Gente & Comportamento

Daniel Oliveira vai lançar disco inspirado em processos cinematográficos e em suas vivências de mundo: “Várias são para a Sophie Charlotte”, comentou

O ator aproveitou para tirar umas férias e divulgar os seus últimos filmes e dublagens. Com o tempo livre, ele está trabalhando neste álbum que ainda não tem previsão de lançamento. Em entrevista para o site HT, ele ainda falou sobre as fake news, eleições de 2018 e a corrupção no Brasil

Publicado em 07/05/2018 | Por Ana Clara Xavier

Daniel Oliveira está cheio de projetos interessantes na manga. O ator tirou férias para se dedicar à divulgação do filme Aos Teus Olhos, de Carolina Jabor, e do documentário da BBC Planeta Azul II, que ele dublou. Enquanto isto, está focado na montagem de sua primeira empreitada profissional no mundo da música. Depois de provar que tem muito talento ao interpretar o Cazuza no filme inspirado na obra do cantor, o artista está produzido um disco, chamado Cine Música Particular, sobre as suas realizações no campo cinematográfico. “As canções falam sobre vários temas e, às vezes, tem até ligação com longas que fiz”, comentou. Entre o tapete vermelho e a confecção do álbum, ele está se concentrando em fazer exercícios físicos treinando boxe, que é uma luta que pratica há 10 anos.

Sophie Charlotte no lançamento de Aos Teus Olhos ao lado do marido e protagonista do longa, Daniel Oliveira (Foto: AGNEWS)

As composições foram escritas pelo ator e não deixam de ser autobiográficas. O nome do disco, inclusive, dá uma boa dica de onde saíram as inspirações. “Isto começou em A Festa Da Menina Morta, de Matheus Nachtergaele, quando compus uma música que levou, até mesmo, o título do filme e ainda entrou na trilha. Foi a primeira canção que gravei com o Eduardo Bid Lopes, também, que é o atual produtor do disco. Desde então, eu participava de montagens e escrevia”, explicou.  Daniel ainda pretende gravar mais uma canção antes de fechar a produção. Mas a maioria já foi mixada e editada, só falta ser masterizado.

Ao todo, foram escritas 17 canções, mas cerca de cinco ou sete deverão ficar de fora do LP. No entanto, todas podem ser ouvidas nos shows que ele irá fazer ou na internet pelo YouTube. “Cada uma terá um clipe próprio e será dirigido a uma pessoa com quem já trabalhei. Neste barco, tem inclusive músicas para a Sophie Charlotte. Na verdade várias são para ela, mas tem uma em específico que se chama Mulher Infinita. O vídeo deste tema será dirigido pela Carolina Jabor e, obviamente, a minha esposa estará. A vida e a arte estão muito misturadas”, explicou.

Daniel ainda não tem uma previsão de quando vai sair o CD (Foto: Estevam Avellar/ TV Globo)

Cine Música Particular é o primeiro disco que rapaz está produzindo profissionalmente. Isto porque ele já havia gravado um álbum antes quando era mais novo. “Tive uma banda chamada Pedras para Moer. No entanto, este disco meu tem uma roupagem mais profissional, porque nesta época do conjunto nós gravávamos tudo em um estúdio de um parceiro meu. Era bem informal”, informou.

Enquanto o CD não fica pronto, o ator está anunciando alguns filmes que fizeram parte da inspiração deste disco. Um deles é o longa Aos Teus Olhos que fala sobre temas muito atuais como a grande repercussão nas redes sociais e a quantidade de julgamentos e notícias falsas que são veiculadas. “Precisamos ter uma inteligência e uma grande investigação para não consumir as fake news. As pessoas necessitam olhar outras fontes e não acreditar em tudo de cara. Isto tem que vir de cada um”, comentou. Este tema, para o ator, é ainda mais preocupante com a chegada de um ano de eleições. “Acho condizente existirem polícias nacionais e internacionais para investigar este tema. Se isso não acontecer é possível ocorrer manipulação nas eleições, como aconteceu no caso dos Estados Unidos. É muito louco porque não sabemos mais se nós somos quem está pensando aquilo ou se já foi algo implantado na nossa cabeça. Tem que desconfiar de tudo”, sugeriu.

O ator considera ser necessário pesquisar muito antes de selecionar qualquer candidato, principalmente, após os constantes escândalos de corrupção. “Nós só precisamos de esperança, porque pelo amor de Deus… O quadro atual é desesperador. O que a gente vê e assiste nos noticiários, lê nos jornais e nas mídias sociais é um verdadeiro pântano político. Acho que, hoje em dia, a internet é importante para furar o bloqueio da grande mídia para conseguir enxergarmos lados diferentes da história. Acho que vamos sair disso. Temos que sair. Ainda vejo luz no final do túnel”, considerou.

Pesquisas relacionadas