Arte & Literatura

#GiroArtsy: Om.art abre a coletiva Dialética e MAM recebe exposição em homenagem a Antonio Dias. Veja quem foi!

O fim de semana foi intenso para a turma das artes - e para o site HT. O motivo? Dois vernissages poderosos. O primeiro, o da coletiva DIALÉTICA, que reúne obras de alguns dos maiores artistas brasileiros, que fazem parte da BGA - Brazil Golden Art, uma das mais completas coleções de arte contemporânea do país, que rolou na OM.art. O segundo, da exposição “Antonio Dias – O ilusionista”, em homenagem ao grande artista falecido recentemente, em cartaz até novembro no MAM-Rio

Publicado em 24/09/2018 | Por Junior de Paula

Dialética

Com curadoria de Heitor Reis e aberta ao público desde domingo na OM.art, a exposição, no espaço localizado no cluster de arte do Jockey Clube, conta com trabalhos de Antonio Dias, Amílcar de Castro, Antonio Manuel, Artur Lescher, Almandrade, Barrão, Carolina Ponte, Emmanuel Nassar, Ernesto Neto, Estela Sokol, Henrique Oliveira, Janaina Tschape, Lygia Clark, Lucia Laguna, Nuno Ramos, Oskar Metsavaht e Waltércio Caldas espalhados em dois andares do prédio. “A complexidade que se reflete principalmente na estética das obras é a base da arte contemporânea e perpassa os tempos. Esse recorte revela a poética e o lirismo presentes em todas as composições, desde os concretos até os contemporâneos atuais, além de uma forte influência barroca, ainda que esteja muitas vezes apenas no inconsciente dos artistas”, disse Heitor Reis, curador da mostra. Por lá, encontramos uma turma bem eclética, que ia desde Francisco Costa, Beatriz Milhazes e Flávio Tambellini, passando por Martn’ália, Cosntança Basto e Felipe Veloso. Veja quem passou por lá na galeria:

Este slideshow necessita de JavaScript.

SERVIÇO:

Curadoria: Heitor Reis
Local: studio OM.art (Rua Jardim Botânico 997, Jockey Club – Jardim Botânico – Rio de Janeiro) Visitação: 23 de setembro a 25 de novembro
Horário: quarta a sábado das 11h às 20h. Domingos das 12h às 18h
Entrada Franca

Antonio Dias – O ilusionista

Em cartaz no MAM RIO, a mostra, em homenagem ao grande artista falecido recentemente, tem obras reunidas pelos curadores Fernando Cocchiarale e Fernanda Lopes, que pertencem em sua grande maioria à coleção Gilberto Chateaubriand, em comodato na instituição desde 1993, e ao acervo próprio do Museu. A diversidade dos trabalhos surpreendeu até mesmo especialistas da arte, que desconheciam vários trabalhos do artista considerado dos mais importantes da história da arte brasileiraA exposição fica em cartaz até o próximo dia 11 de novembro de 2018.

O mundo da arte, que já estava por lá, também foi prestigiar a abertura de três grandes instalações na área externa do MAM criadas pelo artista Cesar Oiticica Filho, que está com a mostra “Metaimagens” em cartaz no Museu. Nos pilotis, o público interagia com as “Caixas de Dança”, e no lado externo todos pararam para fotografar as gigantes velas de lona de nove metros de altura com pinturas dos rostos de figuras emblemáticas do país como Marielle, Anastácia, Zumbi e Dragão do Mar, na obra “É tudo verdade”, criada pelo artista em parceria com Carlos Consenza. A obra fica até o próximo dia 30 de setembro.

Estiveram lá Paola Chieregato, viúva do artista, emocionada ao ver o conjunto de trabalhos, Rara Dias – filha de Antonio Dias com a artista Iole de Freitas (também presente) – e seu marido Luiz Marcello, o presidente do conselho de administração do MAM, Carlos Alberto Chateaubriand e a esposa Sylvinha, os artistas Rubem Grillo, Carlos Vergara, Carlos Zilio, Antonio Manuel, Ernesto Neto, Marcos Chaves e Ana Linnemann, entre muitos outros.

Este slideshow necessita de JavaScript.

SERVIÇO

“Antonio Dias: o ilusionista”
Onde: MAM — Av. Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo (3883-5600). Quando: Ter. a sex., 12h às 18h; sáb., dom. e fer., 11h às 18h.  Até 11/11. Quanto: R$ 14. Classificação: Livre.

Pesquisas relacionadas