Gente & Comportamento

Da livraria para o palco, Artur Xexéo adapta biografia de Hebe Camargo para virar musical dirigido por Miguel Falabella: “Ele está me ajudando demais”

No entanto, no novo formato, a vida da apresentadora será contada de forma resumida. Como apontou o jornalista, no teatro, a trajetória de Hebe terá menos personagens e apenas um olhar sobre as passagens. "Não é um documentário, é um espetáculo musical"

Publicado em 07/08/2017 | Por Julia Pimentel

São 83 anos de muita arte, brincadeira, talento e selinhos. Este é o enredo do musical sobre a vida de Hebe Camargo que está sendo produzido em São Paulo. Como parte de um projeto que visa eternizar culturalmente a trajetória da apresentadora, Artur Xexéo agora tem missão de transformar sua biografia sobre a loura em um musical dirigido por Miguel Falabella. Como contamos por aqui, a produção, que irá estrear em outubro deste ano em São Paulo, está em busca do elenco que dará corpo e voz à história de Hebe.

Leia também: Com Miguel Falabella na direção, produtores buscam artistas para o elenco do musical sobre a vida de Hebe Camargo. Saiba como se inscrever!

Para o papel principal, o super time que comanda os bastidores do musical procura por atrizes-cantoras que tenham o humor natural da apresentadora. Mas Artur Xexéo reconheceu que, antes mesmo de começar as audições, esta não será uma missão nada fácil. “Tem que ter a personalidade da Hebe. Só que nós sabemos que vai ser difícil porque nós contamos sobre a vida dela em diferentes períodos da vida. Então, eu tenho a impressão que serão necessárias várias Hebes”, adiantou Xexéo que, nesta adaptação para o teatro, está precisando reescrever sobre a história da apresentadora.

Depois da biografia em forma de livro, Artur Xxéo se prepara para contar vida de Hebe como musical (Foto: Reprodução)

Diferente da biografia sobre Hebe que o jornalista assinou, o espetáculo musical não terá a pluralidade de personagens e passagens que as páginas literárias possuem. “Para o teatro, eu estou tendo que reduzir um pouco do que eu conto no livro. Não é um documentário, é um espetáculo musical. Ou seja, por isso, eu não posso usar todos os personagens que eu imaginava e gostaria. Tudo precisa ser reduzido e nós temos que nos limitar a apenas um olhar sobre a vida dela. Então, a biografia fica sendo bem mais ampla e completa do que o musical será”, explicou Xexéo que, para isso, está tendo o super apoio do experiente diretor Miguel Falabella. “O tempo todo o Miguel lê, me liga, explica e me orienta em alguns pontos. Ele está me ajudando demais”, contou.

Mas, se no espetáculo musical Artur Xexéo está enxugando a história de Hebe Camargo, em seu livro, o jornalista se deleitou nas longas páginas biográficas. Aliás, desde que lançou, a obra é sucesso nas livrarias brasileiras. Para a alegria do autor, a biografia de Hebe Camargo é unanimidade. “Eu estou amando. Desde que lançamos, há doze semanas, ele está na lista dos dez mais vendidos. Fora que a reposta das pessoas foi muito boa. Todos os comentários que eu recebi foram elogiosos e animadores”, disse Xexéo que, além da satisfação pessoal, apontou o sucesso de vendas em tempo de crise. “Mas também, o livro não é caro, não. Custa só R$ 30”, brincou.

Desde quando lançou o livro, a biografia de Hebe Camargo está entre os dez mais vendidos (Foto: Reprodução)

No entanto, diferente da bagatela literária, o musical sobre Hebe Camargo não será uma produção barata. Mesmo assim, Artur Xexéo não acredita em empecilhos para o projeto. Para ele, mesmo sem dinheiro, a cultura brasileira não pode estacionar. “Um musical como o da Hebe demanda uma super estrutura e precisa de patrocínio e de leis de incentivo à cultura. Mas eu estou com outro musical em cartaz, sobre a história da Dalva de Oliveira e do Herivelto Martins, que foi feito sem um tostão. E isso não impactou em nada na qualidade. É um espetáculo maravilhoso. Então, eu acho que o mais importante somos nós continuarmos produzindo. Nós não podemos parar. A única forma de ultrapassar a crise é se alimentando de cultura”, argumentou o jornalista que, além deste mergulho na vida de Hebe Camargo, também está com a versão nacional do espetáculo “A Little Night Music” para assinar.

 

Pesquisas relacionadas