Gente & Comportamento

Em local estratégico, Rafael Cuia organiza série de festas durante o período olímpico no Rio: “A localização é um dos pontos fortes do projeto”

Para os próximos dias de festa na cidade, o promoter desejou que a alegria seja a palavra que domine a jornada olímpica. "Eu espero que, quem estiver aqui no Rio, esqueça um pouco os problemas políticos e financeiros pelos quais a gente vem passando"

Publicado em 08/08/2016 | Por Julia Pimentel

E se a Baía de Guanabara, com o Cristo Redentor e o Pão de Açúcar ao fundo, fosse o cenário para festas incríveis que vão rolar durante as Olimpíadas? Pois bem. O promoter Rafael Cuia tratou de tirar essa ideia da imaginação e, durante os jogos na cidade, vai comandar o Rooftop Rio, em parceria com a Scheeins de São Paulo, uma série de festas que vão rolar no FM Hall, o novo shopping da urbe maravilhosa que fica ao lado do aeroporto Santos Dumont. E, como reconheceu ao HT, o espaço escolhido é um grande chamariz para as suas festas. “A localização é um dos grandes pontos fortes do projeto. Ali, você tem uma vista muito boa do Rio de 180°, que vai desde o Pão de Açúcar, ao Cristo Redentor passando pela Baía de Guanabara. E, nos eventos diurnos, também dá para ver os aviões decolando. Então, sem dúvidas, é uma atração a mais”, avaliou.

Rafael Cuia (Foto: Reprodução)

Rafael Cuia (Foto: Reprodução)

Mas, apesar do visual do FM Hall e dos eventos de qualidade que Rafael vai promover, a concorrência durante esse período olímpico será grande. Com tantas outras festas rolando pela cidade, o promoter nos contou que apostou em uma estratégia interessante, que deve cercar os turistas da urbe desde à chegada. “A gente deixou material de divulgação com os concierges dos hotéis, que tem CD’s, flyers e tudo mais, temos parcerias com taxis e estamos atuando no Galeão também. Isso tudo fora as ações de rua, em que a gente divulga nas praias, barzinhos e vamos fazer aqueles aviõezinhos que passam na praia”, contou. Realmente, de um jeito ou de outro, os eventos de Rafael Cuia vão chegar ao turistas e cariocas, né?

Depois de conhecermos o local em que vão rolar os eventos e sabermos que, provavelmente, terão convidados de todos os lugares do mundo, é hora de Rafael Cuia abrir sua agitada agenda e nos colocar por dentro de tudo. Então, vamos ao calendário olímpico. “Às sextas, vai ser a festa “Bailinho”, que há dois anos não ocorria no Rio, e, nas três datas, os ingressos já estão quase esgotados. No primeiro sábado, vai ser a “Rio Sunset” e no segundo, o “Cordel Estrelado”. E, aos domingos, vai ter o Spanta Neném, listou sobre as festas que prometem combinar o melhor da cultura carioca com as tendências da música universal. “Cada festa tem uma história. O Bailinho tem uma trajetória que toca de tudo, ou seja, tem um caráter universal. O Spanta, no domingo, é uma festa bem brasileira como o turista gosta de ver. Então, vai ter escola de samba e alguns convidados, como o Carrossel de Emoções no dia 21, que mistura samba e funk. E, nas outras festas de sábado, também toca de tudo. Então, eu acho que o estilo atende a todos”, completou.

O promoter será o responsável pelas festas no FM Hall (Foto: Reprodução)

O promoter será o responsável pelas festas no FM Hall (Foto: Reprodução)

Mas não é só. Além de garantir festas ótimas com um cenário de filme, Rafael Cuia ainda completa a experiência do projeto Rooftop Rio com um espaço gastronômico e televisões para o público acompanhar às competições esportivas. “A gente vai ter o Rochinha, que é um sorvete de São Paulo muito conhecido por aqui, a Tapioquinha, do Rafael Zulu, e o Carango, um truck de hambúrguer que eu e o Diógenes Queiroz somos sócios”, disse.

Embora o calendário esteja recheado de atrações e trabalho para o promoter, Rafael nos contou que já está acostumado com o ritmo acelerado de festas todos os dias. E que, na prática, o desafio encontrado nessa jornada olímpica poderia ter sido outro. “Eu acho que uma das coisas que achamos que fosse ser uma dificuldade, mas não foi, foram as vendas. Às vezes o gringo e os turistas em geral querem ficar na rua e não comprar ingresso para festa. Afinal, eles gostam muito de ir para a Lapa, Copacabana, né? Então a gente achou que fosse ser uma dificuldade, mas não está sendo. As vendas estão crescendo a cada dia”, contou Rafael sobre a maratona. “Estamos em uma correria absurda”, afirmou. Imaginamos, ?

Além das festas, ainda haverá uma área gastronômica no espaço (Foto: Reprodução)

Além das festas, ainda haverá uma área gastronômica no espaço (Foto: Reprodução)

Por fim, com a animação lá no alto, o promoter disse que, para os próximos dias, deseja que a alegria e o otimismo de todos nós prevaleça em cada dia das Olimpíadas do Rio de Janeiro. “Eu espero que, quem estiver aqui no Rio, esqueça um pouco os problemas políticos e financeiros pelos quais a gente vem passando. Já que estamos aqui e tudo já começou, que aproveitemos a cidade e curtamos as Olimpíadas. É um momento único que o Brasil nunca teve e, pelo menos enquanto estivermos vivos, acho que nunca mais vai ter, ainda mais no Rio. Na minha opinião, a gente tem que levar alegria para a galera e uma experiência boa para todos os nossos convidados”, exclamou. Que comecem os jogos, leitores!

 

Pesquisas relacionadas