Gente & Comportamento

Carolina Dieckmann sobre interpretar uma mulher submissa: “Não me imagino levando a vida dela”

A atriz retornou a Globo para viver a Afrodite em O Sétimo Guardião. “Estava com vontade de trabalhar e quando vi este projeto ao lado de Aguinaldo Silva e Rogério Gomes, pensei que esta era a minha chance. Conversei com eles e falei sobre as minhas limitações, mas não tivemos problemas. Me senti muito abraçada. A Globo é a minha casa. Não lembro quem eu era antes de trabalhar aqui”, afirmou

Publicado em 30/11/2018 | Por Ana Clara Xavier

Temos que confessar: já estávamos com saudades de ver Carolina Dieckmann atuando em uma novela. Com moradia permanente nos Estados Unidos, a atriz escolheu a novela O Sétimo Guardião para marcar a sua volta às teledramaturgias da Globo. “Estava com vontade de trabalhar e quando vi este projeto ao lado de Aguinaldo Silva e Rogério Gomes, pensei que esta era a minha chance. Conversei com eles e falei sobre as minhas limitações, mas não tivemos problemas. Me senti muito abraçada. A Globo é a minha casa. Não lembro quem eu era antes de trabalhar aqui”, afirmou. E a opção foi realmente certeira. O público já está amando a personagem Afrodite, uma mulher de família batalhadora que trabalha com o marido em um food truck. O site HT bateu um papo com a atriz sobre a distância da família, a chegada aos 40 anos e os cuidados com o corpo. Vem!

Leia: De volta às novelas, Bruno Gagliasso celebra nova parceria com Marina Ruy Barbosa: “Intimidade muda tudo” 

Carolina Dieckmann interpreta uma mulher batalhadora que leva uma vida pacata em Serro Azul (Foto: Fabiano Battaglin/Gshow)

Afrodite é o oposto de Carolina. Enquanto a atriz deu a cara à tapa e alcançou o estrelado ainda muito nova, a personagem leva uma vida comum e pacata na cidade de Serro Azul. “Ela é uma mulher como muitas outras”, comentou. Exatamente por este perfil feminino mais ingênuo e inferiorizado, a atriz confessou que o trabalho de preparação acabou sendo muito fácil. “Não acho difícil interpretar uma mulher submissa. Na verdade, quanto mais distante de mim melhor é para compor e inovar”, afirmou. Embora tenha construído uma vida mais simplória, a personagem começa a entrar em crise e se dar conta que gostaria de ir além da própria realidade e lutar pelos próprios sonhos. “Não me imagino levando a vida dela, porque desde muito cedo sempre soube o que queria e lutei pelos meus sonhos. Ela tem a minha idade e, neste momento, poderia estar se sentindo realizada, mas não”, pontuou.

Leia: Marina Ruy Barbosa sobre parceria com Aguinaldo Silva: “Ele acreditou em mim em uma hora fundamental, quando até eu mesma duvidei”, contou

Carolina disse que morre de saudades da família que está em Miami, nos Estados Unidos. Durante os seis meses de gravações, ela terá que passar a maior parte do seu tempo no Rio de Janeiro, podendo viajar somente quando tem uma folga curta de três ou quatro dias, o que acontece apenas duas vezes por mês, mais ou menos. “Todas as vezes que preciso deixar os meninos o meu coração acaba ficando lá também. A minha vida inteira fiquei muito perto deles, sempre moraram comigo. Ao mesmo tempo é uma experiência muito rica, porque me dedico exclusivamente ao trabalho quando estou no Brasil”, contou.

Saiba mais: O Sétimo Guardião: festa de lançamento agita o Rio De Janeiro com encontro de celebs como Carolina Dieckmann, Bruno Gagliasso E Marina Ruy Barbosa

Carolina Dieckmann participou da festa de lançamento de O Sétimo Guardião (Foto: Fabrício Battaglin/Gshow)

Enquanto o coração da mãe coruja fica apertado, os meninos Davi Frota, de 19 anos, e José Worcman, de 11 anos, encaram bem a distância, de acordo com a atriz. “Os meus filhos ficam ótimos. Por causa do FaceTime, esta geração acaba não sentindo uma saudade tão grande. A distância realmente diminui. Não tem esta carência. Ao mesmo tempo, também fico feliz por isto, porque filho a gente cria para o mundo”, afirmou. A atriz garantiu que sempre preferiu que os filhos fossem mais livres para tomar as suas próprias decisões, por isso acredita ser positivo ver na prática aquilo que sempre pregou. O mais velho, por exemplo, já está cursando faculdade. Apesar de não saber exatamente qual profissão irá seguir, o rapaz está inclinado para realizar algo no ramo de esportes.

Saiba: Em editorial exclusivo no Rio Othon Palace, Vanessa Giácomo fala sobre O Sétimo Guardião e o trabalho como roteirista

Lilia Cabral e Carolina Dieckmann no evento de lançamento de O Sétimo Guardião (Foto: Isabella Pinheiro/Gshow)

Para os filhos está tudo bem, mas para o marido, Tiago Worcman, a distância já se torna um assunto um pouco mais complicado. “Está odiando. Fiquei dois anos direto com ele fazendo tudo em casa. Nós jantávamos todos os dias juntos. É uma vida complemente diferente da que levo agora. É como se tivesse vivido em uma bola muito feliz dentro da minha vida é já é maravilhosa. Fui muito feliz”, garantiu. No entanto, a atriz garantiu que também encontrou momentos de alegria em meio a correria dos bastidores de O Sétimo Guaridão. “Acho que temos várias vidas dentro da nossa. Temos momentos que trabalhamos mais. Isto é normal. Sinto que os dois anos que vivi em Miami permanentemente com a minha família foi uma vida quase que perfeita e sem problemas. Ter tido uma pausa foi quase uma benção. Um verdadeiro privilégio”, explicou.

Carolina Dieckmann precisou mudar de visual para viver a personagem em O Sétimo Guardião (Foto: Divulgação)

Trabalhadora, artista, mãe de dois filhos, casada e com 40 anos. Carolina Dieckmann realmente deve ter algum segredo para chegar aos 40 anos com carinha e corpo de 20. Quase uma Avril Lavigne brasileira, ela garantiu que não há nenhuma poção mágica. Apenas muita água e boa alimentação. “Sinceramente, estou cuidando mais de mim agora. Comecei a passar vitamina C no rosto e a tirar a maquiagem antes de ir dormir. Além disso, tenho uma preocupação em me alimentar bem e me hidratar bastante. Quanto aos exercícios, nunca fui muito fã. Atualmente, comprei um aparelho de remo que acaba mexendo com toda a musculatura do corpo”, revelou. Super satisfeita com a aparência, ela garante que se sente muito melhor agora do que quando era mais nova. “Eu era obesa quando pequena. Tudo melhorou depois que tive o Davi, não consigo nem comparar. O meu corpo atual, com 40 anos, mais bonito do que naquela época, inclusive. Não gostava mesmo de mim”, confessou.

Com as atenções completamente voltadas para a novela, Carolina garantiu que não terá muito tempo para pensar em algum projeto secundário. Por agora, ela está aproveitando a estadia no Brasil para trabalhar bastante e se dedicar ao Sétimo Guardião.

Pesquisas relacionadas