isso de vocês estarem sempre tão bem-arrumadas. A moda brasileira é interessante, porque não é tão casual. Olha hoje, por exemplo. Estou de tênis e todas as meninas vieram de salto alto”, analisou ela, que se sentou ao lado de nomes como Marina Ruy Barbosa, Thássia Naves, Camila Coutinho, Naira Lili e Lelê Saddi para um bate-papo sobre beleza e cabelos intermediado por Hugo Gloss. E quem acha que vida de blogueira é só carão, não sabe da missa a metade. Chiara contou que, em um único dia de fashion week, já chegou a trocar de penteado oito vezes. De onde será que vem tanta inspiração? “Pode ser alguém que eu simplesmente vi na rua. Também procuro bastante em redes sociais, editoriais e desfiles, claro”, contou ela, que fica no Brasil até domingo, 29. “Eu amo a vibe do Rio de Janeiro, as pessoas são amigáveis e queridas. É a minha terceira vez aqui e a quinta no Brasil. Já sei bastante sobre vocês”, disse. E é sempre bem-vinda!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Pesquisas relacionadas