Arte & Literatura

Artista plástico carioca Arjan Martins tem sua primeira exposição individual no MAM-Rio. Vem saber!

O museu também inaugura, paralelamente, uma mostra com os novos itens adquiridos pelo Prêmio Marcantonio Vilaça, que conta com artistas como Ernesto Neto e João Modé

Publicado em 03/07/2014 | Por Alexandre Schnabl

*Por João Ker

O MAM – Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro abre hoje para o consumo do público a exposição “Arjan Martins – Américas”, a primeira individual do artista plástico carioca, que contará com 30 obras que se dividem entre produções recentes, feitas de 2010 a 2014, e trabalhos realizados em 2002. A última vez que Arjan expôs individualmente na cidade foi em 2002, no Museu da República.

Esta é a terceira vez que o artista cobre as paredes do MAM, já tendo passado por ali nas coletivas “Arte Brasileira Hoje” (2005) e “Novas Aquisições” (2004). Em “Américas”, Argentino Mauro, o Arjan, levanta mais uma vez os temas sobre raça, migração, escravidão e consciência negra, através de pinturas e desenhos cartográficos com traços fortes e rebuscados que fazem parte de sua identidade expressionista, onde a imagem da raça negra é sempre latente. “Embora a arte contemporânea tenha, em ruptura com uma vertente poderosa do passado moderno, retornado com insistência aos universos temáticos, nem sempre esse retorno é acompanhado de exigência poética e formal. Aqui nesta exposição, o tema é o da alteridade, o da solidariedade étnica”, explica o curador Sérgio Duarte.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos: Divulgação

 

Em tempo: o MAM também começa a expor hoje as obras adquiridas neste ano pelo Prêmio Marcantonio Vilaça – Funarte. Esta é a quarta vez que o Museu recebe a gratificação de R$350.000 para a expansão de seu acervo. Dentre os novos artistas que figuram na mostra estão Carlos Bevilacqua, Eduardo Coimbra, Ernesto Neto, Fabio Baroli, Guilherme Dable, Jimson Vilela, João Modé e Luiza Baldan. O curador do MAM Rio, Luiz Camilo Osório, explica a importância dessas conquistas: “Com este conjunto, abarcamos momentos importantes da história da arte brasileira e qualificamos, com densidade, nossa coleção. O Prêmio Marcantonio Vilaça – Funarte vem se constituindo em uma das principais fontes de fortalecimento de nosso acervo”, esclarece. Outros artistas que se tornaram possíveis para o local, graças à premiação, incluem Carlos Vergara, Pablo Lobato e Maria Nepomuceno.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos: Divulgação

Serviço: Arjan Martins – Américas

Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro

Abertura: 2 de julho de 2014, às 19h

Exposição: 3 de julho a 24 de agosto de 2014

Realização: MAM Rio

De terça a sexta, das 12h às 18h.

Sábado, domingo e feriado, das 11h às 18h.

Ingresso: R$14,00Sér

Estudantes maiores de 12 anos: R$7,00

Maiores de 60 anos: R$7,00

Amigos do MAM e crianças até 12 anos: entrada gratuita

Quartas-feiras a partir das 15h: entrada gratuita

Domingos ingresso família, para até 5 pessoas: R$14,00

Endereço: Av. Infante Dom Henrique, 85

Parque do Flamengo – Rio de Janeiro – RJ 20021-140

Telefone: 21. 3883.5600

www.mamrio.org.br

 

Serviço: Exposição obras adquiridas Prêmio Marcantonio Vilaça – FUNARTE

Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro

Abertura: 2 de julho de 2014, às 19h

Exposição: 3 a 27 de Julho de 2014

Realização: MAM Rio

De terça a sexta, das 12h às 18h.

Sábado, domingo e feriado, das 11h às 18h.

Ingresso: R$14,00

Estudantes maiores de 12 anos: R$7,00

Maiores de 60 anos: R$7,00

Amigos do MAM e crianças até 12 anos: entrada gratuita

Quartas-feiras a partir das 15h: entrada gratuita

Domingos ingresso família, para até 5 pessoas: R$14,00

Endereço: Av. Infante Dom Henrique, 85

Parque do Flamengo – Rio de Janeiro – RJ 20021-140

Telefone: 21. 3883.5600

www.mamrio.org.br

Pesquisas relacionadas