Arte & Literatura

“Encontrei na arte de fotografar meu corpo a forma de externar e eternizar sentimentos’, diz Chell Mendes

O próprio corpo serve de base para a elaboração das obras de arte, que são fotografadas como selfies e exibidas ao público na mostra em cartaz na Ble Galeria e Arte, em Botafogo

Publicado em 12/06/2019 | Por Heloisa Tolipan

*Por Jeff Lessa

Não é de hoje que Botafogo é chamado de BotaShoho, uma referência com o descolado bairro nova-iorquino (que já faz um trocadilho com o bairro londrino homônimo. Mas essa é outra conversa). Por que BotaSoho? Porque assim como o bairro de Manhattan, Botafogo tornou-se reduto de trendies, foodies, artistas, estudantes, cinéfilos, hipsters, estrangeiros e quem mais chegar. Essa mistura fascinante veio para ficar. E não se passa muito tempo sem que o bairro destaque mais um lugar charmoso e criativo como point.

O espaço da Ble Galeria e Arte abriga, até o dia 21, exposição de Chell Mendes (Foto de Brenno Carvalho – Agência O Globo)

Aberta há dois anos por Tiago de Barros, neto do mega poeta Manoel de Barros (1916-2014), a Ble Galeria e Arte vem se tornando um ponto cada vez mais frequentado. O espaço conta com estúdio de tattoos e bar. Pronta para receber todas as formas de arte, a galeria lança apenas artistas em começo de carreira, dos quais não cobra nada para que fiquem em cartaz. Com isso, proporciona o espaço precioso que eles não encontram nos locais tradicionais (que, ainda por cima, costumam ficar com 25% da renda das mostras, enquanto Tiago dá uma boa aliviada nessa média).

A exposição do momento é da jovem Chell Mendes e fica em cartaz até o dia 21. Dona de um estilo e uma técnica únicos, Chell usa o próprio corpo como base para suas obras. Depois de criar, a artista se fotografa, registrando suas criações nos formatos A2, A3 e A4. O resultado vai do poético ao perturbador. “Todas as minhas fotos têm um porquê. É meu jeito de externar e eternizar, em forma de fotografia, os sentimentos que tenho dentro de mim. Fantasmas, medos, prazeres, ansiedades…. É para as pessoas interpretarem da forma que quiserem”, observa a artista, que expõe 24 trabalhos.

‘Reflexo’ é uma das 24 obras de Chell Mende em exposição na Ble Galeria e Arte (Foto: Divulgação)

Observando a mostra em seu conjunto, a impressão que fica é de um trabalho extremamente feminista e libertador. Chell, porém, garante que não se guia por bandeiras políticas ou causas sociais. O importante para ela é a total liberdade criativa. “Aqui eu sou livre, não existem regras. Encontrei na arte de fotografar meu corpo a forma de externar sentimentos”, dispara. “Nunca me importei muito com o que as pessoas iriam achar, mas sim se iriam se identificar de alguma forma”.

A artista usa o próprio corpo como uma espécie de tela e, em seguida, imortaliza o trabalho em fotografia (Foto: Divulgação)

No mesmo espírito libertário, a programação da casa para o Dia dos Namorados (12) tem um quê de transgressora. A Ble Erótica terá performances, declamação de poesias, leitura de tarô, exposições, consultoria e venda de produtinhos para, digamos, apimentar a relação.

SERVIÇO

Ble Galeria e Arte

Rua Dezenove de Fevereiro 184, Botafogo – 3820-9017

Até 21 de junho

Segunda a sábado, do meio-dia às 20h

Grátis

www.blegaleria.art.br

Pesquisas relacionadas