Gente & Comportamento

Camarote da BOA: Sabrina Sato elege o melhor da Sapucaí, Preta e Ludmilla dominam e a gordelícia Mariana Xavier surpreende!

Atriz global, que ficou conhecida pela versão cinematográfica de "Minha mãe é uma peça", mostra com quantos paus se faz uma canoa no palco, mas é João Côrtes, o ruivo do comerciais da Vivo que, endiabrado, sintetiza a presença dos famosos na avenida!

Publicado em 17/02/2015 | Por Alexandre Schnabl

Para Sabrina Sato, uma selfie e um copo d’água não se nega a ninguém. Presente pelo segundo dia no Camarote da BOA, nesta segunda-feira (16/2), ela se mostrou incansável, dada a quantidade de tietes pedindo para tirar fotosao seu lado. Dessa vez, a apresentadora não desfilou e nem estava vestida de cisne negro na Avenida, mas assumiu a coroa na cabeça, criada por Henrique Filho, revelando sua soberania na Sapucaí. E, entre tanto agito, posou para cliques ao lado da musa do espaço neste ano, Juliana Paes, subiu ao palco para dançar com Preta Gil e até deu um chamego no diretor Jorge Fernando. E mais: a bela ainda encontrou tempo para dar ao HT, com exclusividade, seu veredicto sobre o Top 3 das escolas de samba esse ano: “Bom, a Vila Isabel veio linda – e não foi porque eu vim de madrinha não. Ela estava um absurdo. Mas amei o Salgueiro e aquela comissão de frente e abre-alas da Grande Rio, com a Alice, Rainha de Copas, Chapeleiro e Lebre Maluca. Tá tudo tão lúdico esse ano!”, contou.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Mas o amor está no ar e assim prevaleceu nesta noite de brilho. Se Sabrina, entre tantas coisas para ver, se entregava vez por outra aos carinho do eleito João Vicente de Castro, nos três andares do camarote casais externaram a paixão, provando que quem é pé-frio mesmo é Chace Crawford, o galã de “Gossip Girl“, que, na noite anterior, não conseguiu fisgar Bruna Marquezine. Antonia Fontenelle e Jonathan Costa se entregaram ao beijo apaixonado, Sheron Menezzes e Saulo Bernard reafirmaram suas preferências em ósculo antes e depois de ela sair do espaço para desfilar na Portela. Já Daniel Oliveira e Sophie Charlotte, foliã de mão cheia, demonstram que nada como um festão para solidificar uma relação. E Cássio Reis e Fernanda Vasconcellos voltaram às boas depois de um rompimento de três semanas e de ele ter curtido o primeiro dia de Avenida lindo, leve e solto.

Este slideshow necessita de JavaScript.

No terceiro andar, o palco incendiou com a dupla Preta Gil e Ludmilla. Incansável, Preta deu a receita para tanta disposição incondicional no carná: “Nem é alimentação nem nada, muito menos sono, porque nessa época a gente não dorme. É muita paixão. É isso que faz a gente tocar adiante durante a folia”. Em volta, o público se refastelava na base dos potinhos de açaí da Bibi Sucos, uma das iguarias mais disputadas no camarote.

Quem esteve lá, vai guardar a noite na cabeça, com direito a Klebber Toledo interrompendo para tirar selfie ao lado de Preta, mostrando que é astro, mas sabe ser fã de carteirinha. Felizmente, sem pau de selfie, item apelidado pelos maldosos no camarote como o novo santo antonio, alcunha dada àqueles mastros que vêm acoplados nos queijos dos carros alegóricos e nos quais segura (para não perder o equilíbrio) aquela rapaziada que desfila lá em cima, toda ornamentada e arrematada com o peso do esplendor. Sim, o pau de selfie deve ter sido o acessório mais vendido nesses dias…

Toledo e Preta Gil: até astro pode ser fã (Foto: Agnews / Divulgação)

Toledo e Preta Gil: até astro pode ser fã (Foto: Agnews / Divulgação)

Além de Sabrina, Juliana Paes subiu ao palco durante o show de Preta e revelou sua malemolência. E Mariana Xavier foi grata surpresa, chamada ao palco para exibir seus dotes de dançarina juramentada. HT conversou com a atriz após sua arrebatadora performance e ela foi diretíssimo ao ponto: “No final dos anos 1990 fui dançarina e professora de lambaeróbica. Nem desconfiava, não é, criatura?!? Nessa época, eu já atuava, mas estava meio afastada da profissão e havia embarcado na dança. Ia até para Salvador com frequência me apresentar por lá. Foi antes de virar gordelícia. Tinha 15 anos e 30 quilos a menos, e 8 dentes a mais, porque isso foi anterior a arrumar minha vida no dentista, hahaha!”, brinca a menina, em clima de carnaval. E ainda deu uma palinha sobre o que está por vir: “Estou treinando sotaque paulista. Venho na próxima novela das sete como uma periguete da favela, uma menina babadeira que toca o terror na comunidade. O meu pai, vivido pelo José Dumont, nem desconfia o quanto apronto”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O icônico gari da passarela, Renato Sorriso, foi outro que se divertiu horrores. Quase no final da noite, durante a passagem da Unidos da Tijuca, dançou com Sheron Menezes num improviso que chamou a atenção dos cinegrafistas. E ainda resolveu ensinar a louríssima top modelo Barbara Berger a sambar. A moça bem tentou, enveredou por uns passinhos, mas acabou desistindo, já que sua levada é o catwalk. Melhor nem insistir. Tudo rolou sob o olhar atento da mulher de Renato, mas este confessou que, se Barbara voltasse, continuaria com as lições de samba no pé: “A arte e a música unem as pessoas de todas as tribos. Essa é a beleza do carnaval!”.

