Gente & Comportamento

#Atitude50: Kika Gama Lobo conta como combater os males da menopausa com acupuntura

Nossa colunista conta sobre uma sessão com a terapeuta Glaucia Paiva: " A vertente que ela utiliza combina aromaterapia com as agulhas e – ao espetá-las no corpo todo, mas sobretudo no abdome – provoca uma reenergização completa do corpo feminino", explica Kika

Publicado em 06/09/2018 | Por Junior de Paula

*Por Kika Gama Lobo

Agulhadas contra calores, irritabilidade, insônia, falta de libido. Acredita nisso? Pois é, já tinha ouvido falar – por mais de um especialista em geriatria, que a acupuntura é um importante tratamento no combate aos males da menopausa. Corri. Marquei uma consulta e lá fui ao consultório da terapeuta Glaucia Paiva, no Centro. Formada em Psicologia pela Gama Filho, especialista em Acupuntura, Eletroacupuntura e Medicina Tradicional Chinesa pela ABACO, pós-graduada em Acupuntura Clínica e Racionalidade da Medicina Tradicional Chinesa pela Faculdade São Judas Tadeu e Certificada em Koryo Sooji Chim pelo Koryo Hand Acupuncture Institute da Coréia do Sul, tive ótimas referências de seu trabalho.

Terapeuta Glaucia Paiva (Foto: Divulgação)

A sessão começa com uma longa anamnese, de 1 hora e meia, que claramente utiliza das técnicas da psicoterapia. A vertente que ela utiliza combina aromaterapia com as agulhas e – ao espetá-las no corpo todo, mas sobretudo no abdome – provoca uma reenergização completa do corpo feminino. Em duas aplicações, o fogacho já diminui, mas, as queixas da mulherada vão muito além disso. Depressão, cansaço, falta de libido são as maiores reclamações, que pendem para a insônia, para variações de humor, porém muitas mulheres não encaram de fato esse período de suas vidas de maneira natural. “É como uma placa: ENVELHECI. E elas não estão preparadas para lidar, conversar, passar ou enfrentar essa fase importante e cada vez mais duradora da vida da mulher madura”, comenta Glaucia.

Todo o incômodo começa com uma desânimo que vem acompanhado de um cansaço crônico. Essa mulher acaba associando esse downgrade em seu corpo à fatores apenas emocionais e quase nunca associa à falta de hormônio e – quando de fato é confirmado o diagnóstico da queda hormonal – ela entra em um grande túnel e quando sai (se sai), está mais gorda, desmotivada e com medos. Muitos medos. “Há um estrago imenso na qualidade de vida feminina nesta primeira redução hormonal, mas o pior é a falta de informação. É quase um tabu falar sobre a menopausa” expressa Glaucia que é a favor de combinar – grosso modo – os óleos de gerânio com amêndoa – comprovadamente estímulos à produção hormonal feminina. Depois da terceira ou quarta sessão, essa mulher se abre mais.

Fala de seu dia a dia e da verdadeira prisão na qual vive, muitas vezes fruto de um não mergulho em si. E assim, em meio as agulhadas, um novo universo se abre para ela. E através das redes sociais e de artigos como esse MEU TESTEI, a mulher madura começa a conhecer o trabalho terapêutico da acupuntura para atenuar os devastadores efeitos do climatério. Vale a pena testar…

SERVIÇO
TERAPEUTA GLAUCIA PAIVA
Agendamento por telefone: 21 – 99313-7202
Atendimento na Rua Uruguaiana 10 sala 2302
Metrô: carioca (prédio em frente ao Largo da Carioca)
www.terapeutaglauciapaiva.com.br
Instagram: @terapeuta.glauciapaiva
Valor da sessão: R$120,00
Ideal 2 meses de tratamento, uma vez por semana

Pesquisas relacionadas