Gente & Comportamento

Amiga e fã de Lino Villaventura, Claudia Raia acompanha da primeira fila desfile do estilista na SPFWN44 e destaca posição de resistência da arte neste momento de crise: “Eu fico feliz em ver que os estilistas estão sobrevivendo “

A atriz, que está em cartaz com a super produção "Cantando na Chuva", em São Paulo, comemorou o sucesso de bilheteria do espetáculo que só tem ingressos para o final de outubro. Com 30 anos de teatro musical, Claudia acredita que a interpretação ao vivo de um clássico do cinema seja uma das razões para este fenômeno. "É uma label que já gera expectativa nas pessoas"

Publicado em 31/08/2017 | Por Julia Pimentel

“Moda sempre, ?” Pensem em um espetáculo. Tudo bem, o desfile do Lino foi encantador e ela também está em cartaz com uma super produção no teatro aqui em São Paulo. Mas, mesmo tirando tudo isso, Claudia Raia é, por si só, um espetáculo humano. Repleta de adjetivos – dos melhores possíveis – que nem precisam ser comentados, a atriz marcou presença na primeira fila do desfile de Lino Villaventura na SPFWN44. Amiga e admiradora do trabalho do estilista, Claudia não poupou elogios à apresentação do designer que traduziu um lema dito por ele nos bastidores: “Arte é expressão”.

Mais do que exaltar a criatividade e inovação de Lino Villaventura nos mais de 40 anos de sua carreira na moda, Claudia ainda destacou a energia do amigo estilista em resistir com sua arte mesmo em tempos de crise.  “A moda sempre me acompanhou e, neste momento, eu fico feliz em ver que os estilistas estão sobrevivendo a essas crises com tanta dificuldade. Porém, eu acho que este não é só um problema do Brasil. Nós estamos passando por uma crise mundial e, mesmo nela, o Lino é um artista que se reinventa e recria no meio disso tudo. Ele traz figuras que nos fazem sonhar e até chorar de emoção. São verdadeiras arquiteturas e esculturas que ele faz no corpo feminino e masculino. Por isso, eu acho que ele é um artista único, um grande inventor”, apontou.

Claudia Raia e Lino Villaventura no backstage da SPFWN44 (Foto: Henrique Fonseca)

Porém, não só ele. Se Lino Villaventura é um exemplo de resistência na moda, Claudia Raia é um daqueles brilhantes e necessários personagens das artes brasileiras. Em cartaz aqui em São Paulo, a atriz estrela a super produção da Broadway “Cantando na Chuva”. Mesmo com um cenário que conduz ao caminho inverso, o musical faz jus ao conceito de espetáculo e reúne dezenas de bailarinos, cenografias, figurinos e até litros e litros d’água para uma chuva real, que é a cereja do bolo da apresentação. Por tudo isso, “Cantando na Chuva” é mais que um sucesso de crítica, como também um fenômeno de bilheteria. Agora, o espetáculo só tem ingressos em São Paulo para o final de outubro. “Nós estreamos agora e só temos ingressos para daqui a quase dois meses. Ou seja, é um grande sucesso. As pessoas nem sabiam o que era o espetáculo ainda e nós já estávamos com uma super bilheteria”, comemorou.

E motivos não faltam para isso. “É uma label que já gera expectativa nas pessoas. Elas querem ver um clássico do cinema acontecendo na sua frente. E, o que elas me dizem é que, de fato, conseguem ver o longa no palco do teatro. Então, é muito alegre ver que nós conseguimos tocar as pessoas e que muitas delas saem até chorando do espetáculo. É uma delícia”, comentou Claudia Raia que ainda apontou outros motivos para a boa repercussão do musical. “Além disso, ainda tem o atrativo da grande produção, do efeito da chuva e a minha história com o teatro musical. Há 30 anos, eu estou no palco e, nesse tempo, eu acumulei alguns seguidores que gostam de me ver no palco”, completou a atriz que também acredita que o boca-boca faz diferença.

Claudia Raia e o filho Enzo Celulari no backstage do desfile de Lino Villaventura na SPFWN44 (Foto: Henrique Fonseca)

Alguns seguidores não, muitos. Ícone do teatro musical brasileiro, Claudia Raia é uma artista completa que, por onde passa, canta, dança, sapateia e encanta. Desde o começo da carreira, ela é um daqueles exemplos que não se limitou a explorar apenas uma habilidade e sempre foi certeira em tudo o que fez. Mesmo que alguns fatores pudessem atrapalhar. No último domingo, Claudia Raia foi lembrada no “Dança dos Famosos”, do Domingão do Faustão, após Cris Vianna, participante desta edição, questionar o comentário de que mulheres grandes deveriam se limitar a fazer movimentos menores na dança. Para Claudia, isso nunca existiu e nem deveria afetar estrelas como ela e Cris Vianna, que também está em cartaz com um musical no Rio de Janeiro. “Se eu sofri algum tipo de preconceito pela minha altura, eu não percebi. Eu acho que hoje em dia as pessoas estão parando muito para ouvir o que elas não devem. Nós temos que andar para frente”, destacou Claudia Raia que, em maio, começa a gravar a próxima novela das 19h da Globo, ainda sem nome divulgado.

Pesquisas relacionadas