Renato Sorriso: no final, nem Sheron nem Barbara Berger, quem ele leva para a casa é a patroa (Foto: Divulgação)

Renato Sorriso: no final, nem Sheron, nem Barbara Berger, quem ele leva para a casa é a patroa (Foto: Divulgação)

Por falar na turma da moda, outra top, Michelli Provensi – fina integrante da inteligetsia fashion – estava animadíssima, mas prestava atenção em tudo e em todos. HT perguntou se ela estava pensando no carnaval como material para algum livro, depois do sucesso da sua primeira empreitada literária, “Preciso rodar o mundo – Aventuras surreais de uma modelo real” (Editora Da Boa Prosa). “Não, ainda estou por conta daquela ficção sobre os bastidores da moda e a vida de modelo, mas estou quase acabando esse”, contou. Mas, se Mimi (como é chamada em alguns círculos) se encarregava de adicionar estilo com tutano na Sapucaí, outra modelo, Caroline Bittencourt, se encarregava de dar vazão à sua porção-fetiche fashionista, trajando um sumaríssimo item que, pela cara de todos à sua volta, se revelou o grande mistério da noite: shortinho ou hot pants, meu amor?

E, fechando o segmento moda na Sapucaí, o estilista André Lima contou seus planos, após ter encerrado as atividades ano passado: “Estou por conta de uma nova marca que anda a pleno vapor e será lançada pela Hope. É uma grife de fitness e a moda praia, e estou muito feliz, porque foi duro terminar a minha grife. O governo não nos ajuda em nada, é proibitivo investir em moda no nosso país. Cheguei a ter 100 funcionários, uma doideira. Mas agora estou nesse novo projeto e isso está me dando alento”.

Sobre seu fabuloso acervo de luxuosíssimas criações ao longo das edições da SPFW, André conta que se desfez de 700 peças, muitas delas de desfiles: “Doei tudo para instituições nas quais acredito: Universidade do Pará, Anhembi-Morumbi, FAAP e até para o MAR – Museu de Arte do Rio. O acervo de moda deles é praticamente todo meu, mas tem um figurino fantástico usado por Josephine Baker nos anos 1930, quando ela esteve no Rio”.

Linda de doer, Bárbara Evans era só orgulho em relação á presença da mãe, Monique Evans, de volta à passarela do samba: “Me enchi de orgulho vendo ela, ontem, na Mocidade, lá em cima do carro alegórico. Justo ali, na escola onde minha mãe se fez e onde se praticamente criou o termo rainha da bateria”.

Barbara Evans: orgulho de mãe (Foto: Divulgação)

Barbara Evans: orgulho de mãe (Foto: Divulgação)

Já a Helô Pinheiro, a eterna Garota de Ipanema, HT perguntou o que ela achava de certa popularização do bairro que lhe rendeu fama nos anos 1960: “Ah,.  a fila anda, os costumes se modificam, os mitos ficam com aura de passado. São eternos, mas sempre haverá mudanças que não permitem que se volte atrás, sejam elas para o bem ou para o mal. Agora soube que até Casa do Biscoito existe na Visconde de Pirajá. Reflexo dos novos tempos!”

HelÔ Pinheiro: para a Garota de Ipanema, o bairro que lhe rendeu fama anda que nem fila, à revelia de Tom e Viniicus (Foto: Divulgação)

HelÔ Pinheiro: para a Garota de Ipanema, o bairro que lhe rendeu fama anda que nem fila, à revelia de Tom e Viniicus (Foto: Divulgação)

Mas, entre todos os presentes, um jovem ator se revelou com o diabo no corpo: João Côrtes, 19 anos e mais conhecido como ruivo dos comerciais da Vivo, recém-contratado da Globo. Direto da folia de Salvador, aterrissou no Sambódromo e saracoteava como se não houvesse amanhã, posava ao lado de mulherões como Simone Soares e enlouquecia Giovanna Lancelotti na área aberta do camarote. Bem ali do lado, Rodrigo Simas já apresentava sinais de cansaço e estava para lá de Marrakesh, mas o primeiro se divertia como se tivesse acabado de descobrir o mundo, e muito provavelmente era essa a questão. Perguntado sobre o que estava achando da noite, ele deu a resposta que é a tônica da Sapucaí: “È muitooooo boooooom!”

O ruivíssimo João Côrtes posa ao lado de Simone Soares, levando a vida em rosa choque (Foto: Agnews / Divulgação)

O ruivíssimo João Côrtes posa ao lado de Simone Soares, levando a vida em rosa choque (Foto: Agnews / Divulgação)

Confira quem passou por lá (Fotos  Agenews / Divulgação): 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Pesquisas relacionadas