Música & Badalo

Da militância aos memes: confira os momentos mais polêmicos do Grammy Awards 2019

Feminismo, saúde metal e críticas ao presidente norte-americano americano Donald Trump foram os temas que agitaram a festa. Porém, os looks extravagantes dos famosos se tornaram o assunto mais comentado nas redes sociais

Publicado em 11/02/2019 | Por Iron Ferreira

A maior premiação do mundo da música agitou a noite de ontem, em Lós Angeles. O Grammy Awards celebrou os melhores profissionais de 2018 da indústria fonográfica em uma festa repleta de artistas, shows e glamour. Em um ano no qual as premiações foram bem distribuídas, o que chamou a atenção foi o tom político e as pautas sociais. O tapete vermelho, conhecido por protagonizar momentos importantes da pré-cerimônia, já começou polêmico. A cantora Joy Villa usou um vestido com a frase “Build The Wall”, que em português significa construa o muro. É um claro apoio ao presidente Donald Trump e a uma das suas principais propostas de campanha de construir um muro na fronteira do México com os EUA. O cantor e dançarino Ricky Rebel também demonstrou estar alinhado com o presidente ao usar um terno com a frase “Keep America Great Again”, slogan da futura campanha de reeleição de Trump para 2020.

Joy Ville usou o tapete vermelho para incentivar a construção do muro na fronteira dos EUA com o México. (Foto: Divulgação/Grammy)

 

O cantor Ricky Rebel declarou apoio à reeleição de Trump em 2020 ao usar o slogan da futura campanha bordado em seu terno. (Foto: Divulgação/Grammy)

Assim como houve deferências, também teve protesto. O primeiro show da noite foi marcado por uma alfinetada a Trump que passou praticamente despercebida pelo público. Em um medley que homenageava a música latina, o cantor colombiano J Balvin apareceu lendo um jornal que dizia: construa pontes, não muros. A performance ainda contou com a participação de Camila Cabello e Rick Martin.

O colombiano J Balvin alfinetou Donald Trump ao aparecer lendo um jornal que diz: Construa pontes, não muros. (Foto: Divulgação/Grammy)

O grande destaque da noite foi a aparição de   Michelle Obama, Jada Pinkett Smith, Lady Gaga e Jennifer Lopez, que se juntaram à apresentadora da noite, Alicia Keys, para discorrer  sobre a importância da participação das mulheres no showbizz. O ato foi um claro posicionamento crítico ao escândalo envolvendo o presidente do Grammy, Neil Portnow. Em 2018, quando questionado sobre a falta de protagonismo feminino entre os ganhadores da noite, o executivo afirmou que elas deveriam aumentar a qualidade de seus trabalhos. Em seu discurso, a ex primeira-dama falou sobre o empoderamento feminino no mundo artístico e a importância das canções em sua vida: “A música nos ajuda a mostrar a nossa dignidade e tristezas, esperanças e alegrias.  Ela nos revela que tudo importa”. Dua Lipa também soltou farpas contra Neil em seus agradecimentos, logo que foi anunciada vencedora na categoria de Melhor Artista Revelação. Após parabenizar todas as outras mulheres com quem disputara o prêmio, a cantora disparou: “Acho que neste ano nos esforçamos mesmo”.

Discurso de empoderamento feminino abre a noite do Grammy Awards. (Foto: Divulgação/Grammy)

Lady Gaga, que venceu em três das cinco categorias em que concorria, falou sobre a necessidade de nos atentarmos para a psicologia humana. Quando subiu ao palco para agradecer o prêmio de Melhor Colaboração Pop por “Shallow”, faixa da trilha sonora do filme Nasce Uma Estrela, a cantora ressaltou “estar muito orgulhosa de participar de um filme que fala sobre saúde mental. É muito importante. Muitos artistas lidam com isso e nós temos que cuidar uns dos outros. Então, se você ver alguém sofrendo, não ignore. E se você está sofrendo, mesmo sabendo que pode ser difícil, tente encontrar forças para mergulhar fundo e contar a alguém”.

Katy Perry não concorria em nenhuma categoria, mas foi à premiação para participar de um tributo à cantora de country Dolly Parton. Porém, o que mais despertou os olhares foi o modelito Balmain que a artista escolheu para ir à festa. O vestido rapidamente virou motivo de piada e a própria Katy brincou com o fato em sua conta oficial no Instagram.

 

Katy Perry usou vestido Balmain para ir à cerimônia do Grammy. (Foto: Instagram)

 

A cantora virou meme na internet ao ter o seu look comparado com um pincel. (Foto: Instagram)

Cardi B, primeira mulher solo a ganhar na categoria de Melhor Álbum de RAP, também causou frisson com o look escolhido. A rapper, que usou um vestido da grife Thierry Mugler, foi comparada a uma concha. E não é que parece mesmo?

O vestido Thierry Mugler utilizado por Cardi B também virou meme nas redes sociais. (Foto: Instagram)

Outra que causou sem nem mesmo ter ido à festa foi Ariana Grande. A cantora teen, vencedora do prêmio de Melhor Álbum Pop, se desentendeu com os executivos do Grammy e por isso decidiu não comparecer à edição de 2019. Em casa, Ariana postou uma foto dormindo com o vestido que iria usar no tapete vermelho, peça produzida sob medida pelo estilista Zac Posen. A imagem soou como provocação, com a cantora ironizando: “Quando Zac Posen faz um vestido sob medida pra você, não importa se você irá cantar ou não”.

Ariana Grande ironizou a cerimônia ao postar uma foto dormindo com o vestido que iria usar no evento. (Foto: Instagram)

Pesquisas relacionadas