Gente & Comportamento

Eliane Giardini fala sobre o futuro do filme A Fera Na Selva e revela sua próxima personagem na novela das 9h

Nas telinhas, a atriz viverá a esposa perfeita de um juiz corrupto

Publicado em 03/10/2017 | Por Ana Clara Xavier

Uma verdadeira peça de teatro nas telonas foi a proposta dos diretores Paulo Betti, Eliane Giardini e Lauro Escorel no filme A Fera Na Selva. Com um viés mais contemplativo, o longa se distancia de qualquer blockbuster para trazer uma arte mais reflexiva que questiona a forma humana de lidar com o dia a dia. A ideia para este longa, que concorreu a prêmios no Festival de Cinema de Gramado, saiu da leitura de Eliane do livro de Henry James. “Quando li, aquele sentimento me acompanhou, foi muito impactante”, contou a atriz. A inquietação se deve ao fato da trama discorrer sobre a espera que nos impede de viver o presente, característica que ela confessou ter. “O longa me toca em uma questão que é da natureza humana que é a expectativa de que algo vai acontecer. Nunca o que estamos vivendo neste momento é importante. Estamos sempre esperando alguma coisa como uma estreia ou um trabalho especial que vai te diferenciar no mercado e na vida. Esta história, neste aspecto, é absolutamente universal”, confirmou. Estas questões são levantadas, principalmente pelo personagem masculino interpretado pelo Paulo Betti o que fez Eliane se identificar mais com este papel do que com o seu próprio.

Apesar de trazer um assunto que, segundo a atriz, é universal, o set de filmagens foi na cidade do interior de São Paulo, Sorocaba. O local foi muito importante para Eliane e Paulo pois foi onde os dois nasceram e se conheceram. “Escolhemos aquele local por questões afetivas e de patrocínio que no final acabaram sendo a união perfeita. Mas mesmo sendo filmado no interior, ele consegue entregar o papel da universalidade que estamos buscando”, sugeriu Eliane.

Os diretores Eliane Giardini, Lauro Escorel e Paulo Betti apresentam o filme no Festival de Cinema de Gramado (Foto: Edison Vara)

Agora, a atriz se prepara para o início das gravações da nova novela das 9h, no horário nobre da rede Globo. Em O Outro Lado Do Paraíso, Eliane fará uma personagem que, com certeza, não tem nada a ver com ela. “Serei a mulher de um juiz bastante corrupto, interpretado por Luís Melo. Juntos nós teremos dois filhos. Ela é uma pessoa completamente perfeita, uma verdadeira dondoca que educou os mais novos para viverem em um mundo cor de rosa. Inclusive, ela se veste toda de rosa e azul claro. É a esposa perfeita que cozinha para o marido em um universo paralelo do século XIX, porque parece que ela vive em outra época. É a famosa bela, recatada e do lar”, brincou a atriz.

Eliane posa para foto com fãs (Foto: Edison Vara)

Mas o mundo cor de rosa desta personagem não durará por muito tempo. Os preconceitos aparecerão nesta mulher que aparenta ser tão perfeita. “O mundo desta mulher se vê abalado quando o filho se apaixona pela empregada, a personagem da Érika Januza, uma negra belíssima. Ela entra em um conflito interno porque descobre várias falhas dentro de si mesma por se descobrir racista e homofóbica”, explicou.

Na trama, com Eliane fazendo a esposa de um juiz corrupto, temas de cunho político para debate não faltarão. Devido ao momento em que estamos passando, a atriz acredita que será muito fácil compor esta personagem. “Fazer a esposa de um político acredito que será muito fácil porque existe muitas pessoas em quem me espelhar. Não pensei em ninguém específica para me inspirar. No entanto, a novela em si terá muitas situações que lembrarão coisas que nós já vimos e estamos vendo. Ideias que já se tornaram, inclusive, memes”, contou.

Pesquisas relacionadas