Gente & Comportamento

Em drama libanês, Marieta Severo volta a brilhar nos palcos

Atriz e grande elenco vêm lotando o Teatro Poeira com 'Incêndios'

Publicado em 30/10/2013 | Por Heloisa Tolipan

Marieta Severo não erra. A atriz escolhe bem seus papeis na telinha, na telona e (claro, como deixar de fora?) nos palcos. Apesar de ainda estar surfando no sucesso estrondoso do hit-teatral ‘As centenárias’, escrito por Newtown Moreno e dirigido por Aderbal Freire-Filho, em 2007, Marieta já é protagonista de outra produção com ares de blockbuster-da-ribalta.

Foto: Leo Aversa - Crédito obrigatório.

‘Incêndios’, drama escrito pelo libanês Wajdi Mouawad, em 2003, e já montado em diversos países ao redor do mundo – além de ter sido adaptado para o cinema, com o elogiado filme homônimo, dirigido por Denis Villeneuve -, é a peça que Severo escolheu (a dedo!) para retornar aos palcos cariocas.

Em cartaz desde 20 de setembro, no charmoso Teatro Poeira, em Botafogo, ‘Incêndios’ gira sua trama ao redor da árabe Nawal, vivida por Marieta, cuja vida é entrecortada por anos de uma guerra civil. Em exílio voluntário no Ocidente, a protagonista morre e deixa em seu testamento uma missão nada fácil para seu casal de filhos (vividos por Felipe de Carolis e Keli Freitas): encontrar seu pai e um irmão perdido.

Para comandar a majestosa encenação, ninguém mais apto que Aderbal Freire-Filho, responsável por sucessos da cena carioca como ‘Hamlet’ (2008) e ‘O Púcaro Búlgaro’ (2006). Com um elenco de peso, que ainda incluiu os nomes de Márcio Vito, Kelzy Ecard, Fabianna de Mello e Souza, Isaac Bernart e Julio Machado, a peça vem lotando suas apresentações, sem exceções, e deixando espectadores emocionados.

Foto: Leo Aversa - Crédito obrigatório.

 

Com data definida para fincarem terreno no Teatro Poeira, dá para conferir a imperdível montagem de ‘Incêndios’ até 22 de dezembro. Depois disso, a turma deve rumar para São Paulo, onde a nova empreitada de Marieta (que produz o espetáculo ao lado dos atores Felipe de Carolis, Pablo Sanábio e da produtora Maria Siman) deve continuar seu triunfo. Evoé!

Por Victor Gorgulho

Pesquisas relacionadas