Arte & Literatura

A arte como você a vê: exposição traz grandes nomes do cenário nacional, com obras sem legendas e a valorização da interpretação individual

"A Experiência da Arte" reúne trabalhos de gente como Vik Muniz, Eleonora Fabião, Ernesto Neto, Waltercio Caldas e Wlademir Dias-Pino, onde o que vale é a percepção do público

Publicado em 22/04/2015 | Por João Ker

A mesma obra de arte pode ter infinitos significados, dependendo do background e da interpretação de quem a vê. Fale com qualquer artista, e ele lhe dirá que apesar de ter feito tal quadro assim ou assado, o barato está em ver quais significados começam a surgir através da percepção do público. E é isso que “A Experiência da Arte”, exposição que entra em cartaz hoje no SESC Santo André, em São Paulo, pretende valorizar: a vivência da arte.

Grandes nomes do cenário nacional se dividem entre 1.700m², com instalações, poemas visuais, esculturas, performances e fotografias, a fim de exaltar o contato que o público tem com as obras. Para isso, biografias, legendas ou comparações entre os trabalhos foram banidas, uma ideia do próprio curador, Evandro Salles, que as considera como “impedimentos que atravessam e obstruem o caráter essencialmente poético do objeto de arte”.

Entre os artistas selecionados está Wlademir Dias-Pino, poeta de 88 anos que ajudou a fundar o movimento construtivista na poesia brasileira, traz trechos de seu livro “A Ave” impressos em ímã e dispostos sobre uma superfície magnética, deixando a manipulação das mesmas a critério do público. Vik Muniz, por sua vez, leva quatro fotografias impressas em metacrilato, além do espaço interativo “Estúdio Vik Muniz”, no qual mostra sua técnica e material de trabalho, deixando-os para o uso livre dos visitantes, que poderão criar suas próprias obras.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Há também Ernesto Neto, que criou especialmente para a ocasião uma escultura penetrável de 122m, “Riogiboia”. Com o exterior coberto por painéis de fotografias da selva amazônica, justapostas aos edifícios de São Paulo,a obra traz à tona uma reflexão sobre a preservação da natureza e o seu papel na vida urbana. Outros nomes presentes na exposição, que fica em cartaz até 25 de outubro são Eleonora Fabião, Waltércio Caldas, Eduardo Coimbra e Cildo Meireles.

"Riogiboia" é uma escultura penetrável de 122m, criada por Ernesto Neto (Evandro Salles)

“Riogiboia” é uma escultura penetrável de 122m, criada por Ernesto Neto (Evandro Salles)

Exposição: A Experiência da Arte

Realização: Sesc Santo André  

Curadoria: Evandro Salles

Artistas: Cildo Meireles, Eduardo Coimbra, Eleonora Fabião, Ernesto Neto, Waltercio Caldas, Wlademir Dias-Pino e Vik Muniz

Período: 22 de abril a 25 de outubro de 2015

Local: Sesc Santo André

Rua Tamarutaca, 302, Vila Guiomar – Santo André / SP (estacionamento: R$3,00 a primeira hora; R$1,00 cada hora adicional. Desconto de 50% para matriculados)

Tel.: (11) 4469-1259

Horários: Terça a sexta-feira, das 10h30 às 21h30 / Sábados, domingos e feriados, das 10h30 às 18h30

Pesquisas relacionadas