Gente & Comportamento

Aline Riscado conta preparação para carnaval e frisa: “Responsabilidade enorme substituir Sabrina Sato”

A nova rainha da Vila Isabel fez um belo editorial na Cidade das Artes com direção artística do mestre Milton Cunha, para as lentes de Yuri Graneiro. O styling ficou a cargo da expert Gabi Werden e a beleza por Max Weber. Sinergia total.

Publicado em 27/07/2019 | Por Heloisa Tolipan

(Foto: Yuri Graneiro / Direção artística: Milton Cunha / Styling: Gabi Werden/ Beleza: Max Weber)

*Por Karina Kuperman

Substituir um dos maiores ícones do carnaval carioca é tarefa para corajosos. Mas Aline Riscado tira de letra. Coroada nova rainha de bateria da Unidos de Vila Isabel no início do mês, cargo que foi de Sabrina Sato nos últimos nove anos, a bela sabe da responsabilidade que tem nas mãos. “Entrar no lugar de uma rainha tão querida por todos, que ficou tanto tempo, foi tão feliz e fez tão bonito. É muita ‘responsa'”, confessa, acrescentando: “Mas eu gosto de desafios. Foi um convite que me deixou muito feliz”.

A nova rainha da Vila Isabel fez um belo editorial na Cidade das Artes com direção artística do mestre Milton Cunha, para as lentes de Yuri Graneiro. O styling ficou a cargo da expert Gabi Werden e a beleza por Max Weber. Sinergia total.

(Foto: Yuri Graneiro / Direção artística: Milton Cunha / Styling: Gabi Werden/ Beleza: Max Weber)

E ela até tinha motivos. Se, durante o ano, Aline tem uma agenda cheia, no carnaval o trabalho aumenta à máxima potência. “Eu sempre tive muitos compromissos com a marca de cerveja que represento. Sou musa de vários camarotes em lugares por todo o Brasil. Então, haja energia”, conta ela.

(Foto: Yuri Graneiro / Direção artística: Milton Cunha / Styling: Gabi Werden/ Beleza: Max Weber)

“Sempre curti carnaval, tanto os blocos de rua como a Marquês de Sapucaí. Fiz a minha estreia desfilando como rainha da Caprichosos de Pilares”, lembra, referindo-se ao carnaval de 2014, quando ainda era bailarina do “Domingão do Faustão”. Dois anos depois, ocupou o mesmo cargo no carnaval paulista, na Acadêmicos do Tucuruvi, e foi musa do Salgueiro. “Depois de ter dado um tempo volto com toda a garra. As pessoas esperam muito da rainha: tem que estar com a energia boa, sempre presente, na quadra. A comunidade fica satisfeita de ter contato direto com a gente”, comenta.

(Foto: Yuri Graneiro / Direção artística: Milton Cunha / Styling: Gabi Werden/ Beleza: Max Weber)

Por ora, a rotina ainda não tem sido intensa, mas Aline já se prepara para os próximos meses com muitas aulas de samba. “Por enquanto, os compromissos com carnaval estão bem tranquilos. Sei que vai apertar mais para frente, mas já estou fazendo aulas de samba e também estudando mais sobre a escola. Quero me aprofundar muito na história da Vila Isabel e no enredo que homenageia Brasília”, diz.

(Foto: Yuri Graneiro / Direção artística: Milton Cunha / Styling: Gabi Werden/ Beleza: Max Weber)

A sinopse do enredo mostrará Vila Isabel cantando “essa Brasília irmã com o pequeno Brasil e sua Jaçanã, a doce morada nos dada de encomenda pelas bênçãos do céu azulado orvalhando o cerrado! Bênçãos da Aparecida Nossa Senhora, Padroeira dos filhos do Brasil e da nossa Brasília, desejosas de igualdade generosa!”

(Foto: Yuri Graneiro / Direção artística: Milton Cunha / Styling: Gabi Werden/ Beleza: Max Weber)

“Eu trabalho bastante. Faço comercial o ano todo, tenho muitos compromissos, campanhas, presenças”, explica ela, que ainda precisa de tempo para se dedicar ao projeto mais especial de todos: seu filho, Natan, de nove anos. “Bem ou mal ele já está acostumado com essa rotina da mãe. Comecei na televisão quando ele tinha seis meses. O Natanzinho gosta, sente orgulho, fica todo bobo quando pedem para tirar foto comigo”, conta.

(Foto: Yuri Graneiro / Direção artística: Milton Cunha / Styling: Gabi Werden/ Beleza: Max Weber)

Enquanto não aparece brilhando à frente swingueira de Noel para o Brasil inteiro ver, Aline segue focada na carreira de atriz e pode ser vista, frequentemente, na pele da personal trainer Susan, no “Vai que cola”, humorístico do Multishow, que já está em sua sétima temporada.

(Foto: Yuri Graneiro / Direção artística: Milton Cunha / Styling: Gabi Werden/ Beleza: Max Weber)

“Já estou na série há quatro anos e adoro trabalhar com humor. Tenho muitos sonhos na carreira e gostaria de atuar em um drama”, conta ela, que fez sua estreia no teatro em 2017, na peça “Jogo do amor”. No ano seguinte, deu vida à Elen no longa “Os farofeiros” e seu último trabalho na TV foi uma participação especial em “Topíssima“, no ar na Rede Record.

(Foto: Yuri Graneiro / Direção artística: Milton Cunha / Styling: Gabi Werden/ Beleza: Max Weber)

 

Pesquisas relacionadas