Quotes

Beijo de Bruno Gagliasso e João Vicente chama atenção da mídia internacional, que parabeniza os atores pela coragem e militância

Portais e revistas dos Estados Unidos e da Inglaterra ainda frisaram que, apesar de o Brasil ter o casamento igualitário legalizado desde o ano passado, a taxa de crimes de ódio por aqui ainda é alta

Publicado em 30/11/2015 | Por João Ker

Como HT contou aqui, Bruno Gagliasso e João Vicente de Castro resolveram improvisar durante a entrega do prêmio “Men Of The Year”, da GQ Brasil, e se beijaram no palco da cerimônia, no Copacabana Palace. Na semana passada, a dupla se tornou um dos assuntos mais comentados nas redes sociais, algo que permaneceu ao longo do fim de semana e, agora, tomou conta dos veículos internacionais, que têm elogiado os atores pela iniciativa.

(foto: Reprodução)

(foto: Reprodução)

“Dois atores heterossexuais estão usando os beijos para uma boa causa”, disse o texto da Advocate, uma das principais revistas norte-americanas voltadas para o público LGBT. A matéria ainda frisa que, apesar de o casamento igualitário ter sido aprovado desde o ano passado no país, a taxa de crimes de ódio ainda é alta. A informação também foi repetida pelo influente blog The Daily Grind, que ainda comentou: “Gagliasso tem um longo histórico de apoiar a causa no país e já interpretou um personagem gay em uma novela (“América”, 2005). (…) Ele já disse anteriormente que a imagem do ‘macho’ reproduzida na TV tem um efeito prejudicial tanto em jovens brasileiros hétero ou homossexuais”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A notícia ainda ganhou manchetes por outros portais, como o New Now Next, da Logo TV, o site britânico Pink News, a revista online On Top e por aí vai. Vale lembrar que, realmente, esta não é a primeira vez que Bruno Gagliasso se pronuncia sobre o assunto. Ainda este ano, ele foi uma das estrelas da campanha “CEDS – Sua voz na luta contra o preconceito”, desenvolvida pela Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual, e que você vê abaixo.

Pesquisas relacionadas