Gente & Comportamento

Em Santa Teresa, Baile da Arara resgata tradição dos antigos bailes cariocas e a gente conta como foi. Vem!

Dupla de amigos idealizadora da celebração sentiu falta de uma festa autêntica e comemora segundo ano de sucesso com convidados incríveis

Publicado em 01/03/2017 | Por Rodrigo Cohen

Em Santa Teresa, Baile da Arara resgata tradição dos antigos bailes cariocas e a gente conta como foi. Vem!

Os organizadores Malu Barreto e Pedro Igor Alcantâra

O bairro de Santa Teresa é um dos grandes centros do Carnaval carioca. Seja porque pode se acessar facilmente a Lapa ou porque blocos cheios de tradição e história acontecem lá, o bairro ganha um movimento diferente nessa época do ano. Não é à toa que a dupla Malu Barretto e Pedro Igor Alcântara, do escritório criativo Arara, escolheu a região para resgatar uma das maiores tradições da folia carioca: os bailes. Com essa intenção, eles criaram uma festa que já chega a sua segunda edição em 2017: o Baile da Arara.

Pedro contou ao HT que mesmo com a lista de convidados ser repleta de celebridades a essência da festa será sempre uma celebração entre amigos. “A gente criou há dois anos por sentir falta de uma festa divertida que recriasse os bailes antigos. Ano passado não conseguimos fazer, mas esse ano fechamos a parceria com o Instagram e conseguimos organizar tudo melhor com mais tempo. A gente não quer crescer a festa. É uma festa de amigos. Não temos interesse em vender ingressos. Sendo celebridades ou não, são amigos, pessoas que a gente convive. Não é para ficar com uma cara de festa corporativa”, explicou.

A festa aconteceu ontem à noite, 28 de Fevereiro, em um casarão e reuniu 600 convidados entre grandes artistas e celebridades internacionais como Gaby Amarantos, Paula Lavigne, Mariana Rios, Alinne Moraes, Raul Aragão, Marcelo Freixo, Carol Sampaio e outros grandes nomes. O tema foi “Delírio Tropical” e o cenógrafo e hôtelier francês Jean Michel Ruis, do Mama Shelter, foi o responsável para criar um ambiente que construísse a atmosfera desejada pelos organizadores. Já as fotos ficaram a cargo de Bruno Ryfer, Miguel Sá e Renato Wrobel da Trezze Imagens. A festa teve como maior patrocinador o Instagram, que ajudou a montar o cenário propício para vídeos e fotos no aplicativo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Outros patrocinadores do evento foram a Lancôme – que ofereceu um longe para que os convidados se maquiassem – e a Home Shave. Também contou com o apoio da Chandon, Belvedere, Patron, Stella Artois e Shp2gether. Todos juntos foram responsáveis por colaborar para a realização de uma das festas que na sua segunda edição já cria história no carnaval carioca. O line up musical foi pensado para arrepiar todos os que estivessem presentes. A noite começou com Rosana Rodini e seu set tipicamente carnavalesco. Seguido pela famosa Cantoria de Paula Lavigne com a roda de samba de Pretinho da Serrinha e participações de Xande de Pilares e Alcione. Já Caetano Veloso não aguentou e deu uma palinha para alegria e satisfação de todos os presentes. No palco, os amigos se apresentaram em clima de alegria e descontração com clássicos do carnaval como “Desde que o Samba é Samba” e o “Hino de Exaltação A Mangueira”.

//platform.instagram.com/en_US/embeds.js

A pista foi comandada pela dupla da festa Rebola logo em seguida à apresentação dos bambas. E como terminar um evento desse nível? O bloco “Caetano Virado” invadiu as pistas e conduziu todos para um passeio pelas ruas de Santa Tereza enquanto o sol nascia com um visual invejável. Não só terminava um evento de grande porte e sucesso como o Baile da Arara, mas todos já se despediam do carnaval e começavam a entrar o saudosismo de uma das celebrações mais contagiantes que existem. Pelo menos, todos podem dormir tranquilos sabendo que em 2018 tem mais carnaval para celebrar seja na avenida, nas ruas ou nos bailes.

Pesquisas relacionadas