Gente & Comportamento

Dr. Gabriel Basílio, em sua coluna no site HT, desmistifica a cirurgia plástica masculina, que quadruplicou nos últimos anos

Os três procedimentos mais pedidos por eles são a lipoaspiração, a cirurgia das pálpebras e ginecomastia. As operações estéticas ainda sofrem muito preconceito no meio. "Isto vem muito da cultura do machismo, mas o corpo dos homens está sendo muito explorado. A gente vive em um momento que a cultura da beleza aumentou para eles", afirmou

Publicado em 22/05/2018 | Por Ana Clara Xavier

Os homens estão cada vez mais adeptos das cirurgias plásticas. Entre 2009 e 2014, o número de operações quadruplicou passando de 72 mil para 276 mil, de acordo com uma pesquisa feita pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, SBCP. “A gente vive em um momento no qual a cultura da beleza aumentou também para o gênero masculino e existe uma tendência mundial à valorização de uma vida saudável, sendo assim, o cirurgião plástico acaba entrando dentro deste fator de bem-estar e estética. Acho que esta consciência faz com que os homens desmistifiquem cada vez mais isto. Ao mesmo tempo, vivemos em um momento de liberdade, no qual estes assuntos são muito mais aceitos”, afirmou o doutor Gabriel Basílio. De acordo com o mesmo, os procedimentos mais pedidos por estas pessoas são a lipoaspiração, a cirurgia das pálpebras e ginecomastia.

Leia também: Focado em exaltar o lado humano da cirurgia plástica, dr. Gabriel Basílio é focado em operação craniofacial e acredita na experiência da profissão: “Uma carreira precisa ser construída”

O doutor Gabriel Basílio busca passar confiança e credibilidade para os seus pacientes (foto: Sergio Baia)

Esta aceitação começou aos poucos. Os homens, geralmente, chegam ao consultório através do incentivo de suas parceiras ou para fazer pequenos procedimentos como preenchimento, botox e laser. “Quando eles começam a conhecer o assunto e percebem que não tem nada demais, ou seja, que não vão perder a sua masculinidade por fazer uma cirurgia, passam a fazer mais coisas”, afirmou. A partir disso, os pacientes também se tornaram adeptos de operações como lipoaspiração e cirurgia de pálpebras. Mesmo assim, o doutor ainda percebe em seu consultório uma tentativa de evitar falar sobre este assunto para os outros. “Isto vem muito da cultura do machismo, mas o corpo masculino está sendo muito explorado. Todo mundo quer ir para a praia no verão e exibir um físico bonito”, explicou. Para tentar desmistificar este universo, Gabriel procura ser o mais transparente possível. “O ramo de cirurgias plásticas está muito bem estabelecido na medicina e não consigo dividir entre estético e reparador. Quando converso com os meus pacientes não preciso falar muito para eles entenderem que não é algo fútil”, completou.

Leia também: Entre bisturis e consultas, o cirurgião plástico Alessandro Martins se destaca pela sensibilidade com os pacientes e cuidado com a carreira acadêmica: “O nosso ofício é tratar de pessoas como um todo”

A lipoaspiração masculina segue o mesmo princípio da feminina (Foto: Divulgação)

A primeira cirurgia mais pedida no consultório do doutor Gabriel é a lipoaspiração. Os homens perderam o preconceito sobre esta operação e a enxergam como a possibilidade de tirar gorduras localizadas. “Eles entendem que o objetivo não é o emagrecimento, diferente de algumas mulheres que ainda fazem insistindo neste ponto. Na verdade, a lipo é para pessoas magras e que, mesmo com uma atividade física adequada, não conseguem resolver esta parte estética”, recomendou. A ginecomastia também é uma das mais requisitadas. “Alguns corpos desenvolvem muitas glândulas mamárias, o que deixa o físico um pouco aparente do feminino. Esta espécie de ‘peito’ acaba gerando constrangimentos, o que é uma das principais queixas. Isto pode acontecer por algum transtorno endócrino, principalmente na puberdade por descompasso hormonal, por hormônio exógeno ou por doenças hepáticas e endócrinas em pacientes mais velhos”, explicitou. Nesta operação, são feitas pequenas aberturas em volta da auréola para retirar um pouco do excesso de gordura. E, juntamente com este procedimento, pode ser feita uma lipo para deixar mais harmonioso.

Por último, os olhos, como já foi comentado aqui, são um dos principais fatores de envelhecimento da face masculina e por isso eles pretendem corrigir através da cirurgia das pálpebras, uma das mais requisitadas. Apesar de ser uma operação tranquila, um dos maiores erros médicos que podem ser feitos neste procedimento é deixar a face um pouco feminilizada, se este não for o intuito do paciente. “Cirurgia plástica é uma ciência. O corpo masculino é diferente do feminino, por isso é preciso respeitar certas características e fazer adaptações técnicas para cada um”, comentou. O rosto masculino é mais quadrado, tem um queixo mais largo e a região que vai das sobrancelhas até a boca é mais predominante. Enquanto a mulher é mais redonda, macia e angulada, o homem é mais quadrado e possui proeminências mais ressaltada”, enumerou.

Além destas, existem nichos de pacientes nos quais determinada operação é mais comum, como é o caso da abdominoplastia em pós-bariátricos. Antigamente, os homens continuavam com o excesso de pele por preconceito. “Temos, inclusive, algumas celebridades que fizeram isto recentemente. O número de homens que procuram esta cirurgia aumentou muito porque o percentual de gente que se submete à redução de estômago também cresceu. Nestes corpos, fazemos uma verdadeira reconstrução já que há muita pele e gorduras localizadas que precisam ser retiradas”, explicou. Também há uma procura muito grande por prótese de peitoral e de panturrilha.

Leia:Cirurgião plástico de renome, Dr. Gabriel Basílio fala sobre uma de suas especialidades: tratamento, protocolo e segmento das crianças que nascem com lábio leporino e fenda palatina

De maneira geral, as prevenções para evitar estas cirurgias são bem básicas. O homem pode apostar em dermocosméticos, atividades físicas, qualidade de sono e alimentação. De qualquer forma, não são cirurgias complicadas na medicina atual. “Tomando os cuidados pré-operatórios, fazendo uma cirurgia segura em um hospital capacitado com um cirurgião plástico certificado pela sociedade brasileira, ter uma anestesia cuidadosa e seguindo as regras do pós, estes procedimentos estéticos são muito tranquilos. Em uma cirurgia de pálpebras, lipoaspiração e ginecomastia, o paciente se recupera em 30 dias”, comentou.

Contato: dr. Gabriel Basílio

Telefone: (21) 2286-1692
Facebook:
clique aqui
Instagram: @drgabrielbasilio

Pesquisas relacionadas