Gente & Comportamento

Dr. Gabriel Basílio fala da importância de se estar atento aos sinais da pele

"Devemos ficar atentos a todas essas manchas, porque algumas delas podem esconder ou se tranformar em um câncer de pele, que, geralmente são lesões mais escurecidas, com alguma ferida que nunca sara e com as bordas irregulares", afirmou o cirurgião plástico em sua coluna quinzenal no site HT

Publicado em 29/01/2019 | Por Junior de Paula

*Por Dr. Gabriel Basílio

É muito importante ficar atento às características das suas manchinhas de pele, sejam elas de nascença, adquiridas e principalmente aquelas que se transformam com o tempo. A gente sabe que tem algumas manchas, que são as famosas pintas, que nascem com as pessoas e são totalmente benignas. Tem outras que são provocadas pelo envelhecimento da pele e ainda as que são provocadas pela exposição solar e outras que surgem por determinadas características raciais. Então, devemos ficar atentos a todas essas manchas, porque algumas delas podem esconder ou se tranformar em um câncer de pele, que, geralmente são lesões mais escurecidas, com alguma ferida que nunca sara e com as bordas irregulares.

Existe o método minemonico, que a gente fala de A, B, C e D, quanto à coloração, ao diâmetro, à forma, ao tipo de úlcera ou não. Com isso, a gente pode mensurar ou predizer a chance de alguma pinta se malignizar. Além de tudo, os cânceres de pele são muito previniveis hoje em dia a partir do uso do protetor solar e do mapeamento com dermatoscopia manual ou digital, exames esses em que a pessoa pode acompanhar as suas manchinhas com um cirurgião plástico, dermatologista, a fim de evitar o aparecimento de um câncer mais sério.

Fora o fator estético, que muitas dessas manchas, principalmente no rosto das mulheres, tem a ver com a exposição solar e a exposição a aguns tipos de hormônio, tipo o estrogênio, como os melasmas, e podem ser evitados, dando um aspecto mais fresco, jovial e tratado na pele. É muito bom quando a gente vê uma pessoa que trata da pele e ainda pode se expor ao sol com os cuidados necessários.

Dr. Gabriel Basílio (Foto: Marcio Farias)

Evitar o sol nos horários mais quentes, de 10h às 16h. Hoje em dia, no horário de verão, a gente pode curtir o sol até 20h da noite, então vá para a praia depois das 16h ao final do expediente, ou bem cedinho para fazer uma caminhada, utilizando sempre o protetor solar e uma viseira. Temos roupas tecnológicas hoje com proteção UVA e UVB, que têm uma camada de proteção solar grande. Então, não temos desculpa para não botar a cara no sol de maneira protegida. Assim, podemos ter uma vida saudável e sempre monitorando e acompanhando as manchinhas e tratando delas com o médico responsável.

Leia também: Focado em exaltar o lado humano da cirurgia plástica, dr. Gabriel Basílio é focado em operação craniofacial e acredita na experiência da profissão: “Uma carreira precisa ser construída”

Contato: dr. Gabriel Basílio

Telefone: (21) 2286-1692
Facebook: clique aqui
Instagram: @drgabrielbasilio

Pesquisas relacionadas